Não é possível que você acompanhe o Gagá Games e ainda não saiba que o GOG é a loja digital de jogos antigos favorita da velharada. Quem caiu de paraquedas aqui no blog e ainda não sabe que diabos é isso pode ler o nosso tutorial sobre o GOG.

Como você já deve saber, o GOG começou uma big promoção de natal, oferecendo mais de trezentos jogos de seu catálogo com descontos de até 50%. E não para por aí: nesta semana, o shooter vertical Tyrian 2000 entrou para a lista de jogos gratuitos do serviço. É só se cadastrar e baixar, sem maracutaias ou letras miúdas. E mais: os jogos da Activision acabam de entrar na leva de jogos com desconto.

Com tanto jogo bacana fica difícil decidir o que comprar… eu fiz uma listinha de compras aqui, e vou compartilhar com vocês. Tenham em mente que:

  • Esta lista contém apenas jogos que façam parte da lista de jogos com desconto na promoção de natal;
  • Esta lista não inclui jogos que eu já tenho, e por isso muitos clássicos ficaram de fora;
  • Alguns destes jogos eu conheço, outros apenas me parecem interessantes. Opiniões são bem-vindas;
  • Dei preferência a jogos que saiam REALMENTE baratos, tipo três dólares;
  • Os jogos da Atari saem da promoção em três dias, quem quiser comprar, compre logo!

Em suma, compartilho minha lista mais como curiosidade, e como já comprei muitos dos “medalhões” no GOG, a lista acaba sendo um jeito interessante de conhecer jogos bacanas que não são tão famosos e badalados quanto, digamos, Baldur’s Gate.

Aí vai a lista de jogos que estão no meu carrinho de compras. Devo fechar a compra amanhã, então a lista pode sofrer algumas variações até lá, mas acho que vai ser bem por aí mesmo:

> Duke Nukem 3D: Atomic Edition (US$ 2,99): dispensa apresentações, né? Faz anos que joguei e não cheguei a terminar, e por esse preço não dá para resistir. Nem precisa recomendar aos fãs de FPS, porque não existe fã de FPS que não tenha jogado ainda.

As meninas vão me desculpar, mas dizem que dá azar falar de Duke Nukem e não colocar a foto de uma mulher pelada no post.

> Master of Orion 1 + 2 (US$ 4,19): este eu nunca joguei, mas parece uma espécie de Starflight, o que seria um ótimo negócio. Você coloniza planetas, conversa com raças alienígenas… MOO tem um fiel grupo de adoradores, e eu levo fé neles. Os dois por quatro dólares? É compra certa.

Eu confesso: o lagartão verde gigante da foto já bastou para eu decidir comprar o jogo. Existe algo de muito bacana em lagartos alienígenas, é difícil resistir.

> Divine Divinity (US$ 2,99): confesso que nunca tinha nem ouvido falar neste. O que me atraiu? Dizem que é uma cruza de Ultima com Diablo e conta com ótimas avaliações pelos visitantes do GOG. Por três dólares? Count me in!

Explosões, dragões e trocentos equipamentos para conquistar? Tô dentro!

> Master of Magic (US$ 4,19): outro sobre o qual eu nunca tinha ouvido falar. Jogo de estratégia em turnos com gráficos megadatados, temática medieval e muita feitiçaria? Parece ótimo. Uma rápida pesquisa na internet revelou um sem número de apaixonados pelo jogo. Como o preço também ajuda, vou comprar. Da lista toda, é o que mais está me parecendo interessante.

Ê, gárgula rules! Muita magia, combate e gerenciamento de cidades. Este aqui é para perder a esposa de tanto jogar!

> Under a Killing Moon (US$ 4,99): eu falei outro dia aqui no blog sobre o primeiro jogo da série Tex Murphy, fiquei apaixonado pelo jogo. Esta continuação é do tempo em que jogos com full motion video faziam um barulho danado entre os jogadores. Joguei um pouco quando era moleque, e lembro de ter ficado muito interessado (fora que a música é ótima). Se tiver o senso de humor e a genialidade do primeiro, o fato do jogo ser filmado e não parecer tão arcaico só vai ajudar. Compra certa a cinco dólares.

Tex Murphy, sempre envolvido com belas damas… e mutantes esquisitos. Para os fãs de film noir, é parada obrigatória.

> Rise of the Triad (US$ US$ 2,99): lembro que em tempos de Doom a turma mais underground falava muito deste FPS aqui. Como eu nunca joguei e até hoje muita gente jura de pé junto que é um estouro, decidi comprar. Parece divertido, e o preço está ótimo.

Os inimigos parecem nazistas, e você tem um monte de armas bizarras para usar. Dá para resistir a essa combinação?

> Pro Pinball Timeshock (US$ 2,99): para a patroa, que é fã de Pinball. Há outros pinballs no GOG, então escolhi este com base nos reviews dos leitores.

Eu curto muito pinball, mas jogo mal pra diabo… este aí tem só uma mesa, mas dizem que é bem caprichada.

> Betrayal at Krondor (US$ 4,19): elogiadíssimo RPG da Activision, dizem que a história é ótima e fazia milagre para a época. Confesso que mal sabia da existência dele, até porque eu fui o último da turma a comprar um computador, mas parece ser um clássico entre os gamers de PC da época. Ainda traz a continuação Betrayal in Antara de brinde. Altas expectativas para este aqui.

RPG com gráficos datados: we love it!

TOTAL DA COMPRA: US$ 29,52! Negócio da China!

Pronto, já tem jogo para você jogar até o natal do ano que vem nesta lista! Se alguém que já jogou algum destes jogos quiser deixar seus comentários aqui no post, o Gagá agradece!

GOG: mais promoções, e a lista de compras do Gagá!
Tags:             

24 ideias sobre “GOG: mais promoções, e a lista de compras do Gagá!

  • 17/12/2010 em 10:46 am
    Permalink

    Pô Gagá, eu tenho problemas com esses posts, não posso vê-los que saio comprando hahahahahahaha

    Vou levar Masters of Orion, Divine Divinity e to pensando seriamente em levar Broken Sword e Baldurs Gate. Como desencanei de comprar jogos da geração nova por falta de hardware hehe, vou destruir nas velharias ano que vem.

    Boa lista!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 10:54 am
    Permalink

    Eu sempre falo de Master of Orion quando tenho oportunidade, e vou falar mais uma vez!!! =D

    MOO (especialmente o segundo) é simplesmente o pináculo dos jogos de estratégia para PC!! Você escolhe qualquer uma das raças disponíveis no jogo (sendo que você pode criar a sua própria, com desvantagens e vantagens próprias), e vai administrando em todos os setores (economia, tecnologia, etc.), além de colonizar vários outros planetas, entrar em disputas diplomáticas (ou utilizar a força-bruta mesmo) para total domínio do Universo. NO MOO II, você ainda têm a possibilidade de sair vitorioso derrotando a mítica civilização de Antares. A gama de possibilidades que o jogo apresenta é simplesmente incrível, desde o tipo de governo que você vai aplicar, se a sua raça é mais guerreira ou se usa a inteligência, se ela será expert em espionagem, se ela é calma ou irritadiça (acredite, isso influencia), enfim, é um jogo para jogar durante décadas.

    Só recomendo que você fique longe do MOO III, porquê eles complicaram tanto o jogo que ele acabou ficando bem massante. Mas o I, e principalmente o II, é para se esbaldar!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 10:55 am
    Permalink

    Putz Gagá, esse “ROT” era muito bom sim.
    Eu tinha e curti bastante. Não cheguei a zerar mas era bacana mesmo.
    Pro Pinball tinha um visual lindo na época que saiu e rodava belamente.
    Duke3d era foda mas tenho medo da tal continuação.
    O resto nunca ouvi falar mas esse Divine Divinity tá me chamando… rsss

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 11:09 am
    Permalink

    Ah, sim. Por enquanto acabei comprando Plane Scape – Torment (como fã de A D&D e, principalmente, ter jogado muito esse mundo insano, eu TINHA que comprá-lo), o Divine Divinity (pelos mesmos argumentos descritos pelo Orakio), e o MegaRace I + II, influenciado pelas palavras do Orakio no twitter.

    E ainda tô pensando em comprar mais jogos (especialmente os de 3 dólares).

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 12:21 pm
    Permalink

    Cuidado com Master of Orion! É um daqueles jogos que a pessoa fica se dizendo “peraí, vou jogar só mais um turno”, e quando se dá conta, horas inteiras passaram.

    Os MOO 1 e 2, e MOM, são típicos jogos 4X (explore, expand, exploit, and exterminate), em uma linha parecida com Civilization, e são todos os três muito bons. Assim como em Civ, você tem várias opções de como levar um jogo, seja tentando conquistar ou destruir todo mundo, seja indo por caminhos mais pacíficos. Os combates são simples mas interessantes, e você até pode controlar as unidades (diferente de Civ).

    Só não é muito parecido com Starflight não, esse era um RPG. Parece um pouco com Star Control, o primeiro, mas MOO é bem melhor.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 1:13 pm
    Permalink

    [i]Jogo de estratégia em turnos com gráficos megadatados, temática medieval e muita feitiçaria? [/i]
    Heroes of Might and Magic é o top do estilo 😀 Principalmente o 3. Comprei um dia, e satisfação garantida.

    Comprei Neverwinter Nights Diamond, Panzer General 2 e Commandos Amno Pack. Pretendo zerá-los o mais rápido possível, pra comprar mais. Se eu acumular jogos demais, não vou jogar nada. E olha que nem zerei os jogos que já tinha comprado no GOG, e tem o DS e a Steam pra roubar meu tempo ¬¬

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 3:45 pm
    Permalink

    Darkus :

    ué… o Krondor já era freeware a tempos!
    lembro até de ter re-downloadado ele pelo superdownloads O_o

    Da Wikipédia:

    “Contrary to popular belief, Vivendi Universal Games has stated that the game is not free to be redistributed by others. It had previously been available, free to download, from Sierra’s website, coinciding with the release of its would-be spiritual successor, Betrayal in Antara.”

    Ou seja, a Sierra botou o jogo para download gratuito por um tempo no site dela para promover a continuação, depois tirou. Os caras do Superdownloads bancaram os espertos 🙂

    @Heider
    Pensei no “Heroes”, só não comprei porque ainda acho meio caro em relação aos outros. Mas numa promoção futura eu vou pensar com carinho…

    @Gustavo
    Também comprei o “Age of” e já tenho o “Out of” em CD. Os dois valem muito a pena!

    @tautologico
    Vocês dizendo essas coisas eu vou acabar começando pelo segundo mesmo… se o primeiro é mais simples, não seria melhor eu começar por ele?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 5:13 pm
    Permalink

    Ok, tenho de falar sobre Rise of the Triad, ou ROTT para os íntimos: é F#DA! Joguei bem mais que Doom. Não é tão bom quanto, mas é bem mais COOL.

    Você é membro de uma força-tarefa da ONU que vai investigar um culto secreto numa ilha perto da Califórnia. Pode escolher entre cinco personagens, cada um com características próprias. O jogo é tipo um antecessor espiritual do Duke Nukem 3D, pois é feito pela Apogee antes de se transformar na 3D Realms. O jogo é bem humorado e violento no estilo Tarantino: quando você detona um inimigo com um míssil, seus pedaços voam pela tela. Tem power-ups mega bizarros, como o “Poder de Deus”, onde você solta esferas de energia pelas mãos e emite um som parecido com o de um mantra. Sensacional.

    No início você enfrenta soldados que protegem a ilha, e mais pra frente você enfrenta os próprios monges do culto, que são beeeem sinistros. Também é legal o fato de pela primeira vez num FPS você poder usar armas nas duas mãos.

    Enfim, é um jogo Cool, em contraponto com o sério Doom. ROTT está para Doom assim como Duke Nukem está para Quake, é isso. Joguei muito, muito mesmo. Pra quem curte FPS underdogs é um prato cheio.

    Mais uma dica: ele é pra MS-DOS, sei que os jogos do GOG já são modificados para rodarem nos sistemas mais modernos, mas não deixe de conferir os ports que fizeram para o jogo no Windows.

    http://www.riseofthetriad.dk/

    Pelo que me lembro, eles melhoram um bocado a resolução do jogo. Grande abraço, espero que curta bastante ROTT.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 7:39 pm
    Permalink

    @Henrique Menegale
    Ai, não fala que esse saiu da minha lista na última hora e eu não posso mais gastar dinheiro! :p

    @Retrogamer da Lenda
    Já dei uma partidinha do ROTT hoje, passei da primeira fase. É ótimo, muito divertido! Estou jogando no penúltimo nível de dificuldade, a descrição dos níveis mais fáceis me deixou constrangido em escolhe-los 🙂 Quando zerar faço um post sobre o jogo aqui.

    @tautologico
    É, vou no primeiro mesmo então. É melhor, porque vou subindo uma “escadinha” de complexidade.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 8:27 pm
    Permalink

    Mais uma curiosidade sobre o Rise of the Triad, que acabei de pegar na Wikipedia (cara, como eu adoro esse jogo!). O jogo originalmente era pra ser apenas uma expansão de Wolfenstein, que depois acabou virando continuação com o título de “Wolfenstein 3D II: Rise of the Triad”. No meio do caminho resolveram que tratar-se-ia de um novo jogo e pronto.

    Isso explica a presença de uma sub-metralhadora MP-40 e o uniforme dos soldados da ilha, que lembra bastante um uniforme nazista, conforme você mesmo observou. O jogo não é curto, mas também não é gigantesco: são 4 episódios de 8 níveis cada, sendo que o último possui 2 níveis a mais. Cara, o que são as batalhas contra os bosses… coisa linda de Deus!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 17/12/2010 em 10:30 pm
    Permalink

    Caro Gagá, eu tenho o famoso Betrayal at Krondor, é mesmo um jogo fantástico, veio de brinde de alguma revista de jogos fazendo aniversário. Só procurar aqui hehe!

    Sobre o RoTT, é mesmo um clássico, já joguei e gostei, tem um outro do tipo doom-rpg, chamado Strife, um jogo que muda as ações conforme suas escolhas. Você ficará louco ao jogar! 🙂

    Aproveito para agradecer pela dica do Tyrian 2000, já me cadastrei e ganhei de brinde! 🙂

    PS: Capaz de eu comprar esse pacote da série Broken Sword, pois gostei muito do primeiro jogo da série do Nintendo DS em português! 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 20/12/2010 em 11:39 am
    Permalink

    Fala Gagá. Só jogão na sua lista. Under a Killing Moon eu tenho e recomendo. Pra mim, é o melhor da série! Rise of the Triade também é um jogão e fez minha alegria ao lado de Doom, Hereitc, Hexen, entre outros.
    O mesmo vale para os Master of Orion, mesmo sendo bem difícil, pois tem muita informação pra assimilar antes de se bolar uma estratégia. Bons negócios!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 21/03/2018 em 8:36 pm
    Permalink

    I’m impressed, I have to admit. Genuinely rarely should i encounter a weblog that’s both educative and entertaining, and let me tell you, you may have hit the nail about the head. Your idea is outstanding; the problem is an element that insufficient persons are speaking intelligently about. I am delighted we came across this during my look for something with this.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *