banner-psg1

Finalmente conseguimos o prisma com o sagrado dragão do gelo, mas meu amigo, deu um trabalho… eu roubei TANTO usando save states para vencer o sujeito que fiquei até com medo da polícia bater aqui em casa e me levar em cana.

E olha que eu me preparei bem para a luta: avancei uma pregada de níveis nas redondezas de Aukbar, onde os inimigos são bem fortes e dão bastante experiência. Comprei todos os melhores equipamentos de Aukbar e de Skure. Entupi meu grupo de trimates. Mas pelo visto não era o bastante eu eu tive que trapacear um bocado para vencer o dragão. Eu definitivamente preciso ganhar mais níveis.

psg1-20100619-191140

Que isso, a Alis falando palavrão? Parece que sim, ela solta essa frase aí depois do Odin e do Myau dizerem algo realmente idiota.

Mas vamos ao que interessa: comprei o cavador de gelo em Aukbar, saí da cidade e segui para o necrotério Guaron. Se você der uma espiada neste mapa, é uma torre que tem lá no alto, um pouco antes do meio do mapa (ligeiramente à esquerda a partir do centro). No jogo original, o labirinto abrigava a armadura de lacônia, e aqui também. Só que além da armadura você vai ter que encontrar a chave da caverna do prisma. Onde ela está?

No início do labirinto você vai encontrar um dezoriano feioso. Se você conversou com o chefe de Aukbar, o verdão vai deixar você passar sem problemas. Abra o mapa do labirinto (é o quarto labirinto da página). Siga até a armadura. Depois de pegá-la, suba e entre pelo beco sem saída à direita — no remake ele não é sem saída, e você vai achar uma escada. Desça por ela e siga reto para encontrar a chave.

Moleza, né? Então vamos enfrentar o sagrado dragão branco do gelo, que guarda o prisma… agora é que o bicho vai pegar. Saia do necrotério, entre no cavador de gelo e rume para a caverna a sudoeste, numa região coberta por blocos de gelo gigantes. Aliás, bacana o efeito do cavador de gelo derrubando os blocos de gelo. Viu a caverninha? Reza e entra, meu amigo.

psg1-20100619-191545

No mesmo link que eu passei aí em cima você vai achar esse labirinto, que é bem simples. No jogo original,havia um Titan guardando o prisma, mas aqui você vai encontrar mesmo é o dragão do gelo. Dor de cabeça total o sujeito.

O melhor conselho que eu posso te dar é: erga uma parede física e depois uma parede mágica com Myau, e trate de manter as duas funcionando a batalha inteira. O dragão é ridiculamente forte, e sem as paredes você vai virar pó rapidinho. Noah deve atacar com Gi-Flare (ギフレエリ), que dá melhores resultados contra o bichano. A Alis aqui mostrou ter um sério problema de vista, errando vários golpes. Como mesmo equipada com a espada laconiana ela tirava só uns vinte e poucos HPs do bicho, preferi usar a magia Flare (フレエリ) dela, que tira só um pouquinho mais de energia mas tem garantia de acertar em todos os turnos. Odin, obviamente, fica no ataque.

psg1-20100619-192507

O lance é que o bicho é muito resistente. A luta vai durar séculos (ao menos se você estiver no nível em que eu estava), então você vai ter que poupar ao máximo a magia do Noah para a parte ofensiva. Espero que você esteja entupido de trimates. Mande um Gi-Flare atrás do outro com o feiticeiro, até o MP dele acabar. Quando isso acontecer, você pode passar a usá-lo como curandeiro individual, graças à propriedade Do-Heal do cajado que compramos em Aukbar (é só usar o cajado em batalha e escolher quem vai ser restaurado).

O dragão tem um ataque físico individual fortíssimo (pode tirar uns 300 HPs, ou apenas 100 HPs se a parede de Myau estiver ativa). A magia de gelo atinge todo o grupo, e pode congelar/paralisar os heróis — se isso acontecer, use a magia de cura (キュアラ) da Alis ou do Myau. Pelo que eu percebi, a parede mágica do Myau não só diminui o dano como impede a paralisia dos personagens, mas pode ter sido apenas sorte minha.

No fim do combate eu já não tinha mais trimate, nem magia, nem porcaria nenhuma. Comecei a apelar com save states, usando o cajado do Noah no Odin e dando load até o dragão atacar o Odin apenas, já que ele é mais resistente. Resultado? Veja a foto mostrando o meu estado quando a batalha acabou:

psg1-20100620-095317

Agora imagine só voltar com o Odin nesse estado, sem itens de cura, até Aukbar 🙂

Semana que vem tem mais, se o Odin não cair duro pelo caminho!

Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 21/06/2010

58 ideias sobre “Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 21/06/2010

  • 27/06/2010 em 10:42 pm
    Permalink

    É isso aí. fds acabou, lvl42, medusa derrotada, peguei os itens que o AlexQuidi disse, cheguei a Aukbar e estou juntando level e grana para o cavador de gelo. Estou à pouco mais de um post de atraso, amanhã provavelmente dois 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/07/2010 em 12:05 pm
    Permalink

    Evolução no fds:

    – Comprei o cavador de gelo, e fui até Guaron. Lembro os colegas que antes de chegar na porta com o baú com a armadura de Laconian, tem uma armadilha. A magia do Myau (TRAP) é a 3a. na lista de magias que podem ser acessadas fora de combate (isso por volta do lvl44, 45.. trata-se da magia que consome 2 pontos de magia. Ela vai habilitar um ponteirinho verde (Como uma mira) aí você automaticamente pode passar pela porta sem cair na armadilha.

    Peguei a chave e puxei o carro.. estou em lvl46, muito fraco ainda. Ainda falta o dragão e a Torre Corona..

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 28/08/2010 em 9:06 pm
    Permalink

    Sinceramente, não sei como você conseguiu derrotar o dragão em lvl 46. Eu tentei também, fui dizimado. Tentei novamente aos 48, apelando pros cristais.. também tomei uma surra!

    Só foi possível derrotá-lo no lvl 51, sigando suas dicas à risca e também apelando pros cristais.. usava Fire+Heal, usando aquela magia de Firewall (que tirava 600 do bicho) até quebrá-los. Deu pra usar umas 3 ou 4 vezes, isso considerando que equipei a Alis e o Odin os 2 cristais cada.

    Ainda falta ir pra torre corona.. e também pegar o escudo de laconian, mas não sei bem em qual caverna está..

    Mas valeu a pena, derrotei o dragão com todo mundo vivo!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 29/08/2010 em 6:24 pm
    Permalink

    Huum! é verdade.. vi num post seu. Mas como o dragão era vulnerável ao fogo, e o heal parecia uma boa idéia (armas com bônus de heal.. o que eventualmente funcionou com o Odin,até provavelmente ter se quebrado)..

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *