Olá amigos do Gagá Games! Estou trazendo uma nova edição do Retro Unboxing, onde sempre temos o prazer de desempacotar alguma velharia. Desta vez estarei mostrando aqui o Mega Drive 3 com 81 jogos na memória e o Master System 3 com 131 jogos na memória, ambos produzidos pela Tectoy com a grafia “sem espaço” 🙂

Eu pensei em fazer dois posts separados, porém a história por trás da ocasião é a mesma, o que me fez fazer um único artigo divido em dois capítulos. Hoje vou começar falando sobre o Mega Drive.

A caixa por todos os lados.

O destino une quem deve ficar junto!

Foi em Outubro de 2011, não lembro direito a data, porém num Sábado, que eu estava visitando junto com minha patroa uma Lojas Americanas daquelas Express que tem aqui perto de casa. As vezes pinta por lá uns jogos de PS2 a preços simbólicos e sempre que minha esposa vai, eu gosto de ir junto pra ver se tem algo interessante. Bianca, minha esposa, foi pra parte de perfumaria e eu fui fazer minha garimpagem, com sorte eu voltaria com algo pra casa. 

Só que o destino foi mais generoso. Tava lá, empilhado num canto sombrio e esquecido da loja, o Mega Drive 3. Preço na etiqueta: R$ 40,00. Não acreditei e fui passar o bicho no tira-teima. 40 mangos mesmo. Só que o lacre tava rompido. De todas as 5 unidades que estavam lá. Pensei comigo: “Isso deve ser alguma sobra de mostruário, saldão ou devolução. Já que tá aberto, vamos ver o que tem dentro.” 🙂

Realmente tinha sinais de manuseio, mas não de uso. Já que eu tava no buraco da loja, tive a brilhante idéia de, das 5 unidades disponíveis desse Mega, fazer um “brand new”. Escolhi o melhor console, a melhor caixa, os melhores controles, e fiz este conjunto que aparece nas fotos. O melhor de tudo é que ninguém me importunou enquanto eu desmontava as cinco embalagens para fazer a minha!

Quando abrimos a caixa.

Operação concluída. Quando me virei para sair daquele canto obscuro dei de cara com uma pilha de Master Systems, de dois modelos. Um deles era o Master System 3 Evolution, aquele azul com um Sonic amarelo desenhado e 132 jogos na memória. Precito: R$ 279,00. Ughhh! Fingí que nem vi. Fui pro outro modelo, um Master System 3 com 131 jogos na memória. Preço: R$ 50,00. WTF! que diferença absurda de preço. Fui até conferir com o vendedor se estava correto. Isso mesmo, cinquenta pratas. Especionei as 15 unidades desse Master e ao contrário do Mega, todos tavam lacradinhos, bonitinhos. Escolhi a melhor caixa e fui me embora.

Tambem tinha lá perdido um Mega Drive portátil com 20 jogos na memória, daqueles que aceitam cartão SD com jogos vendidos pela Tectoy por reles R$ 20,00. Só tinha um, já aberto e com um trincado imenso na tela. Esse eu deixei passar. R$ 90,00 em dois consoles retrôs novos tá bom né? Só de tinta de cabelo minha esposa gastou isso! 🙂

O console branco neve.

O que tenho a declarar?

Apesar de levar o nome Mega Drive e ainda sendo considerado pela Tectoy um modelo 3, não há mais nenhuma semelhança a não ser o design da carcaça, dos controles e o nome do aparelho. Não há entrada de cartuchos. Não existe a expansão para o Sega CD. Nem a placa do videogame é a original. Aqui os jogos do Mega Drive são emulados, e muito mal por sinal. A imagem gerada por este Mega é terrivelmente feia. A ligação AV parece que sofre aquelas interferências dignas de RF e as cores estão desbotadas e descalibradas, sempre “esverdeadas”. O som está esquisito também, com as músicas engasgando e “fora do tom”. O defeito mais gritante do áudio é no Sonic 3, quando ouvimos “SEGA” tá agudo taquara rachada!

Aliás é nesse jogo que sentimos as deficiencias do sistema. Salvar o jogo? Nem pensar. A lentidão é constante e a imagem por causa das cores e do ruído te faz desitir de jogar. Jogos mas antigos como o Alex Kidd in the Enchanted Castle rodam até bem, porém o defeito no som e no audio mata o aparelho.

Os controles seguem o desenho do controle de seis botões do Mega Drive, porém os botões X, Y e Z não têm função, já que nenhum dos 81 jogos utiliza mais do que três botões (A, B e C). Testei o controle num Sega Genesis do primeiro modelo e ele funciona bem, porém como o controle não tem o botão “mode” acredito que os botões X, Y e Z também não funcionem, apesar de não ter um jogo tipo Street Fighter ou Mortal Kombat pra testar.

Os controles frente-verso. O cabo AV e a Caneta Hidrocor, caso você tenha talento suficiente pra desenhar um Sonic.

A embalagem inclui um cabo AV mono padrão, dois controles, um manual e o console. Esse Mega, assim como todos os outros Mega Drive 3, não possui fonte. Um cabo de alimentação já está preso ao console. O manual é o mais espartano possível, com papel tipo jornal dobrado duas vezes impresso em preto-e-branco frente e verso. Agora a coisa mais bizarra é uma caneta “mágica”, que te permite desenhar na parte de cima do console. Na teoria, a parte de cima é pintada com o mesma tinta daqueles quadros brancos de cursinhos de inglês. Você pode rabiscar a vontade e depois é só apagar com um pouco de papel higiênico. Na prática eu não levei fé e resolvi não rabiscar. Ainda mais que eu não consigo desenhar nem um palito, quanto mais um Sonic.

O manual espartano made in Tectoy

Esse Mega tem uma tela de menu quando o game é ligado. Nela você escolhe um conjunto de letras ou o jogo “Academia do Saber”. Ao escolher um conjunto de letras, uma outra tela é aberta onde tem os nomes dos jogos com uma screenshot do jogo em questão. Nisso uma musica no estilo 8bits fica tocando ao fundo.

E aí Piga,vale ou não vale?

Opinião sincera? Não vale. Eu não comprei totalmente no escuro este Mega, pois já tinha lido em vários reviews que o sistema era emulado e que não era nenhuma maravilha. Até aí tudo bem. O que eu fiquei surpreso foi com a péssima qualidade do áudio e do video e pasmem, nenhuma análise que eu tinha lido até então sequer menciona isso. Realmente a partir daí a Tectoy afundou de vez o nome Mega Drive. E as versões posteriores a esta não devem ser melhores. Uma pena. Pelo menos, dá pra usar os controles num Mega de verdade.

As duas telas do menu, Alex Kidd in the Enchanted Castle e Sonic 3 rodando. As fotos não fazem jus a realidade. Aqui elas até estão bonitas, mas ao vivo elas são feias, muito feias.

A lista de jogos:

01 – Academia do Saber
02 – Acerte o alvo
03 – Air Hockey
04 – Alex Kidd in the Enchanted Castle
05 – Alien Storm
06 – Altered Beast
07 – Anaconda
08 – Aniversário
09 – Aquaduto
10 – Arrow Flash
11 – Art Alive
12 – Asa Delta
13 – Ball Jack
14 – Batalha Naval
15 – Battle Golfer Yui
16 – Bil Bolha
17 – Bolas e Cores
18 – Bolhas
19 – Bombeiros
20 – Bonanza Brothers
21 – Cadash
22 – Canhão
23 – Cava Cava
24 – Cavalos e Peões
25 – Chase HQ 2
26 – Columns
27 – Columns III
28 – Corrida de Tampinhas
29 – Creature Capture
30 – Crystal´s Pony Tales
31 – Cyber Police E Swat
32 – Dangerous Seed
33 – Decap Attack
34 – Domine o Território
35 – Dominó
36 – Fabrica de Chocolate
37 – Fatal Labyrinth
38 – Fica 1
39 – Fire Mustang
40 – Flicky
41 – Gain Ground
42 – Golden Axe
43 – Golden Axe III
44 – Growl
45 – Guerra dos Monstros
46 – Hexágono
47 – Jewel Master
48 – Junte 4
49 – Kid Chameleon
50 – Last Battle
51 – Megapanel
52 – Memória Master
53 – Mina Terrestre
54 – Minerador
55 – Mystical Fighters
56 – New Zealand Story
57 – Os 12 trabalhos de Jongo
58 – Pac Attack
59 – Palhaços
60 – Pense Bem ( 10 jogos )
61 – Phelios
62 – Power Ball
63 – Rainbow Island
64 – Rastan Saga 2
65 – Senha
66 – Shadow Dancer
67 – Shinobi III
68 – Sonic 3
69 – Sudoku
70 – Tangran
71 – Ultimate Quix
72 – World Championship Soccer

Ué, não são 81 jogos? Sim, pela listagem temos apenas 72 jogos, porém a Tectoy considera o jogo Pense Bem (o número 60 desta listagem) como “contendo” 10 jogos. Na lógica dela aí sim tem 81 jogos. Vai entender….

Na segunda parte deste Retro Unboxing, o Master System 3 com 131 jogos na memória. Até!

Retro Unboxing: Mega Drive 3 & Master System 3 – 1° Parte
Tags:                                     

58 ideias sobre “Retro Unboxing: Mega Drive 3 & Master System 3 – 1° Parte

  • 22/02/2012 em 9:50 am
    Permalink

    Ainda bem que eu li essa materia, pois pelo preço de R$50 eu até compraria o console, mas eu não tinha ideia que a emulação é tão fraca assim, vou continuar revivendo o mega drive no meu PSP que acredito emular melhor que o console “original”

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 10:24 am
    Permalink

    pelo visto não tem Hokuto no Ken,Phantasy Star 2,Ranger X,Gaiares e outros clássicos que valiam a pena :p

    que pena que consoles genéricos que emulam a glória do passado sejam tão maltratadas assim…

    mesmo sendo uma barca furada em termos de gráficos e som, acho que compraria. nem que seja para ter a sensação de jogar num console de novo.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 10:51 am
    Permalink

    Num belo sábado quando estava saindo da faculdade, eu e meus camaradas demos um pulo no shopping. Fomos nas Americanas para ver a vitrine dos games e me deparo com um Mega Drive 3 do Show do Milhão por 70 dilmas.
    Comprei na hora, já que não consegui consertar meus outros dois Megas.
    Nem tinha caixa, veio embalado num plástico e um pedaço da caixa com a cara do Silvio XD

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 11:46 am
    Permalink

    Ainda bem que já consegui o meu Mega Drive (Model 1 Japonês, e com o SEGA CD junto), porque esses modelos posteriores da TecToy com jogos na memória são horrorosos pelo jeito.

    E essa coisa de contar um jogo como se fossem 10 é a coisas mais absurda que já vi.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 12:42 pm
    Permalink

    Ainda bem que eu tenho até hoje meu Mega Drive 2 + Mega CD 2 japonês,esses novos modelos que na verdade é pura emulação e ruim não vale a pena,alguém ai em cima disse o seguinte:”vou continuar revivendo o mega drive no meu PSP que acredito emular melhor que o console “original”” hahaha a emulação no PSP não é perfeita muitos jogos não rodam.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 12:50 pm
    Permalink

    Vender um console que na verdade não passa de um emulador barato e que não funciona direito? Pô Tec Toy, você, assim como a SEGA, já foi melhor antes… ainda bem que gosto mesmo é de emular os sistemas antigos via PC, e é tudo emulado perfeitamente.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 1:25 pm
    Permalink

    Zephyrous :
    Eu tenho o master system desses atuais… comprei pra matar saudades de alguns jogos… é triste ver o que a tec toy fez com esses consoles…

    Poxa, abandonou a gente lá do Zeebo club forum?

    Alias eu fiz uma analise lá no Zeebo club do Master syster de 132 jogos (Onde a diferença é que tem o Jogo Altered Beast, é o Azuç), Porque eu peguei ( Porque tava 70 Pilas XD)

    o Link Aqui (Pra vocês ja terem Uma Noção):http://forum.zeeboclub.com/t7095-analise-master-syster-evolution-blue?highlight=Master+syster

    e esse modelo que o Nosso amigo (Que eu quotei) pego é o portatil;

    aproveite também pra ler as analises do Tio Will.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 2:33 pm
    Permalink

    Eu comprei, em 2006, o Mega Drive 3 com 71 jogos na memória… a última com slot para cartucho. Mesmo que este modelo tenha uma placa “pelada”, (que faz com que alguns jogos tenha sonoridade ruim dada à ausência do Chip de FM responsável pelas mixagens), considerei uma boa compra, até porque, paguei cerca de R$ 180,00 nele. Corri atrás de cartuchos e hoje tenho cerca de 100.
    Esse modelo que vem com canetinha para “pixar” o console, é a versão seguinte à minha, ou seja, deve ser do ano de 2007 (não me recordo exatamente). Sendo assim, este aí que comprou estava jogado no depósito da loja por este tempo todo, daí este precinho camarada de R$40,00. Se valeu a pena, só o amigo pode dizer mas, se eu tivesse que optar por este e o MD Play (o Mega Drive portátil, com slot para cartão SD), não pensaria duas vezes e pegava o portátil… claro, sem tela trincada! Rss!
    Eu tenho um MD Play e nem sinto falta de PSP algum. O único defeito que ele tem é que o som não foi bem emulado e, em alguns casos (onde a parte sonora é mais requintada), a coisa fica irritante… mas é em bem poucos casos. Probleminhas vistos até em “Dingoos da vida”.
    Quanto ao Master System, já seria de se pensar pois, diferente do Mega que “tropeço” em cartuchos por aí, os do 8 bits da Sega já não são tão comuns. Com esta gama boa de jogos, esse Master até que não seria de todo ruim e compensa, em parte, a falta da entrada para cartuchos.
    Até mais!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 2:34 pm
    Permalink

    Na época do lançamento deste console eu cheguei a testar um que estava à mostra no Carrefour. Foi decepcionante ver o Altered Beast com cores fracas e som “engolido”…

    A verdade é que a Tectoy lançou um console com emulador para celular.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 3:28 pm
    Permalink

    Uns anos atrás eu comprei um Master System portátil que era só plugar na TV. O resultado foi o mais decepcionante possível, 90 porcento dos jogos eram variação de um mesmo jogo que você movia um personagem tosco pela tela. Só tinha mesmo o Alex Kid que valesse a pena jogar. O resultado foi que vendi o console dois dias depois da compra…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 6:29 pm
    Permalink

    Graças ao bom Deus, ano retrasado consegui catar um MDII em boas condições, agora consegui um Everdrive e a combinação esta mais que perfeita. Mil vezes melhor que essa enganação que a TECTOY coloca no mercado nacional.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 9:13 pm
    Permalink

    ótima materia pena q os consoles não são bons como os antigos
    lembro qnd ganhei meu Mega Drive era uma versão q já vinha com o Sonic 2
    foi o suficiente pra me prender por uns 2 anos e decorar tds as fases e movimentos dos inimigos

    ahhh essa de ir nas americanas procurar essas promoções malucas eu tb me identifiquei muito mas até hj o máximo q fiz foi pegar um monte de ventilador e ir pra uma tomada testar qual tinha o melhor vento de acordo com o preço
    moro no rio de janeiro e se um ventilador der mais 10 voltas por minuto q um outro do mesmo preço já faz uma diferença enorme!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2012 em 10:21 pm
    Permalink

    Pra mim o que já faz você pensar no que está comprando é aquela caneta. Sério, um console onde vem uma caneta pra desenhar nele?!?
    Mas voltando, bom review, ainda mais pelo início, uma história que com certeza você vai contar pra muita gente xD.
    E phew… Ainda bem que o meu Mega (edição Show do Milhão :P) ainda funciona direitinho. Ter que um dia depender dessas coisas pra se divertir e trazer a nostalgia de volta seria um pesadelo. All hail emulators…
    Mas tem que se ver pelo lado bom, você tecnicamente pagou o preço de dois controles originais xD…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/02/2012 em 7:59 am
    Permalink

    negocio é comprar o mega velhao mesmo, e sair garimpando os jogos pelas lojinhas da sta efigenia mesmo, eles podiam fazer pelo menos com entrada de cartucho.
    pq né é aquela coisa, eles fazem essa porcaria nao vendem nada e se peguntam pq nao deu certo

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/02/2012 em 2:05 pm
    Permalink

    Não sei se vocês sabem, mas só pra constar, a tectoy já não tem parceria com a Sega, Faz um tempinho, Caraca é so olhar na caixa, desse e de outros, é ver que não tem um logo da sega.

    eles licenciam Jogos, não consoles 😉

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/02/2012 em 3:42 pm
    Permalink

    Chuta que é macumba!

    Mega Drive bom de verdade são os antigões das placas VA0, VA1, VA2, VA3, VA4, VA5 e VA6…

    Pra ver qual revisão é a placa do seu Mega antigo (no caso dos nacionais, só os Mega Drive I e II e nos Genesis I com a inscrição “High Definition Graphics”), tem que abrir o console e olhar a placa. Lá aparece a identificação…

    No caso do Mega antigo japonês, vale o mesmo.

    À partir da versão VA7 (alguns poucos Mega Drive II nacionais e os Genesis I sem a inscrição “High Definition Graphics”), o chip FM foi trocado por um inferior, o que deixava o som distorcido e com chiados.

    E, infelizmente, esse chip continuou nas revisões seguintes das placas, o que engloba todos os Mega Drives dos modelos menores.

    Se o seu Mega ou Genesis tiver placa até a revisão VA3, melhor ainda… Não tem a proteção anti-pirataria do TMSS (tela preta indicando “Licensed by Sega Enterprises”, etc.). Então, vai funcionar com qualquer jogo pirata. Só os jogos que possuem trava de região que não…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/02/2012 em 10:02 pm
    Permalink

    MD3 é um Retrozeebo hehe. Um celular com saída pra joystick e carcaça grande.

    Uma pena porque fica numa encruzilhada: a molecada não se interessa e o que seria o público alvo, ou seja, nós, com só um pouquinho de informação não cai nessa picaretagem. Fosse um Mega Drive REAL, com 80 jogos escolhidos a dedo na memória e a um preço justo, quem sabe.

    Do jeito como é, fica relegado a papais que querem um console basiquinho só pra dar uma enganada no filho pirralho de 5 anos. Aquela coisa do “não vou dar um Playstation pra ele, esse se quebrar é baratinho!”.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/02/2012 em 10:12 pm
    Permalink

    Pro único público que ele tem algum apelo, parece barato se você souber vender. Fale pra um pai que tem “mais de oitenta, OITENTAAAA jogos na memória, nem precisa mais gastar com jogos!” (esta última parte é fundamental pois o pai entende como não tendo mais “dor de cabeça”), e ele fica tentador. Nas mãos de um bom vendedor, a vítima cai fácil no papo.

    Eu tô falando isso baseado em fatos verídicos. Não sou vendedor (haha), mas foi assim que vi um amigo se convencendo a comprar um Dynavision pro filho.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2012 em 9:08 am
    Permalink

    @Orakio Rob, “O Gagá”
    @Vinicius
    Cara de pau que mamãe lustrou com óleo de peroba!!! 🙂

    @Leandro Vallina
    Na verdade este Mega custou R$ 40,00. O Master é que saiu por R$ 50,00.
    Quanto a emulação, a melhor é a do Kega Fusion (PC).

    @leandro(leon belmont)alves
    Então cara, mesmo que tivesse o PS2 por exemplo de nada adiantaria, pois o console não salva os jogos. Os outros que você citou, sinto lhe dizer que a Tectoy desconhece sua existência. Por R$ 40,00 não foi uma compra ruim. Vou conseguir usar os controles no meu Genesis.

    @haruo
    Boa compra. Tem slot de cartcho… Agora não lembro se tem a expasão pro Sega CD.

    @Adney Luis
    Comprei agora em Janeiro um Sega Genesis e um Sega CD. Lindos, Retro Unboxing em breve!!!

    @mauricio
    O Mega Drive e o Mega CD japoneses são mais fáceis de encontrar que os Americanos/Brasileiros. Chavear o Mega é mole, agora chavear o Mega CD é dureza, precisa modificar bios e o escambau.

    @Zephyrous
    Por R$ 50,00 pratas, o Master System foi uma boa compra. Você achando um cartucho completinho do Alex Kidd in Miracle World já custa bem mais que isso.

    @Nelson Passos
    Também estou querendo ver. O Gagá anda preguisoso…. 🙂

    @André Breder
    É Breder. A Tectoy já foi melhor. Ela mudou de segmento. Antes ela concorria com os Tops. Hoje ela concorre com a ralé (leia-se produtos chineses da pior qualidade).

    @Guilherme
    Por nada. Piga “utilidades públicas” 🙂

    @Lavsma
    Valeu pelo link.

    @Douglas Deiró
    Esse Mega já não possui a expansão pro Sega CD. O que é difícil achar pro Master são cartuchos completinhos em excelente estado. Agora, capenga, loose todo ferrado tem aos montes. Pra mim só valeu a pena por causa dos controles, que vou poder usar no meu Genesis (pelo menos pros jogos que utilizm 3 botões). O Mega portátil além da tela trincada, a própria é muito pequena. Odeio tela pequena.

    @Mateus
    Não sei qual é a placa ou a arquitetura que a Tectoy coloca dentro desses Megas e na verdade isso pouco importa. O que importa é que é muito ruim.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2012 em 9:38 am
    Permalink

    @João do caminhão
    Eu sei que modelo foi esse. Fez bem em se desfazer dele. 🙂

    @Daniel Paes Cuter
    Eu só comprei também porque estava barato. Caso contrário não pegaria. Agora eu não consigo gostar de portátil. Não tem jeito.

    @Kleber
    O everdrive vale muito a pena pra quem quer jogar usando o console original. Eu não faço muita questão não. Vou começar agora uma pequena coleção de cartuchos de Mega Drive escolhidos a dedo. O resto, emulado no PC.

    @Unknownuser2
    O problema de se comprar algo com 20 anos de fabricação é o seu estado de conservação. Sou chato em relação a isso e é muito complicado achar hoje um Mega Drive do primeiro modelo com a caixa impecável por exemplo.

    @Renan
    hahaha. Também sou carioca! As americanas as vezes aparece com algo interessante no meio daquela lixarada toda!

    @Dark Classic
    Realmente este lance da caneta é cabuloso. Fico pensando na pobre criança que rabisca o console e depois não consegue apagar… huahuahua

    @Junião
    Sim. A Tectoy tá provando ser mestre em fazer consoles ruins!

    @Dactar
    A empresa que conhecíamos no auge de sua glória era a Tec Toy (gravia separada). Depois que ela virou Tectoy (grafia junta) descambou tudo. Tá certo que não é bem assim, mas pra mim virou um marco, o fim de uma era gloriosa para o início de uma era fétida!

    @edu
    Pior é que vende, senão a quase falida Tetctoy não lançaria Mega Drive Guitar Idol Pirulitos e afins….
    Agora o lance do mono, é conteção de custos mesmo. Se bem que no Mega Drive modelo 1 o cabo AV era mono também, e a Saída Stereo só é possivel pela saída dos phones de ouvido, unsando um cabo “Y” P2/RCA. Acho que só no Mega Drive modelo 2 (que é o nosso 3 aqui) é que a saída AV já era Stereo.

    @bass
    Nem sonhando! Espero que a Tectoy deixe essas jóias intocadas.

    @Lavsma
    Ela não estampa mais o Logo da Sega, mas ela paga pra usar os jogos dela sim, bem como paga pra usar a imagem do Sonic.

    @Man On The Edge
    Meu Genesis é desses com a escrição “High Definition Graphics”, original NTSC e sem o TMSS. A melhor versão ever!!!!

    @Sérgio
    Mas essa é a idéia da Tectoy. Vender o Mega como brinquedo vagabundo pra pai de pirralho de 5 anos. Ela literalmente cagou pra turma que cresceu e jogos nos Megas e Masters que ela um dia produziu.

    @Renan
    Pra te falar a verdade R$ 40,00 pela qualidade do produto, já é um preço de mediano para caro. R$ 300,00 pratas não rola de jeito nenhum!

    @Vinicius
    Então corra atrás de novos jogos e novos controles!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2012 em 7:33 pm
    Permalink

    tenho o meu mega drive tec toy da vida,,,e ele já vai fazer 16 anos de vida,,,inteiro, bonito e meu amigo inseparável,,,as vezes fico emocionado em ver posts sobre primos dele, mas..é bom recordar a vida desse clássico!!!!realmente é uma atentação passar em uma loja dessas e ver o bom mega ali te clamando para ser levado…bons tempos de mega, recomendo nunca abandonar esse clássico da sega!!!!o presente não vive sem o passado e o passado sempre estará presente em nossas vidas!!!!vou jogar shinobi agora mesmo, falou!!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2012 em 8:27 pm
    Permalink

    Caraca, Piga! Eu pensava em até ver um desses algum dia, até pra ter um Sega CD acoplado quem sabe mais pra frente (eu tenho um Mega japonês, precisaria de um americano/brasileiro). Mas pelo visto nem pelos jogos que tem nele vale a pena. Como que a Tectoy faz um negócio desses? Emular até dá pra aceitar, mas fazer isso mal é uma “puta falta de sacanagem”.
    De qualquer forma, pelo preço que vc pagou menos mal, problema mesmo seria se vc tivesse pago o preço que vendem por aí.
    Excelente post, com certeza vai fazer muita gente pensar melhor antes de adquirir um desses.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2012 em 8:30 pm
    Permalink

    hehe, já vi um desses em funcionamento, parece um emulador de mega rodando num 286 sem ram. deviam deixar o nome “mega drive” descansar em paz, e ganhar dinheiro vendendo versões fiéis às originais daqui a alguns anos. eles poderiam fazer isso já hoje, se tivessem descontinuado o mega depois do show do milhão.

    mas eu imagino que a tectoy esteja numa situação delicada pra deixar um carro-chefe desses na reserva por um dia que seja…

    ah, sobre os controles: eles só parecem bons, a durabilidade deles é ridícula. você pode ser um jogador cuidadoso (não precisa ser delicado), mas jogar meia hora de street fighter em um controle desses é ver que ele para de responder pouco tempo depois. as borrachas dele são ridículas.

    experimento legal: use o acendimento de um fogão ligado em um mesmo circuito elétrico que esse mega. o controle irá parar de responder até desconectar e reconectar. curioso.

    de resto, fico triste por ter um mega que já não é o original, pois não tem entrada pra sega-cd. em compensação, consegui encontrar e usar os pinos de audio estéreo. roda jogos de mega como um mega.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2012 em 10:00 pm
    Permalink

    Se a Tectoy fosse inteligente, faria um Mega decente como o antigo (estéreo, conexão com sega cd e principalmente, entrada para cartuchos), e que viesse apenas com Pier Solar. Um jogo decente, em português e a entrada para cartuchos abriria a possibilidade de procurar o que realmente vale a pena.

    Não deveria ter feito a besteira de vender o meu há muito tempo atrás…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/02/2012 em 8:49 am
    Permalink

    @helisonbsb
    Realmente são tempos que não voltam mais. Lembro quando comprei meu primeiro Mega Drive, foi no Ponto Frio em 1990. Nessa época a Tec Toy tinha prestígio nessas lojas e estandes destinados a seus produtos. Era lindo chegar e ver uma pilha de cartuchos de master e mega para vender.

    @Unknownuser2
    Eu também me desfiz do meu Mega Drive ja faz tempo. Felizmente este ano consegui comprar outro, quase igual ao primeiro que tive.

    @Gamer Caduco
    Quando você for comprar um Mega para acoplar o Sega CD muito cuidado nessa hora, pois já tinha modelos de mega com slot pra cartucho que a Tec Toy depenou, tirou a expansão pro sega CD e o suporte ao 32X.

    @strider16
    Wow!!! Que lance bizarro é esse do Mega dar “conflito” com um fugão elétrico???? huauhahua 0_0

    Quanto ao controle, duvido que dê pra jogar Street Fighter legal com ele, pois apesar de não ter testado, não creio que os botões X,Y,Z funcione.

    @Thiago
    Os caras da WM (produtores do Pier Solar não vão fazer a besteira de se associar a Tectoy para queimar o filme deles….

    Falow!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/02/2012 em 12:08 pm
    Permalink

    Eu tenho um desses consoles modificados TecToy. O meu é um Master System III algum coisa. Ganhei ele a muito tempo atrás. Acho que foi em 2007. Ele foi um dos últimos a sair com entrada para cartucho. Ele também tem o design igual o do Master System III Compact, mas já vem uma leva de jogos emulados.

    Agora não reclame do Pense Bem no Mega Drive. No Master System tem o Pense Bem (10Jogos) e 20-em-1 (20Jogos).

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/02/2012 em 8:41 pm
    Permalink

    Nossa! Pelo visto meu Mega Brasil3 roda melhor os jogos que nesse “Mega Drive 3”. 😛 Engraçado que aqui eu não tenho um Mega Drive, mas dois “clones”: O já citado Mega Brasil 3 e o Modulo MD do LaserActive que tem qualidade igual ou superior a um MD versão antiga. Fica ótimo nele a imagem e o som dos jogos! Idem pro Sega CD. 🙂

    Agora Master eu fui do 74 jogos (que tem entrada de cartucho). Aparentemente parece ok. Vou ver se testo ele, até com os jogos mais novos que andei pegando (R-Type, Golvellius, etc).

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/02/2012 em 9:13 pm
    Permalink

    @Washington
    Me too. 🙂

    @Dr_Venom
    Não concordo quando você diz que o módulo do Mega Drive do Laser Active é um clone. Na verdade foi um produto licensiado pela Sega para a Pioneer. Assim como a Nec licensiou um módulo do PC-Engine também pro Laser Active.

    Eu também já tive esse Master de 74 jogos mas vendi tem muito tempo. Eu lembro que nele funcionava os jogos de boa, inclusive os de pistola. Funcionava até os 3D, para isso bastava colocar os óculos sem precisar ligá-lo (corrige a sobreposição da imagem mas sem o efeito estroboscópico). Semp preferi jogar assim, desde a época do meu Mater 1.

    Abraços!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *