Olá galera do Gagá Games! Aqui é o retrogamer André Breder para levá-los em mais uma viagem rumo ao passado dos Video Games! Hoje vamos voltar para o ano de 1993! Tenham todos uma boa leitura e até a próxima!

Lançamentos importantes do ano de 1993

* Consoles:

O 3DO da Panasonic
O 3DO da Panasonic

– As empresas Goldstar, Panasonic e Sanyo lançam suas versões do console 3DO, que foi o primeiro console de 32 Bits da história.

– A Commodore Business Machines lança o console Amiga CD32.

– A SEGA lança o periférico Mega CD na Austrália e na Europa.

– A Atari Corp. lança o console Jaguar, chamado pela empresa como o primeiro sistema de video game de 64 bits. Curiosamente, o Jaguar acabou se tornando um fracasso comercial, e levou a Atari a abandonar o mercado de consoles domésticos.

– A Nintendo lança uma nova versão do NES, trazendo um design diferente do original e também sendo um pouco menor. A grande diferença ficou para a forma de colocar os cartuchos, que nesta versão eram colocados na parte de cima do console, e não mais pela parte da frente, onde na versão original, os cartuchos ficavam também dentro do console.

* Games:

Star Fox do Super NES.
Star Fox do Super NES.

– O Super NES finalmente tem bons beat n´ups: Final Fight 2 da Capcom, fez com que os “nintendistas” pudessem finalmente ter um game de porrada de verdade, onde a possibilidade de dois jogadores simultâneos na tela fosse possível, para deixar tudo ainda mais divertido. Apesar de muitos “seguistas” afirmarem que Streets of Rage 2 é muito melhor que Final Fight 2, é inegável que a continuação do game da Capcom no Super NES foi algo muito melhor que a horrenda versão capada do Final Fight original.

– Outro bom beat n´up deste período foi o título Batman Returns, da Konami, que trouxe o homem morcego mostrando que não precisa de super poderes para surrar uma centena de inimigos.

– Agora o grande destaque deste período de bons títulos para o Super NES vai para o game Star Fox, o primeiro jogo a incluir o Super FX chip, um coprocessador utilizado para acelerar imagens gráficas, fazendo com que o game tivesse gráficos em 3D muito avançados para a época!

– Outros bons títulos lançados para o Super NES em 1993 foram: The 7th Saga, ActRaiser 2, Aero the Acro-Bat, Alien 3, Art of Fighting, Battletoads & Double Dragon, Battletoads in Battlemaniacs, Bram Stoker’s Dracula, Bubsy in: Claws Encounters of the Furred Kind, Chuck Rock, Dragon’s Lair, Fatal Fury: King of Fighters, James Pond 3: Operation Starfish, Jurassic Park, The Lost Vikings, Lufia & the Fortress of Doom, Mario Is Missing!, Mario’s Time Machine, Secret of Mana, Super Mario All-Stars e Mortal Kombat.

– A SEGA mandava ver em relação aos lançamentos para o grandioso Mega Drive, com Phantasy Star IV: The End of the Millennium, o capítulo final da saga do Sistema Solar Algol, sendo o grande destaque do ano de 1993! Se a Nintendo já tinha exclusividade das franquias Final Fantasy e Dragon Quest, cabia a SEGA mostrar toda a sua genialidade e criar um RPG que não ficasse devendo em nada para a concorrência… e ela conseguiu! Phantasy Star IV é um dos melhores RPGs da geração 16 bits, e encerrou com chave de ouro a história iniciada no Phantasy Star original.

PS4 do Mega Drive.

– Outro destaque do Mega Drive em 1993 foi o excelente Shinobi III: Return of the Ninja Master, que é um dos melhores jogos de ação já feitos para o console de 16 bits da SEGA! Ele foi visivelmente baseado em outro sucesso da série, o clássico The Revenge of Shinobi, mas conseguiu ir além, trazendo gráficos melhores e uma jogabilidade bem mais trabalhada!

– No campo dos games de luta, o Mega finalmente tinha lançado o título Street Fighter II’: Special Champion Edition e ainda ganhou uma versão de Mortal Kombat onde era possível habilitar o sangue e a violência do jogo, coisa que não foi posssível na versão do console da concorrente Nintendo, que preferiu amenizar a violência e fazendo com que o Super NES tivesse uma versão que fez milhares de fãs torcerem o nariz.

– E outros grandes games foram lançados para o Mega Drive, tais como: Disney’s Aladdin, Eternal Champions, Fatal Fury, FIFA International Soccer, Flashback: The Quest for Identity, Golden Axe III, Gunstar Heroes, Jurassic Park, Micro Machines, Rocket Knight Adventures, Rolling Thunder 3, Shining Force, The Simpsons: Bart’s Nightmare, Sonic the Hedgehog Spinball, Splatterhouse 3, Tiny Toon Adventures: Buster’s Hidden Treasure, ToeJam & Earl in Panic on Funkotron, X-Men e Zombies Ate My Neighbors.

– O Neo Geo também mostrava sua força, com poucos mas excelentes lançamentos, tais como: 3 Count Bout, Fatal Fury Special, Samurai Shodown, Sengoku 2, Spinmaster e World Heroes 2.

Kirby’s Adventure
Kirby’s Adventure

– O NES estava próximo de sua aposentadoria, mas ainda sim mostrava que poderia ter excelentes games, onde Kirby’s Adventure foi o grande destaque do ano de 1993. Trata-se de um game de plataforma simplesmente genial! O protagonista Kirby é um personagem muito bacana, que pode engolir seus inimigos e assim aprender suas habilidades, para então utilizá-las para a justiça! Tudo bem, Mega Man já fazia isso antes, mas enquanto o robô da Capcom podia copiar apenas os poderes dos robôs chefes, Kirby pode absorver as habilidades de qualquer inimigo, não apenas dos chefões, mas desde que os mesmos tenham alguma habilidade especial para ser aprendida, claro. Ao todo são 25 habilidades que Kirby pode aprender e utilizar ao seu favor. Kirby’s Adventure é com toda certeza um dos melhores jogos de plataforma lançados para o NES, sendo tão bom e divertido quanto o clássico Super Mario Bros 3. E não se assuste se encontrar pessoas que consideram este jogo como o melhor de todos os jogos de ação lançados para o console de 8 Bits da Nintendo, pois o jogo é realmente fantástico!

– Outro game de destaque no NES no ano de 1993 foi o divertidíssimo Mighty Final Fight, que é literalmente uma paródia muito bem feita do grande sucesso da Capcom.

– Outros títulos interessantes do NES neste período seriam: Battletoads & Double Dragon, DuckTales 2, Indiana Jones and the Last Crusade, Jurassic Park, Lethal Weapon, Mario Is Missing!, Nigel Mansell’s World Championship Racing, Tetris 2, Tiny Toon Adventures 2: Trouble in Wackyland, Ultima V: Warriors of Destiny, Yoshi’s Cookie e Zen: Intergalactic Ninja.

Mortal Kombat no Master
Mortal Kombat no Master

– O Master System que a esta altura estava vivo somente na Europa e no Brasil, ainda trazia grandes games: um dos destaques foi sua versão de Mortal Kombat, que apesar de todas as limitações, ainda sim era jogável, tinha bons gráficos, e trazia algo que nem a versão do Super NES tinha: sangue e violência para dar e vender, mas desde que o jogador ativasse este recurso por meio de um “código secreto”.

– Outros dois grandes destaques do Master foram os games de luta Streets of Rage e Streets of Rage 2, que era uma boa oportunidade para aqueles que não tinham um Mega Drive, de jogarem um bom beat n´up.

– Outros bons games lançados para o Master System neste período foram: Andre Agassi Tennis, Asterix and the Great Rescue, Chuck Rock II: Son of Chuck, Cool Spot, Deep Duck Trouble Starring Donald Duck, Ecco the Dolphin, The Flash, Global Gladiators, The Jungle Book, Jurassic Park, Micro Machines, Power Strike II, Renegade, RoboCop 3, The Simpsons: Bart vs. the World, Sonic Chaos, Sonic the Hedgehog Spinball, Star Wars, Superman: The Man of Steel e Wonder Boy in Monster World.

– Vale lembrar que em 1993, dois “hacks” oficiais do Master eram lançados aqui no Brasil pela Tec Toy: Chapolim X Dracula: Um Duelo Assustador e Turma da Mônica em O Resgate.

– Na área dos portáteis, o destaque do Game Boy foi o título The Legend of Zelda: Link’s Awakening, que se tornou um estrondoso sucesso.

– E o Game Boy teve, além do excelente The Legend of Zelda: Link’s Awakening, uma enxurrada de outros bons títulos, tais como: Adventure Island II: Aliens in Paradise, Alien vs Predator: The Last of His Clan, The Amazing Spider-Man 3: Invasion of the Spider-Slayers, Batman: The Animated Series, Battletoads in Ragnarok’s World, Castle Quest, Chuck Rock, Darkwing Duck, DuckTales 2, Felix the Cat, Joe and Mac: Caveman Ninja, Jurassic Park, Kid Dracula, Kirby’s Pinball Land e Mega Man IV.

– E o portátil da SEGA, o Game Gear, não ficou atrás em relação a bons games lançados em 1993: Asterix and the Great Rescue, Battletoads, Captain America and the Avengers, Choplifter III, Deep Duck Trouble Starring Donald Duck, Disney’s The Jungle Book, Double Dragon, Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine, Land of Illusion starring Mickey Mouse, Micro Machines, NBA Jam, Power Strike II, Road Rash, Sonic Chaos, Sonic the Hedgehog Spinball, Star Wars e Streets of Rage 2 foram os principais jogos deste período.

O violento Doom!
O violento Doom!

– Nos fliperamas a Namco lançaria vários games interessantes como Super World Stadium ’93, Emeraldia, Nettou! Gekitou! Quiztou!!, Numan Athletics, Ridge Racer, ‘Great Sluggers ’93, Final Lap R, Cyber Sled e Tinkle Pit; mas quem roubaria a cena seria a SEGA, e seu game de luta inovador Virtua Fighter.

– E nos PCs os grandes destaques foram os seguintes títulos: o game de estratégia Master of Orion da MicroProse; o adventure Maniac Mansion: Day of the Tentacle da LucasArts; o first-person shooter Doom da id Software; o simulador SimCity 2000 da Maxis; e o adventure Gabriel Knight: Sins of the Fathers da Sierra On-Line.

Próxima parada: 1994

No próximo artigo vamos prosseguir para 1994, ano em que o grande NES receberia seu último lançamento oficial… até lá aventureiros do tempo!!!

Referências: Wikipédia

De Volta para o passado… dos Video Games – Parte 22

17 ideias sobre “De Volta para o passado… dos Video Games – Parte 22

  • 25/05/2010 em 7:42 am
    Permalink

    krk, eu poderia jurar que jurassic park era de 94… e kirby foi maior jogaço mesmo… eu tenho o meu lá até hoje… foram os graficos mais lindos já vistos no nes (por mim)… lá em casa o kirby era a famosa “bolinha rosa” (isso agora em 2005/2006 quando eu pude jogar esse jogo..rs) meu irmão (na epoca com 2/3 anos) se amarrava! rs era um jogo “fácil” mas muito divertido… e que venha 94!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • Pingback:Tweets that mention Gagá Games » De Volta para o passado… dos Video Games – Parte 22 -- Topsy.com

  • 25/05/2010 em 2:10 pm
    Permalink

    Ah, e eu achei que tu fosses falar mais do 3DO, que foi um console que “reinou” por um tempo até o nascimento do Playstation.

    Lembrando que o primeiro console a ter Super Street Fighter 2 numa versão decete foi o 3DO, bem como Need For Speed e outros games excelentes.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/05/2010 em 2:32 pm
    Permalink

    Ah, 1993…se não me engano foi no natal de 93 que ganhei meu SNES brazuca da Playtronic. Tenho ele funcionando até hoje. A maioria dos jogos lançados nesse ano eu aluguei, destaque para Art of Fighting, que eu achava sensacional por causa do mode7 bem utilizado nesse port.

    E Star Fox, que jogão, arcade dos bons! É uma pena que nenhum dos jogos da franquia conseguiram superar este e o Star Fox 64, outro excelente game.

    E o interessante é ver os 8-bits ainda respirando. Esse Kirby eu joguei esses dias e realmente é muito loco, com certeza Kirby Adventure e SMB3 são os melhores platformers do NES.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/05/2010 em 3:23 pm
    Permalink

    Dessa enxurrada de bons jogos eu destaco:

    Eternal Champions: eu ainda tenho as revistas Supergame que falavam desse jogo, ensinando táticas de combate com várias fotos. Tive a sorte de poder alugá-lo em 1994. O jogo foi muito bem feito, tinha ótimos gráficos, fatalities no melhor estilo MK, mas o computador era muito difícil! Gosto muito desse jogo.

    MK do Master: esse eu nunca joguei hehehe mas eu decorei a matéria Pré Estréia da Supergame! Mas… nenhuma locadora quis comprar esse jogo. Aqueles miseráveis… estragaram o sonho de um garoto que amava os Beatles e os Rolling Stones…

    Fifa Soccer: O JOGO! Mudou tudo que eu sabia sobre futebol nos videogames! Fazia muitos gols com o Janco! 😀

    Ainda prefiro 1992, mas esse 1993 tá ótimo!

    Valeu Breder!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/05/2010 em 4:04 pm
    Permalink

    Era muito legal ver as empresas inventando coisas que só imaginávamos em filmes, como todos esse periféricos. A melhor de todas as épocas.

    Eu sou um dos que considera Kirby`s Adventure melhor que Super Mario Bros 3. Sou muito fã desse jogo.

    Arrasando no Voltamento de Passado!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/05/2010 em 4:19 pm
    Permalink

    maximuscesar :

    kirby foi maior jogaço mesmo… eu tenho o meu lá até hoje… foram os graficos mais lindos já vistos no nes (por mim)… lá em casa o kirby era a famosa “bolinha rosa” (isso agora em 2005/2006 quando eu pude jogar esse jogo..rs) meu irmão (na epoca com 2/3 anos) se amarrava! rs era um jogo “fácil” mas muito divertido… e que venha 94!

    Kirby’s Adventure é um daqueles games que olhamos com certo preconceito, achando que vai algo bobinho demais, e acabamos nos surpreendendo, pois é um jogão mesmo!

    Gagatek :

    Hmm hmm não va esquecer de Diablo em 96 para PC heim, aquilo sim foi um grande sucesso pra mim =DDD

    Diablo é um clássico! Joguei muito este jogo! Espero mesmo não esquecer de mencioná-lo no último capítulo desta série de posts! 🙂

    Kenjiro :

    Ah, e eu achei que tu fosses falar mais do 3DO, que foi um console que “reinou” por um tempo até o nascimento do Playstation.

    O lance é que aqui no blog Gagá Games só podemos falar, em profundidade, sobre os consoles e games que não ultrapassem a quarta geração de consoles. Mas como sei da importância do 3DO, não pude deixar de pelo menos fazer uma citação dele nesta minha série de posts.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/05/2010 em 6:13 pm
    Permalink

    FIFA International Soccer de Mega: jogo até hoje! Versão excelente e divertida. Entre Shinobi III e Revenge of Shinobi, prefiro o primeiro, que tem melhores controles, e é melhor para acertar os inimigos.

    Kirby’s Adventure é um excelente jogo, já joguei bastante, mas ainda não fiz final.

    SimCity 2000, melhor exemplo de jogo casual existente, eu jogava no meu PC 386 e penso em implantar esse jogo no meu celular.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/05/2010 em 8:01 pm
    Permalink

    Nossa, são tantos jogos bons na época e tão pouco tempo pra aproveitá-los, por exemplo, a versão mega de Tiny Toon, joguei apenas por uma tarde, só anos depois viria a apreciá-la via emulador. Destacaria:

    Final Fight 2: Foi difícil alugá-la direito numa locadora aqui perto de casa, mas num natal tudo foi compensado com o massacre de meliantes em escala mundial, e sim… Maki Genryusai… Ah, a ninja…

    Batman Returns: Jogão com a marca registrada da Konami. Caso encerrado

    Eternal Champions: Meu, lembro de como jogava frenéticamente Eternal Champions na época em que possuia o MD, hj em dia sofro pra jogar!

    Gunstar Heroes: O jogo de Mega Drive que separa os tolos dos homens de verdade! De jogabilidade fácil de se dominar, e um level design pra lá de criativo, me cativou muito nos idos dos anos 90.

    Turma da Mônica em O Resgate: Esse aqui foi no Master de um vizinho. Um dos melhores jogos que joguei no master system, sem sombra de dúvida.

    P.s: Acho que sou um dos poucos que não suporta o Star Fox de SNES. Sério, achei a mecânica 3D do chip super FX muito lenta.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 28/05/2010 em 10:36 pm
    Permalink

    Eu lembro do frisson que o 3DO causou nas revistas de games da época… Só falavam dele!
    Esse é outro ano do caramba em relação a jogos. Cada clássico! Você deveria destacar Sonic & Knuckles como grande lançamento da SEGA também XD

    Essa série é uma das mais fodas que leio… Parabéns, Breder!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 29/05/2010 em 7:44 am
    Permalink

    Zolini :

    Você deveria destacar Sonic & Knuckles como grande lançamento da SEGA também XD

    Cara, eu acabei fazendo confusão e colocando o Sonic & Knuckles na lista de lançamentos do Mega Drive do ano de 1993, mas na verdade o jogo só foi lançado em 1994! Já consertei isto no texto e pode deixar que darei destaque a ele no próximo artigo, pois é um grande game mesmo.

    Zolini :

    Essa série é uma das mais fodas que leio… Parabéns, Breder!

    Valeu, fico feliz que esteja curtindo os artigos!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 15/02/2014 em 8:09 pm
    Permalink

    It really is suitable time for it to complete a couple of blueprints to the long haul and it’s the perfect time to be happy. We have find out this particular blog post and if I could truthfully I actually would like to counsel you couple of exciting problems or maybe guidance. Maybe you might generate up coming posts regarding this document. I wish to learn more problems regarding it!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *