Com vocês, a última edição do diário de Ultima! Até que o jogo é curtinho…

Ontem eu virei um ás do espaço. Agora que tenho essa marra toda, posso salvar a princesa e exigir a minha recompensa. Vamos ver…

** mata bobo da corte, dá olé nos guardas, abre a cela da princ…**

Hein? Como assim “chave errada”? Bobo da corte filho da…

De novo.

** mata bobo da corte, dá olé nos guardas, abre a cela da princesa, foge **

Ah, agora deu certo!

ultima1-20090904-101120Legal! A princesa disse que estou pronto para viajar no tempo, e que a máquina está a noroeste. Vamos lá…

Ah, achei! Quero dizer, deve ser isto aqui:

ultima1-20090904-101728

Oba! Vamos lá, entrando na máquina do tempo:

ultima1-maquina_do_tempo

Resumindo a pendenga: a máquina tem entradas para as quatro joias. Eu insiro as joias, aperto o botão e ZÁZ! Sou transportado para o passado, indo parar bem no covil do Mondain… hora da batalha final!

ultima1-20090904-101847

Cheguei bem na hora em que o cara estava criando a joia que vai torná-lo invencível! Com magia não é muito difícil descer a lenha nele. O problema é que tem uma hora em que ele vira um pássaro, e além de fugir que nem louco parece que o cara não morre nunca! E nesse meio tempo…

ultima1-20090904-103922
Nãaaao! O Universo está perdido! E a culpa é minha!

Vamos de novo… pombas, esse cara não morre nunca!

… peraí, não morre nunca?

Ah, tá… depois que o cara vira o pássaro imortal, a gente tem que pegar (“G”, de GET) a joia dele.

AAAAH! FIQUEI CEGO!!! É O FIM DO GAGÁ GAMES!
AAAAH! FIQUEI CEGO!!! É O FIM DO GAGÁ GAMES!

A gente perde a energia quase toda no processo, mas tudo bem… o importante é que o mago é derrotado e a gente curte um final com quinze minutos de CG e trilha orquestrada…

Bom, o que vocês esperavam? Taí o final do jogo:

O espetacular encerramento de Ultima I.
O espetacular encerramento de Ultima I.

O Mondain dançou, mil anos se passam num piscar de olhos e a gente acorda em Sosaria, com um monte de gente em volta e Lord British nos agradecendo por ter salvado todo mundo. Ele diz que todo o reino está à minha disposição, ou seja: SORVETE DE CREME DE GRAÇA ATÉ O FIM DOS MEUS DIAS!

É isso aí, molecada, aqui encerramos mais um diário de bordo. Esse até que foi rápido, hein? Muito obrigado a todos por me acompanharem nesta aventura! Gostei muito do Ultima I. Além do jogo ser muito interessante, ele é parte essencial da história dos RPGs.

E o próximo diário de bordo, qual será? Aguardem…

Diário de bordo: Ultima I, 30/09/2009
Tagged on:                 

18 thoughts on “Diário de bordo: Ultima I, 30/09/2009

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *