consoles-todos BANNER

Depois das emoções proporcionadas pelo Mega Drive, hoje vou contar para vocês como foi minha experiência com o Super Nintendo. Confiram!

Capítulo 5: Super Nintendo

Mais uma vez, por limitações financeiras, aos 16 anos tive que baixar a bola e comprar um Super Nintendo em vez de um NEOGEO AES. Meu pai tinha me prometido o hardware da SNK, mas a aposentadoria dele não foi tão farta quanto imaginávamos e pelos cálculos que fizemos, a compra de cartuchos novos seria rara, pois os jogos desta plataforma custavam 200 dólares mais ou menos; uma facada, tendo em vista a forte valorização da moeda americana na década de 90!

neogeo-snes

Seguindo o ditado de “quem não tem cão caça com gato”, optei pelo SNES mesmo, que apesar de não ser tão potente quanto o NEOGEO, possuía uma vasta e boa biblioteca de jogos.

O aparelho não me era desconhecido, pois meu amigo (o mesmo do capítulo 2), já tinha um. Porém, mesmo assim, acabei experimentando excelentes franquias além daquelas que já estávamos acostumados.

O que mais me agradava neste console da BigN eram os efeitos de zoom e rotação, ausentes no Mega Drive e o mode 7, que nem o NEOGEO produzia! F-Zero foi o primeiro título de corrida que utilizou o mode 7, sendo possível girar o cenário em 360 graus, foi impactante ver algo assim na época. Às vezes os carros escorregavam e paravam na contra mão, possibilidade que não existia até então nos títulos de corrida que simulavam o 3D. O primeiro zoom que vi foi quando este amigo alugou Ghouls’n Ghosts em seu Super Famicom transcodificado; meu coração pulava da boca toda vez que o chefe do segundo nível vinha em direção da tela.

F-Zero e seu espetacular efeito mode 7

Super Ghouls’n Ghosts: este chefe fazia um zoom nunca antes visto

O SNES introduziu a tecnologia dos polígonos de forma competente aos consoles domésticos, onde efeitos tridimensionais poderiam ser produzidos através de um chip gráfico, conhecido como Super FX. Baseado neste processador, a Nintendo lançou o antológico Star Fox, seu primeiro game poligonal que viria a influenciar, juntamente com os ARCADES da SEGA e da Namco, as gerações vindouras. Fechei Star Fox em todos os níveis, o jogo era lazarento de difícil, mas eu adorava tanto o cartucho que jogava várias vezes ao dia (saudades deste tempo que não se tinha nada para fazer, rs).

Star Fox usava o chip Super FX para fazer efeitos 3D inéditos nos consoles

Esta máquina também se destacou pela exclusividade temporária de Street Fighter 2, a febre da década de 90. Eu e meus amigos passávamos horas nos desafiando, e não só com Ryu versus Ken, não! Dominávamos também outros lutadores. Eu lembro de ter vencido partidas históricas com Dhalsim e Zangief. SF2 foi um daqueles títulos que me faziam esquecer de almoçar, tomar café e até de tomar banho; chegava a sentir câimbra no dedo.

sf2-snes

Falar de Super Nintendo e esquecer dos jogos de Mario seria heresia, não é? A trupe do bigodudo mandava ver com games de altíssima qualidade. Os desafios multiplayer dos balões em Mario Kart nos divertiam a beça, bem como, as madrugadas adentro descobrindo mundos secretos em Super Mario World. Alguém aqui não se impressionou com a selva chuvosa de Donkey Kong Country? A Nintendo não fazia feio mesmo com seus principais personagens!

mariokart

Agora, já adulto, percebo que a trindade: SNES, MEGA DRIVE e NEOGEO, foi a responsável pela era dourada dos videogames. Entretanto, ainda muito jovem e inexperiente, acabei sendo hipnotizado pela tecnologia e por novos gráficos em 3D. Este encantamento me fez vender meu Super Nintendo e adquirir um tal de 3DO da Panasonic (32 bits).

Será que o 3DO vingaria no mercado do divertimento eletrônico? Seria eu feliz apostando em uma empresa até então desconhecida no ramo? Estas e outras questões serão respondidas no próximo capítulo desta saga; não percam!

Características marcantes da época: assoprar o cartucho quando o console não lia o jogo. Jogatinas com os amigos; tenso multiplayer em Street Fighter 2 e Mario Kart. Console War acirrada entre a Nintendo e a SEGA (uma concorrência benéfica que resultou em trabalhos inesquecíveis de ambas as empresas). Aluguel em locadoras (era preciso levantar cedo sábado para conseguir um bom jogo). As locadoras costumavam ter alguns consoles no próprio estabelecimento e cobravam por hora, além de ser possível levar os videogames para casa também a um custo relativamente alto. As sensacionais revistas de videogames que nos faziam sonhar.

locadoras

Games preferidos deste aparelho:

  • Super Street Fighter 2 – The New Challengers
  • Street Fighter 2 – The World Warriors
  • Super Street Fighter 2 Turbo – Hyper Fighting
  • Super Mario Kart
  • Star Fox
  • Super Mario World
  • Super Ghouls’n Ghosts
  • F-Zero
  • Super Mario All Stars
  • Teenage Mutant Ninja Turtles 4 – Turtles in Time
  • Donkey Kong Country
  • Batman Returns
  • Out of this World
  • NBA JAM
  • Super Adventure Island
  • Contra 3 – Aliens Wars
  • Gradius 3
  • Castlevania IV

contra3

(Eu sei que tem muitos outros como Zelda 3, Super Mario World 2, Super Metroid e Chrono Trigger, entretanto, infelizmente, não experimentei estes jogos na época).

Sua experiência com o SNES foi muito diferente da minha? Smiley piscando

Próximo Capítulo: 3DO e NEOGEO-CD

Momentos Inesquecíveis (5/6)–Super Nintendo

20 thoughts on “Momentos Inesquecíveis (5/6)–Super Nintendo

  • 30/03/2011 at 8:22 am
    Permalink

    Quase que meu primeiro videogame seria um SNES… Lembro que ia direto jogar Donkey Kong Country e Super Mario World nessas casas por aí aonde se jogava por tempo. Mas acabou que preferi o Mega Drive por causa do 6-pak, já que vir com 6 jogos é algo muito atrativo que um console que só vinha com um.

    Desde então, sempre fui meio relapso em relação ao console, até mesmo hoje em dia com os emuladores. Vou aproveitar os jogos recomendados para desfazer essa injustiça!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/03/2011 at 9:37 am
    Permalink

    Eu também cometi a besteira de vender meu SNES com diveros cartuchos originais para comprar um 32 bits, mas no meu caso foi o Playstation.
    Haviam mesmo muitos jogos bons, eu acho até que proporcionalmente aos títulos lançados, o SNES tinha mais jogos bons que o Mega Drive. Outros jogos não tão bons, mas viciantes como Lamborghini American Challenge também rendiam algumas horas de jogatina.
    MINHA LISTA DE TOP 10 GAMES:
    1 – Donkey Kong Country
    2 – Super Castlevania IV
    3 – Blackthorne
    4 – Super Mario Kart
    5 – Star Fox
    6 – Doom
    7 – Super Mario World
    8 – Stunt Race FX ( muitos achavam ruim )
    9 – Super Street Fighter II
    10 – Nosferatu

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/03/2011 at 9:45 am
    Permalink

    supernintendo foi o meu preferido, como era bom juntar a galera ficar jogando com eles zuando quem perdia e ia pro fim da fila, alias epoca boa em que jogavamos cara a cara e nao como hj que vc sozinho em casa joga com alguem sozinho em algum canto e fica todos sozinhos do mesmo jeito.
    e locadoras ah locadoras como era legal ir la cedinho pra pegar o sf2 e descobrir que o lazarento nao tinha devolvido ainda o jogo, depois vc pegava o jogo e fazia o mesmo, felizmente eu dei um jeito nisso comprando o jogo.
    faltou voce falar de um jogo de corrida se nao me engano top gear, que dava para fazer varias disputas, fora o bug que ele tinha que quando vc tava em primeiro e batia no posto da linha de chegada, magicamente vc terminava a corrida em primeiro e segundo lugar.
    por esses motivos e outros mais a nintendo sempre estara em meu coraçao.
    sobre o neogeo eu nem conto como console viavel para nós, mesmo pq quem eu conhecia que tinha esses console era só japones, parece que o console foi feito só para eles rssss. foi o unico video game que nao tive até hoje, espero um dia desfazer este pecado

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/03/2011 at 10:05 am
    Permalink

    Amo SNES, confesso que quando conheci o então revolucionário PS1 abandonei o SNES, mais depois de desfazer do meu antigo SNES, depois de grande tive a oportunidade de arrematar um em excelente condições no mercado livre e veio ate mesmo com caixa original. Hoje ele tem um patamar especial em minha coleção, não possuo muitos jogos para ele e lamento por não existir locadoras para tal como antes, tenho 25 anos e vivi bem esta época dourada dos games de locadora, sensacional. Tenho pra mim que o SNES foi a plataforma mais revolucionária já inventada na história dos games.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/03/2011 at 10:45 am
    Permalink

    @Rafael Fernandes
    Jogue estes titulos, que valerá a pena!

    edu :
    …jogavamos cara a cara e nao como hj que vc sozinho em casa joga com alguem sozinho em algum canto e fica todos sozinhos do mesmo jeito…

    @edu

    Pois é, era mais legal, mas o ritmo de vida atual acabou com este tipo de jogatina cara a cara, o online não é tão massa qto estas experiência de antigamente, mas eu curto games online também. Estou jogando Left4Dead2 e tenho me divertido bastante!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/03/2011 at 10:41 pm
    Permalink

    Fui ter meu SNES no ano de 96 joguei muitos jogos nele e pra alugar as melhores fitas tinha mesmo que acordar cedo pra ir na locadora se não você ficaria só com as sobras aquelas fitas que ninguem alugava .E os tempos de jogar e alugar videogames também peguei essa fase viu que tempos bons as locadoras vivia entupidas de gente .
    Vendi meus SNES no ano 98 também pra pegar um 32bits na epoca uma boa partes dos meus amigos ja tinha e também tava saindo varios titulos bons pra essas plataformas .Hoje em dia sinto um pouco de falta dele viu por causa de varios jogos que joguei na adolescência olha que não forão poucos hoje em dia jogo no meu psp o emulador para matar a saudades dos classicos de SNES .

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 31/03/2011 at 12:21 am
    Permalink

    É, quando adquiri meu SNES, não rolou aquele drama do Mega ! 😀
    Cerca de uma ano e meio depois do Mega, meu pai resolveu investir em um negócio de vídeo-locadora. Como toda vídeo-locadora da época, tinha que ter games, e esse departamento ficou por minha conta, claro. Convenci meu pai à me arrumar um dinheiro pra comprar o console usado de um amigo meu.

    Aliás, diga-se de passagem que origem desse SNES era duvidosa, porque esse meu amigo comprou de um cara, que pareçe que comprava do Paraguai ou seja lá de onde era, o bicho acho que nem tinha caixa (Desconfio até que fosse roubado, sei lá). Mas veio completinho, com dois gamepads, cabos, fonte e Killer Instinct. Já conhecia bem o console nessa época, já havia jogado muito MK e SF2 numa locadora perto da escola, dois primos meus já tinham com Mario All-Stars e neste mesmo console na casa desse mesmo amigo.

    Eu desconfio que ele fosse paraguaio, porque qunado aluguei Mario RPG (Original Playtronic), o game não rodou, mas em outros consoles fabricados aqui, ele rodou. E o Killer Instinct de meu primo, que também era Playtronic, tbm não rodou no meu. Mas também só tive problemas com esses dois jogos.

    Mas enfim, voltando ao papo da locadora, meu pai comprou alguns games junto com as VHS (velho não ?), e esses cartuchos foram made in Paraguay mesmo ! Bom, eu fiz uma lista bacana, e o cara não trouxe tudo da lista, mas tive algumas surpresas…

    Ah, e só pra constar, eu ainda tinha o Mega nessa época, então fiquei com dois consoles de 16 bits ! 😛

    De SNES então eu tinha : Killer Instinct, Super Star Soccer Deluxe, Donkey Kong Country 2, Doom Troopers (Eu pedi Doom, mas acho que por causa do chip SFX, não tinha pirata), Turn and Burn e Mega Man X. Só por curiosidade, do Mega eu tive : MK3, (O MK2 eu tinha feito rolo por um Game Boy !), Taz-Mania, Pebble Beach Golf Links, Sonic Spinball (Esses dois comprados à R$ 10,00 cada um em um supermercado perto de casa ! oO !! Os cartuchos custavam R$ 90,00 na época !), Sonic & Knuckles (Sem lock-on ! oO !!), Urban Strike e Road Rash 3.

    Bom tinha jogo pra caramba ! Fora os que alugava ou pegava emprestado com meus primos. Joguei muito Doom, que apesar de horroroso, eu achava o máximo na época ! Joguei alguns joguinhos obscuros bem legais como Ardy LightFoot, aventura bem legalzinha, Super Mario World, só não consegui liberar aquela fase que tem entrar por um buraquinho na última ghost house do game… Ah, mas como joguei !

    Depois disso, vendi tudo para embarcar nos PCs… (E descobri que Doom era beeeem melhor do que aquilo que vi no SNES !).

    Os games que mais curti ou joguei :

    Donkey Kong Country 2
    Mega Man X 1, 2 e 3
    Doom
    Super Mario World
    Super Mario All-Stars
    Super Mario Kart
    Turn and Burn
    Super Star Soccer Deluxe
    Pink Panther Goes to Hollywood
    Mortal Kombat 2 e 3
    Super Street Fighter 2
    Kyle Petty´s No Fear Racing

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 31/03/2011 at 12:47 pm
    Permalink

    Super Nintendo foi o meu primeiro console, que comprei depois de velho já, porque meus pais nunca tiveram grana pra me dar um video-game. Quando comprei já existia o PlayStation mas curti muito o console, inclusive tinha um cartucho original do Star Fox, mas não havia carcaça só o chip, nem lembro aonde arrumei. Acabei vendendo pra comprar o Game Boy Advance, se fosse hoje não teria me desfeito dele. Até porque só eu tinha um controle original com os botões L e R adaptados por mim, na parte da frente pra jogos de luta (como o do Saturno), he he he.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 31/03/2011 at 2:11 pm
    Permalink

    Eu tive o snes em 94, tinha uma locadora na época. Adorava os jogos, tanto que até hoje considero os jogos deste videogame como os melhores já feito. Os controles eram muito bons. Hoje mato a saudade com emuladores, que não trazem as mesmas emoções. Outro dia participei de um mini tornei de Internaciol Soccer, foi muito bom, costumava fazer gol do meio do campo. Mario world, Super metroid, Bateltoads, top gear, bomberman, tetris bomblis, street fighet, mortal kombat, mario all star são alguns dos meu games favoritos.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 31/03/2011 at 6:26 pm
    Permalink

    Compramos noss Super Nes em uma viagem ao paraguai (cidade del leste é um sonho – pelo menos na minha época). Divertimos bastante com ele, mas não marcou tanto quanto o Mega Drive. Já que, fora Capcom, Konami e os jogos da Nintendo, eu sentia das outras softhouses, uma falta de criatividade. Pareciam que queriam faturar rápido.

    Mas é um ótimo videogame. Bem mais sucedido (e não vejo apenas pelo lado de “quem vendeu mais”) do os videogames que vieram depois.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/05/2011 at 5:13 pm
    Permalink

    essa epoca não volta mais snes numca vai morre pra mim tenho um xbox 1 e um xbox360 mas ainda jogo os jogos de snes era muito mais divertido era não e mas divertido pq eu madrugava jogando snes mas hoje da logo somo não tenho paciencia pra fica jogando a noite toda não mas no snes eu ficava ah si existise makina do tempo kkkkkkkkk eu compraria uma

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 06/07/2011 at 9:40 am
    Permalink

    SNES só tem um único jogo que realmente faz valer sempre rejogar ele além dos clássicos citados:
    FINAL FANTASY III (USA)
    OU FINAL FANTASY VI (JAP)
    melhor em tudo e até hoje a trilha dele não sai da minha cabeça.

    outros jogos que sempre jogo por causa de sua trilha:
    STAR FOX
    CASTLEVANIA IV E XX
    SUPER ADVENTURE ISLAND (YUZO KOSHIRO ARREGAÇANDO NA TRILHA)
    SECRET OF MANA (FANTÁSTICO E SEGUNDO MELHOR JOGO DE SNES)
    CHRONO TRIGGER (PARA MIM É O TERCEIRO MELHOR DO SNES)
    SUPER MARIO WORLD 2 YOSHI ISLAND
    SUPER TURRICAN
    CONTRA 3 THE ALIEN WARS
    BREATH OF FIRE

    fora muitos outros que não cabem aqui

    essa é a minha opinião e a sua?

    Ulisses Old Gamer 78

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/01/2012 at 5:08 am
    Permalink

    SNES era perfeito, lembro-me de jogar intensamente Super Mario World japonês. Trocava fita com meu vizinho (Ele tinha DKC2), zerava esses jogos em um dia, e Zelda então… Nossa SNES fez parte da minha vida, e ainda faz porque não paro de jogar

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 06/04/2012 at 4:00 pm
    Permalink

    Minha experiência com o Snes também foi inesquecível. Poderia escrever tudo hoje, lembro de tantos detalhes daqueles dias! Meus favoritos:

    – Axelay
    – Contra 3
    – Super Castlevania IV
    – Street Fighter 2 Turbo
    – Mortal Kombat 2
    – Killer Instinct
    – Zombies Ate My Neighbours
    – Alien 3
    – Super Mario World
    – F-Zero
    – Donkey Kong Country

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *