Olá amigos do Gagá Games, aqui é o retrogamer André Breder para trazer até vocês a terceira parte do Especial sobre o clássico Jogos de Verão do Master System. Nesta parte o foco será a modalidade Half Pipe, uma das minhas preferidas. Tenham todos uma boa leitura e até a próxima!

A “modalidade” Half Pipe

Skatista em ação no Half Pipe!
Skatista em ação no Half Pipe!

A primeira modalidade de Jogos de Verão é o Half Pipe, onde o jogador irá controlar um personagem em cima de uma prancha de skate. O skate (pronuncia-se skêit) é um desporto inventado na Califórnia que consiste em deslizar sobre o solo e obstáculos equilibrando-se numa prancha, chamada shape (ingl. deck), dotada de quatro pequenas rodas e dois eixos chamados de “trucks”. Com o skate executam-se manobras, com baixos a altos graus de dificuldade. No Brasil o praticante de skate recebe o nome de skatista, enquanto que em Portugal chama-se skater. O skate é considerado esporte radical, dado seu aspecto criativo, cuja proficiência é verificada pelo grau de dificuldade dos movimentos executados.

No mundo esportivo Half Pipe não é uma modalidade, mas sim uma referência ao tipo de pista/estrutura que pode ser utilizada por um skatista que esteja praticando a modalidade vertical.

O Half Pipe é uma estrutura em forma de U destinada a prática de vários esportes radicais além do skate, como o snowboarding, ski, patins em linha ou BMX. É uma estrutura côncava, pode ser feita de madeira, ferro e outros materiais, como também pode ser feita em áreas de neve e terra. O Half Pipe recebe este nome, cuja tradução em inglês significa meio-tubo, por ter o formato de um cano (pipe, em inglês) cortado ao meio (half, metade em inglês).

As divisões em um Half Pipe

Apesar de para os leigos, o Half Pipe não apresentar tantas divisões, todo profissional que pratica esportes nesta estrutura sabe muito bem que ela é dividida em 6 partes, como demonstrarei logo abaixo:

– Table ou Deck: Parte onde o praticante geralmente inicia as manobras, é o local de espera do próximo praticante, também é o local onde ficam as equipes de filmagem e auxiliares técnicos.

– Vert: É onde se localiza a parte mais inclinada, com 90 graus, alguns Half Pipes possuem cerca de 2 metros de vert.

– Transição: É onde ocorre a transição do plano para o inclinado, também é o local com o maior índice de acidentes.

– Flat: É a parte plana, em paralelo ao solo.

– Coping: Esta parte geralmente possui um cano de ferro para execução de manobras de slide (deslizamento).

– Extensão: Esta parte geralmente é usada para dropar com mais altitude, gerando mais velocidade ao praticante.

Na imagem abaixo pode-se ver facilmente todas as divisões de uma pista de Half Pipe (clique na imagem para ampliá-la):

Halfpipe-mainz

E como as coisas funcionam no jogo?

Para iniciar a modalidade basta apertar qualquer um dos dois botões do controle do Master System. Após isso será necessário ficar alternando no botão direcional as direções “Cima” e “Baixo”, para assim manter a sua prancha de skate em constante movimento, sendo que o jogador deve apertar “para cima” quando estiver se movimentando para esta direção na pista de Half Pipe, e “para baixo” quando estiver na parte de descida da pista.

Fazendo tudo de maneira correta e coordenada, a prancha de skate ganhará mais impulso e velocidade, podendo assim executar várias manobras radicais e ganhar muitos e muitos pontos.

Em Jogos de Verão a modalidade de skate na pista de Half Pipe não é tão complexa quanto pode ser na realidade, sendo que há apenas 3 manobras possíveis: o Kick Turn, o Hand Plant e o Aerial Turn. Cada uma das manobras rendem pontos variados ao jogador, sendo que o Kick Turn pode render de 100 a 200 pontos; o Hand Plant pode dar ao jogador de 300 a 700 pontos; e o Aerial Turn pode chegar a dar pontuação máxima, que é de 999 pontos.

Usando o botão 2 na “borda” da pista, pode-se então executar a manobra Hand Plant, mas o jogador deve tomar cuidado para não segurar demais o botão, pois desta forma não será capaz de executar a manobra e acabará vendo seu personagem beijando a pista de Half Pipe.

Para executar as manobras Kick Turn e Aerial Turn, basta apertar no botão direcional o lado contrário em relação ao que o jogador está na pista, no momento da manobra, como explica o diagrama abaixo:

Cada jogador tem 1 minuto e 15 segundos para fazer o maior número de manobras possíveis nesta modalidade. Há ainda outro limitador de tempo: caso cometa três erros/falhas/quedas, o jogador será eliminado, mesmo que ainda tenha muito tempo em seu marcador.

Durante a execução das manobras, o jogador deve ficar atento para não ser precipitado ou demorar demais nas execuções: é preciso ter um certo “timing” ou o jogador acabará vendo seu personagem se arrebentando pelo chão ao executar uma manobra fora do tempo correto.

Questões técnicas

Em relação aos gráficos, Half Pipe é bastante agradável aos olhos do jogador: a pista do jogo está localizada no mundialmente famoso distrito da cidade de Los Angeles (Califórnia) Hollywood, em um local onde se tem ao fundo o histórico letreiro Sinal de Hollywood. O céu é completamente aberto, sem nuvens, onde o azul marca seu espaço. As montanhas do cenário de fundo possuem um vasta coloração verde, indicando que o local (pelo menos no jogo) continua preservado. Algumas palmeiras ainda preenchem o local, assim com uma placa com o nome de alguns dos times disponíveis no jogo, e “voilà”, temos o cenário perfeito para se praticar skate.

O design do skatista é bacana, e faz um bom uso de cores, o que permite ver nitidamente todos os seus detalhes. A animação no jogo se restringe ao skatista, e apesar de ser bem simplória, isso acaba não sendo algo que atrapalhe na hora de jogar, e algumas de suas quedas chegam a ser muito bem feitas para o padrão dos games da época. É legal notar também a velocidade que o skatista consegue atingir durante este evento, e o melhor de tudo, sem nenhum “slowdown”.

A sonoridade é simples, mas cumpre seu papel: na parte de efeitos sonoros teremos somente o som da prancha de skate na pista, e como trilha sonora, uma única música que possui um gostoso som grave, e dita de maneira perfeita o clima radical da modalidade. Tudo bem, nos Tony Hawk’s Pro Skaters da vida, temos uma trilha sonora mais balanceada, mas aqui estamos falando de um jogo lançado originalmente em 1987, onde nenhuma produtora teria grana suficiente para comprar os direitos de uso de músicas de grupos famosos, como fez (e faz) a franquia da Activision.

A jogabilidade é boa, mesmo que jogadores novatos possam reclamar um pouco dela até serem capazes de pegar as “manhas” do game. Nada que o treino não leve a perfeição. E em relação a dificuldade, tudo se resolve com o tempo também, pois mesmo que de início a modalidade Half Pipe possa parecer complicada, e que leve um certo tempo para se pegar o “timing” correto para executar as manobras com perfeição, bastará algumas jogatinas para o jogador ficar “craque” e fazer altas pontuações no game. Mesmo que o limite de apenas três quedas para encerrar o jogo antes do tempo terminar pareça cruel de início, jogadores mais experientes serão capazes de jogar todo o período da modalidade sem sofrerem uma queda sequer.

Na próxima parte!

Na próxima parte deste especial sobre o clássico Jogos de Verão do Master, vamos focar na segunda modalidade do game: Foot Bag. Até Sábado que vem com mais uma edição especial do Recordar é Envelhecer!

* Nota: As informações sobre o Skate, bem como sobre as divisões de um Half Pipe foram retiradas do Wikipédia.

Recordar é envelhecer: Jogos de Verão (Master System) – 3ª Parte
Tags:                             

18 ideias sobre “Recordar é envelhecer: Jogos de Verão (Master System) – 3ª Parte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *