A edição passada do diário de bordo foi cheia de emoções. Edge e Gash enfrentaram uma criatura verde, gigante e faminta e finalmente conseguiram atravessar o deserto. Depois de tanto agito, nada como relaxar um pouco numa caravana que vende tripas de monstro em uma loja, não é verdade?

Por favor, diga que eu me enganei e que a lanchonete fica na casa ao lado…

Pois é, Gash se despede de Edge, mas agradece e entrega a ele uma espécie de colar. Gash diz que o colar vai fazer com que o pessoal de uma caravana nas proximidades me trate bem, mas que eu não devo contar a eles que tenho um dragão. Tá brincando que até aqui tem flanelinha? Tudo bem, dragão escondido num acampamento nas proximidades.

Visitando a caravana, a rapaziada reconhece o colar do Gash e recebe bem o nosso herói. Um sujeito conta que Craymen e sua turma passaram pelo local três dias antes, levando armas e antídotos. Rumaram para a “Zona Proibida”, uma área com tempestades bizarras envolvendo uma ruína antiga. Naves inteiras já desapareceram lá dentro, e parece que há umas criaturas com dentes afiados, que renderam ao lugar o título de “a morte de mil pedaços”. Algo me diz que terei um vídeo bastante divertido no próximo episódio do diário de bordo.

Como hoje as coisas foram tranquilas, não temos vídeo. Mas descobri coisas interessantes. Quando entrei na caravana pela primeira vez, me deparei com esta cena:

Mas na segunda vez:

O tempo passa em Panzer Dragoon, e você pode visitar os locais durante o dia ou durante a noite. O mais legal é que a cena não fica só escura, não, as coisas mudam: notem o camarada com a fogueira acesa à noite.

Uma outra coisa legal é a forma como você ganha dinheiro. Em outros jogos, você mata criaturas e elas misteriosamente carregam dinheiro com elas. Aqui não: você encontra pedaços de coisas antigas, ou leva partes do corpo das criaturas. Aí, na caravana, você encontra um sujeito que compra coisas da Era Antiga. Pena que outros RPGs não seguiram os ótimos exemplos de PDS; o mundo do jogo é realmente muito bem integrado à jogabilidade, e tudo parece muito natural e bem pensado.

Na próxima edição do diário de bordo: Edge entra na Zona Proibida. Se as tais criaturas de dentes afiados aparecerem eu faço um vídeo bem violento e sanguinário para a gente curar a ressaca do natal e celebrar a virada do ano com muita paz e harmonia! 🙂 [este post foi publicado originalmente pouco antes do natal, no GameBlog]

Diário de bordo Panzer Dragoon Saga (8/30)
Tags:         

6 ideias sobre “Diário de bordo Panzer Dragoon Saga (8/30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *