C. S. Lewis Archive

  • E não é que o Gagá esqueceu de novo de soltar o post do Senil? Quase que não deu tempo, o fim do mundo já tá quase aí!

    Academia Gamer: Fim do Mundo

    E não é que o Gagá esqueceu de novo de soltar o post do Senil? Quase que não deu tempo, o fim do mundo já tá quase aí!

    Leia mais...

  • Confiram a centésima edição do Academia Gamer!

    Academia Gamer: Valente

    Confiram a centésima edição do Academia Gamer!

    Leia mais...

  • Caiu em minhas mãos um jornal que falava sobre uma exposição de arte digital em São Paulo e isso instigou uma série de reflexões que queria compartilhar com vocês.

    Academia Gamer: Individualismo, arte e jogo

    Caiu em minhas mãos um jornal que falava sobre uma exposição de arte digital em São Paulo e isso instigou uma série de reflexões que queria compartilhar com vocês.

    Leia mais...

  • Hoje a reflexão foi proposta por um bom amigo da Lista de Algol: Felix. Ele me mandou um pequeno artigo que falava sobre "utopias" e "distopias" em jogos de videogame. Achei bastante pertinente até porque o meu conto "Brinquedos mortais" que compartilhei com vocês no dia Primeiro de Maio é um tanto quando distópico se pararmos para pensar na definição corrente do termo.

    Academia Gamer: Lugar nenhum

    Hoje a reflexão foi proposta por um bom amigo da Lista de Algol: Felix. Ele me mandou um pequeno artigo que falava sobre "utopias" e "distopias" em jogos de videogame. Achei bastante pertinente até porque o meu conto "Brinquedos mortais" que compartilhei com vocês no dia Primeiro de Maio é um tanto quando distópico se pararmos para pensar na definição corrente do termo.

    Leia mais...

  • Nos últimos dias eu tive a grata oportunidade de reassistir uma vez mais a série Super Dimensional Fortress Macross. Aqui no Brasil ela ficou conhecida tanto como parte de Robotech, mas também em sua versão mais próxima do original como o nome "Guerra das Galáxias". Embora o assunto pareça a princípio totalmente fora do tema principal dessa nossa Academia e, claro, do blog, verão em breve que não é bem assim.

    Academia Gamer: Flashback 2012

    Nos últimos dias eu tive a grata oportunidade de reassistir uma vez mais a série Super Dimensional Fortress Macross. Aqui no Brasil ela ficou conhecida tanto como parte de Robotech, mas também em sua versão mais próxima do original como o nome "Guerra das Galáxias". Embora o assunto pareça a princípio totalmente fora do tema principal dessa nossa Academia e, claro, do blog, verão em breve que não é bem assim.

    Leia mais...

  • Uma das coisas em que estive pensando esses dias é acerca da pretensão de objetividade quando lemos resenhas ou avaliações técnicas quaisquer sobre jogos, consoles ou qualquer coisa relacionada a videogames.

    Academia Gamer: Objetividade?

    Uma das coisas em que estive pensando esses dias é acerca da pretensão de objetividade quando lemos resenhas ou avaliações técnicas quaisquer sobre jogos, consoles ou qualquer coisa relacionada a videogames.

    Leia mais...

  • Certamente já falei a respeito daquele fenômeno comum a todo jogo que é a formação de "comunidades de jogadores" que se unem tendo como foco um elemento (ou gosto) em comum. Muitas vezes este elo que os une pode ser bem específico, mas também amplo dependendo do caso.

Isso é uma reverberação da repetição dos jogos (e de sua consolidação em tradição) e da união de pessoas em torno deste algo em comum. E isso acontece por aquilo que tratamos de "companheirismo" naquela série especial dos "Quatro amores" conforme entende C. S. Lewis. Apenas para retomar um pouco: para ele, o companheirismo descreve a reunião de pessoas em torno de um interesse comum formando algo semelhante a "clubes". Vale lembrar que, para ele, a amizade é algo além: surge quando, dentre todos estes companheiros, alguns conseguem compartilhar outras coisas além do foco comum do clube.

    Academia Gamer: Comunidades

    Certamente já falei a respeito daquele fenômeno comum a todo jogo que é a formação de "comunidades de jogadores" que se unem tendo como foco um elemento (ou gosto) em comum. Muitas vezes este elo que os une pode ser bem específico, mas também amplo dependendo do caso. Isso é uma reverberação da repetição dos jogos (e de sua consolidação em tradição) e da união de pessoas em torno deste algo em comum. E isso acontece por aquilo que tratamos de "companheirismo" naquela série especial dos "Quatro amores" conforme entende C. S. Lewis. Apenas para retomar um pouco: para ele, o companheirismo descreve a reunião de pessoas em torno de um interesse comum formando algo semelhante a "clubes". Vale lembrar que, para ele, a amizade é algo além: surge quando, dentre todos estes companheiros, alguns conseguem compartilhar outras coisas além do foco comum do clube.

    Leia mais...

  • <a href="http://www.gagagames.com.br/wp-content/uploads/2010/08/AcademiaGamer-banner.png"><img class="aligncenter size-full wp-image-19456" title="AcademiaGamer (banner)" src="http://www.gagagames.com.br/wp-content/uploads/2010/08/AcademiaGamer-banner.png" alt="" width="599" height="116" /></a>
<p style="text-align: center;"><em>"Para quem quer fazer exercícios de reflexão"</em></p>
 

Olá crianças!

Hoje é o último post dessa série especial do mês de Junho. Gostei bastante de revisitar o livro do C. S. Lewis e tentar fazer aproximações com games. É um exercício interessante e, acredito, serviu para a proposta da coluna que é discutir. É o mais rico dele por recuperar tudo que foi trabalhado antes e trazer uma série de reflexões novas e instigar seus leitores a agir (afinal, não basta "sentir" o amor). Tenho ciência de tudo aquilo que não falarei, mas saibam que o fiz unicamente para economizar espaço. Recomendo a leitura do livro, se quiserem maiores detalhes. Mas chega de enrolação e vamos lá!

    Academia Gamer: Os Quatro Amores – Caridade (parte 05 de 05)

    "Para quem quer fazer exercícios de reflexão"

      Olá crianças! Hoje é o último post dessa série especial do mês de Junho. Gostei bastante de revisitar o livro do C. S. Lewis e tentar fazer aproximações com games. É um exercício interessante e, acredito, serviu para a proposta da coluna que é discutir. É o mais rico dele por recuperar tudo que foi trabalhado antes e trazer uma série de reflexões novas e instigar seus leitores a agir (afinal, não basta "sentir" o amor). Tenho ciência de tudo aquilo que não falarei, mas saibam que o fiz unicamente para economizar espaço. Recomendo a leitura do livro, se quiserem maiores detalhes. Mas chega de enrolação e vamos lá!

    Leia mais...

  • “Para quem quer fazer exercícios de reflexão” Olá crianças! Hoje, o amor que vamos tratar é o eros. Vou evitar usar o termo “erótico” por conta das coisas que ele […]

    Academia Gamer: Os Quatro Amores – Eros (parte 04 de 05)

    “Para quem quer fazer exercícios de reflexão” Olá crianças! Hoje, o amor que vamos tratar é o eros. Vou evitar usar o termo “erótico” por conta das coisas que ele […]

    Leia mais...

  • “Para quem quer fazer exercícios de reflexão” Olá crianças! A amizade é um tipo de amor que sofre muito de uns tempo para cá. Como endeusamento do amor erótico e […]

    Academia Gamer: Os Quatro Amores – Amizade (parte 03 de 05)

    “Para quem quer fazer exercícios de reflexão” Olá crianças! A amizade é um tipo de amor que sofre muito de uns tempo para cá. Como endeusamento do amor erótico e […]

    Leia mais...