Mais uma edição do “Você Sabia?” chegando aqui no Gagá Games! Confira abaixo as curiosidades desta quarta-feira:

– A trilha sonora do primeiro game da franquia Castlevania foi composta por Kinuyo Yamashita, que na época havia recentemente concluído seu curso de música. Apesar de todo o seu talento na criação das músicas, muitas utilizadas nos games da série até os dias de hoje, a moça não teve seu nome divulgado nos créditos do jogo, mas sim o pseudônimo “James Banana”. Vale citar também que muitos atores famosos do cinema de horror, como Bela Lugosi e Christopher Lee, foram homenageados nos créditos, mas seus nomes sofreram pequenas alterações para que não houvessem problemas legais.

– Reza a lenda que era para Aeris Gainsborough ressucitar no final de Final Fantasy VII, antes da última batalha. Mas dizem que o programador responsável pelo retorno da personagem havia sido demitido antes do final do projeto e para cumprir o prazo de entrega, decidiram não ressucitá-la. A Square-Enix nunca se pronunciou oficialmente sobre essa história.

– Alguns atribuem a origem do nome “Gradius”, do famoso shooter da Konami, à palavra “gladius”, o correspondente em latim para “espada” e que também daria origem à palavra “Gladiador”. Entretanto, isso nunca foi confirmado pela própria Konami. “Gradius” é aparentemente apenas um nome aleatório (e de boa sonoridade) que os produtores atribuíram ao planeta invadido pela Bacterion Corps na história do game, e a semelhança entre os termos é meramente coincidental.

– Certa vez a revista americana EGM publicou uma coluna sobre um possível personagem secreto em Street Fighter II – The World Warrior. Seu nome era Sheng Long, e ele seria mestre tando de Ryu quanto de Ken. Este personagem apareceria no último estágio do jogo para derrotar Vega/M.Bison e posteriormente desafiar o jogador que conseguisse chegar ao final do game sem sofrer nenhum dano e sem perder nenhum round. Fotos reforçaram a farsa que rapidamente se espalhou pelo mundo. Após o ocorrido, em nota oficial, a mesma revista desmentiu o boato, alegando uma brincadeira comemorativa ao primeiro de Abril.

Fonte: RPG Online, Retroshooting, Wikipédia

Você sabia? Curiosidades sobre os games clássicos…
Tagged on:                     

16 thoughts on “Você sabia? Curiosidades sobre os games clássicos…

  • 23/11/2011 at 7:58 am
    Permalink

    eu nunca liguei o nome gradius com a espada. para mim era algo relacionado a grades de ferro mesmo, já que em algumas fases do game se tem essas grades.e essa do Shenlong…ganhar todos os rounds sem levar dano? ah meu amigo, só o game genie salva.

    Hee-Hoo!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/11/2011 at 11:20 am
    Permalink

    Sobre o nome Gradius, é interessante notar que existe um anime de Mechs de meados da década de 80 chamado Layzner, e o “império do mal” se chama Grados. Pode ter alguma relação com algum outro nome ou um se baseou no outro. Pode ter havido um “Engrish”. O interessante é que hoje temos no Portal a “Glados”.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/11/2011 at 11:32 am
    Permalink

    Tinha outra estória de que se você empatasse 10 rounds com o M. Bison o Sheng Long apareceria também. Bizarro! Na verdade tudo isso começou com um erro de tradução. Quando o Ryu vencia as lutas aparecia “You must defeat Sheng Long to stand a chance!” ou algo assim. Então criaram rumores de que Sheng Long seria o mestre do Ryu. Na verdade ele se referia ao seu golpe, tanto que nas versões posteriores de Street II eles consertaram a frase e ficou “You must defeat Dragon Punch to stand a chance!”. Loucura, né?

    E então a Aeris não ressuscitou porque os desenvolvedores queriam cumprir o prazo e deixaram pra lá? Hehehe. Parece que as manhas de desenvolver sistemas são as mesmas, seja aqui ou lá no Japão.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/11/2011 at 12:27 pm
    Permalink

    essa do mestre do ryu é classica, mas a galera tentava mesmo era esse lance dos empates, o que tinha de gente que perdia fichas e fichas tentando fazer isso no fliperama perto do colegio era coisa de doido
    do mortal kombat tambem tinha isso do personagem secreto que na verdade era meio que um bug do jogo
    bons tempos

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/11/2011 at 1:23 pm
    Permalink

    Não sabia sobre o Sheng Long… Até em Street Fighter um personagem secreto que sempre foi uma mentira, legal xD… Acho que em toda franquia tem algum que acham que é secreto, mas é só um bug, coisa do cenário ou mentira mesmo, como Ashura de Sonic 2 e HornBuckle (acho que é assim o nome) de Mortal Kombat…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/11/2011 at 5:53 pm
    Permalink

    Essa do Street Fighter II, saiu na EGM de abril de 1992, tenho essa revista ate hoje. Como naquela epoca a noticias não corriam tão rapido como hoje, não sabiamos que isso era verdade, e um amigo chegou a realizar o feito para aparecer o Sheng Long, mas como todos sabem, nada apareceu.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/11/2011 at 8:49 pm
    Permalink

    eu não sei de nada e nada sei, essa do sheng long virou lenda…na época jogava muito tentando fazer essa façanha…quanto aos créditos de castlevânia…quando zerei pela a primeira vez achei que o cartucho que eu estava jogando era pirata quando vi o nome james banana,,,,pesquisei na época e tinha uma história estilo star wars que os criadores do jogo não achavam que o jogo seria muito bem visto ou que faria sucesso….então aqui estão todas as respostas para mitos e lendas criado por nós ou apenas por pessoas como técnicas de venda de fichas de fliperama,,,gastei muito dinheiro com fichas de fliperama no buteco do seu zé, bons tempos!!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 25/11/2011 at 8:21 am
    Permalink

    Realmente está lá o James Banana. Aliás, em tudo quanto é jogo até a era o fim da era 16bits, os créditos são na maioria das vezes, puro pseudônimos. Vai ver naquela época não era bom para o status do programador ter seu nome num reles joguinho de videogame como ainda hoje osatores de filmes pornôs não usam os seus nomes de batismo.

    Falow!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 27/11/2011 at 12:43 pm
    Permalink

    Acho que essa “estória” da Aeris não reviver somente por conta da demissão de um programador do jogo seja apenas papo furado. Acredito que desde o início estava já decidido que um dos personagens deveria morrer, e sem chance de voltar com Phoenix Down.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *