Olá galera do Gagá Games! Aqui é o retrogamer André Breder para levá-los em mais uma viagem rumo ao passado dos Video Games! Hoje vamos voltar para o ano de 1985! Tenham todos uma boa leitura e até a próxima!

Eventos importantes do ano de 1985

– Novas companhias entram no mercado de games: Titus Interactive, Code Masters, Westwood Studios, Inc., Square Co., Ltd. e Bethesda Softworks Inc. Enquanto isso a companhia RDI Systems deixa de existir.

Lançamentos importantes do ano de 1985

* Games:

Tela do primeiro estágio de Super Mario Bros.
Tela do primeiro estágio de Super Mario Bros.

– A Nintendo lança em 13 de Setembro de 1985 para o Famicom o game Super Mario Bros, que antes mesmo do final do ano se tornaria o game mais bem sucedido do período, com mais de 10 milhões de cópias vendidas. Até o ano de 2008, Super Mario Bros seria o game mais vendido da história, somando um total de 40 milhões de cópias vendidas. O game dos irmãos Mario só perderia este “posto” em 2009, graças as absurdas vendagens do Wii e de seu game Wii Sports. Super Mario Bros foi o responsável por popularizar os games de plataforma, tendo várias sequências e servindo de inspiração para muitos outros games do mesmo gênero que seriam lançados nos anos que se seguiram. Graças ao sucesso estrondoso do game, Shigeru Miyamoto se tornou um dos produtores/diretores mais respeitados do mundo dos games.

– O Famicom ainda receberia muitos títulos interessantes no ano de 1985, tais como: 1942, Antarctic Adventure, Balloon Fight, Battle City, Bomberman, BurgerTime, Championship Lode Runner, Challenger, Choujikuu Yousai Macross, City Connection, Dig Dug, Door Door, Dough Boy, Druaga no Tou, Elevator Action, Exed Exes, Exerion, Field Combat, Flappy, Formation Z, Front Line, Galaga, Geimos, Hyper Olympic, Hyper Sports, Ice Climber, Ikki, Karateka, Lot Lot, Lunar Ball, Mach Rider, Ninja Jajamaru Kun, Ninja Kun, Pac-Land, Penguin-Kun Wars,Pooyan, Road Fighter, Robot Block, Sky Destroyer, Soccer, Space Invaders, Spartan X, Spelunker, Star Force, Star Luster, Super Arabian, Thexder, Volguard II, Warpman, Wrecking Crew, Yie Ar Kung Fu e Zippy Race.

– A Nihon Falcom lança o RPG Dragon Slayer II: Xanadu para os computadores PC-8801, PC-9801, FM-7, MSX, e X1. Xanadu é foi considerado um game notável para sua época e vendeu mais de 400.000 mil cópias.

Ghosts'n Goblins.
Ghosts'n Goblins.

– A Bubble Bus software lança uma versão do game Starquake para vários computadores da época.

– Os games Adventure Construction Set, criado por Stuart Smith, e Racing Destruction Set, criado por Rick Koenig, são lançados pela Electronic Arts para os PCs e ambos fazem grande sucesso.

CRL Group PLC lança o game Tau Ceti para o computador ZX Spectrum, e o game Blade Runner (baseado no filme de mesmo nome) para os computadores Commodore 64, ZX Spectrum e Amstrad CPC.

– A Capcom lança para os fliperamas o game Ghosts ‘n Goblins, criado por Tokuro Fujiwara, que se tornaria um dos jogos de fliperamas mais populares do ano. Graças ao sucesso, a Capcom acabaria fazendo sequências para o game, criando assim uma de suas mais cultuadas franquias. Outro lançamento digno de nota da empresa foi o game Section Z, do gênero shoot-‘em-up.

– A Kogado Studio lança o RPG Cosmic Soldier para o MSX, game que posteriormente seria portado para o computador PC-8801.

Fantasy Zone da SEGA.
Fantasy Zone da SEGA.

– A SEGA lança para os fliperamas os games Fantasy Zone, um scrolling shooter que introduziu a simpática navinha chamada Opa-Opa; Sega Ninja (conhecido no Japão como Ninja Princess), um dos primeiros games a ter um personagem feminino como protagonista; My Hero, (Seishun Scandal no Japão) um beat ‘em up que tinha mais defeitos do que qualidades; Space Harrier, um game do gênero “Rail shooter”; e Hang-On, game de corrida onde o jogador pilota uma possante moto.

– A Electric Dreams Software lança o game Back to the Future, baseado no filme de sucesso de mesmo nome. O jogo saiu para os computadores Amstrad CPC, Commodore 64 e ZX Spectrum.

– A Interplay Productions lança o game The Bard’s Tale (Tales of the Unknown: Volume I), um RPG que faria bastante sucesso e ganharia algumas sequencias nos anos que se seguiram. O jogo foi lançado para múltiplos sistemas.

– A MicroProse lança o game F-15 Strike Eagle, um jogo do gênero “combat flight simulator”, para várias plataformas. F-15 Strike Eagle ganhou o título de “melhor game de ação do ano” segundo uma votação da revista Computer Gaming World’s, e vendeu também mais de 1 milhão e meio de cópias.

Gradius da Konami.
Gradius da Konami.

– A Konami lança para os fliperamas o shooter Gradius, também conhecido sob o nome de Nemesis. Gradius fez um enorme sucesso e acabou gerando uma franquia, com títulos lançados para os mais variados sistemas e consoles. Ainda em 1985, a empresa lança, também para os fliperamas, os games Rush’n Attack, que em seu lançamento no Japão e na Europa ficou conhecido sob o título de Green Beret; e Road Fighter, que foi o primeiro game de corrida da empresa.

– A Mastertronic lança o game Spellbound para os computadores ZX Spectrum e Amstrad CPC. O jogo foi criado por David Jones e teve a parte sonora sob os cuidados de Rob Hubbard, sendo o segundo capítulo da série Magic Knight.

– A Brøderbund lança para os PCs o game Where in the World is Carmen Sandiego?, o primeiro de uma futura franquia de sucesso.

– A Sierra Entertainment lança para os PCs da época o game King’s Quest II: Romancing the Throne.

– A Taito lança para os fliperamas o game The Legend of Kage, que coloca o jogador no papel de um ninja que deve salvar uma princesa que foi raptada pelo inimigo.

Gauntlet
Gauntlet

Alexey Pajitnov cria o game Tetris na antiga USSR. O game seria inicialmente lançado para os PCs da época, e posteriormente teria versões no mais variados sistemas e consoles, sendo o jogo que mais teve versões da história dos games.

– A Atari Games lança o título Gauntlet para os fliperamas. O game fez grande sucesso e é considerado como um dos primeiros jogos do gênero “dungeon crawl”, sendo que alguns também o consideram como um típico “Hack and slash”. Ainda em 1985 lança também para os fliperamas o game Indiana Jones and The Temple of Doom, baseado no famoso filme de mesmo nome.

– A Namco lança paras os fliperamas os games Dig Dug II, Metro-Cross, Baraduke, Motos, Battle City e Sky Kid.

The Learning Company lança para o Apple II a primeira versão comercial do game The Oregon Trail.

– A Ocean Software para os computadores ZX Spectrum, Amstrad CPC e Commodore 64, o game Rambo, baseado no filme de mesmo nome estrelado por Sylvester Stallone.

Chaos: The Battle of Wizards.
Chaos: The Battle of Wizards.

– A Beyond Software lança para os computadores ZX Spectrum e Commodore 64 o RPG Shadowfire, que foi um dos primeiros games a trazer um menu de opções. Recebeu uma boa recepção na época, tanto por parte da crítica quanto dos jogadores, e sua trilha sonora atmosférica criada por Fred Gray, também foi muito elogiada.

– O game Chaos: The Battle of Wizards, publicado pela Games Workshop e desenvolvido por Julian Gollop, é lançado para o computador ZX Spectrum. O jogo pertence ao gênero Estratégia, e foi agraciado pela crítica especializada da época com notas altas em várias avaliações, sendo que uma edição da revista britânica Your Sinclair lançada no ano de 1993, listaria Chaos como o quinto melhor game de uma lista elaborada com os 100 melhores games de todos os tempos, segundo os leitores da mesma.

* Consoles e computadores:

SG-1000 Mark III
SG-1000 Mark III

– A SEGA lança o console SG-1000 Mark III no Japão, para competir com o Famicom da Nintendo. O console da SEGA seria posteriormente comercializado em outras regiões, como Estados Unidos e Europa, sob o nome de Master System, tendo também todo seu design refeito.

Telegames lança o console Dina, que na prática não passava de um clone do console ColecoVision.

– A Atari lança o PC 520ST e a Commodore lança o PC Amiga.

– A Nintendo faz um teste de lançamento do console NES nos Estados Unidos, juntamente com o acessório Robotic Operating Buddy (ROB), que em território japonês ficou conhecido como Famicom Robot. O NES na verdade nada mais é do que um Famicom totalmente redesenhado, apresentando um layout muito mais sério e moderno.

Próxima parada: 1986

No próximo artigo vamos prosseguir para 1986, ano em que o NES teria seu lançamento em larga escala nos Estados Unidos e Europa, e praticamente dominaria o mundo dos videogames… até lá aventureiros do tempo!!!

Artigos anteriores

*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 1
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 2
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 3
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 4
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 5
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 6
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 7
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 8
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 9
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 10
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 11
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 12
*De Volta para o passado dos Video Games – Parte 13

Referências: Wikipédia

De Volta para o passado… dos Video Games – Parte 14

14 ideias sobre “De Volta para o passado… dos Video Games – Parte 14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *