… uau!

oldgamer2-capa

YESSSSSSS BABY! Uma motherfuckingbig reportagem sobre Phantasy Star I do Master System! Vinte e duas páginas profundas esmiuçando o clássico RPG , com direito a mapas dos planetas redesenhados pela talentosa equipe artística da Editora Europa e até declarações inéditas do co-fundador da Tectoy, Stefano Arnhold, sobre o lançamento do jogo no Brasil! Tem ainda uma entrevista com Rieko Kodama, a “mãe” de Phantasy Star. Para completar, a reportagem é de autoria de um talentoso sujeito que se intitula ‘Orakio “O Gagá” Rob’. Conhecem esse camarada? Agora que escrevi essa matéria gigantesca, já posso tocar adiante meu projeto de me tornar presidente da Editora Europa. Fiquem espertos, a distribuição de bonés, buttons e santinhos da minha campanha começará na segunda-feira!

Sendo assim, posso garantir que pelo menos as 22 (VINTE E DUAS!) páginas dessa matéria prestam (e muito!) e já valem o seu suado dinheirinho. Mas não só de Phantasy Star vive a Old #2, que também traz outra baita reportagem sobre o MSX, contando a curiosíssima história da plataforma no Brasil. Ia ter a minha cobertura do MSXRio 2009 também, mas tiveram que cortar por falta de espaço. Assim que eu virar presidente, demito o cara que fez isso 🙂

Clique para ver maior... mas cuidado que o dragão dá medo!
Clique para ver maior... mas cuidado que o dragão dá medo!

Como vocês podem ver na capa, esta edição traz ainda um museu com games da Konami, uma reportagem sobre Maniac Mansion e Day of the Tentacle (que na minha humilde opinião é o melhor adventure de todos os tempos e ai de quem discordar!), entrevista com Jordan Mechner (o “dono” de Prince of Persia) e muito mais. Uma sugestão: essa foto aí da “Enciclopédia da Dor” no canto direito merece a capa da próxima edição 🙂

A revista será lançada em novembro, e na segundona, dia 26 de outubro, começa a pré-venda no site da Europa. Lembrem-se de que a revista só chega às bancas do Rio e de São Paulo, a turma dos outros estados precisa comprar pelo site da editora. Aproveito a deixa para agradecer ao meu camarada Yoz, que capturou todos os sprites usados na matéria, inclusive na capa — tá podendo, hein, Yoz? Na próxima edição vai sair uma errata bonita creditando o seu trabalho, pode deixar…

That’s all, folks!

UPDATE: fotos em resolução maior, agora dá para ler o início da matéria na foto aí de cima. O anúncio no GameBlog da Europa mostra um pouquinho da matéria sobre o MSX e da entrevista com Jordan Mechner.

E COMPRE AQUI!

E a capa da Old!Gamer #2 é…
Tagged on:     

42 thoughts on “E a capa da Old!Gamer #2 é…

  • Pingback: Tweets that mention Gagá Games » E a capa da Old!Gamer #2 é… -- Topsy.com

  • Pingback: Blog de Algol » Capa da Old!Gamer #2 é PHANTASY STAR!

  • 23/10/2009 at 11:57 am
    Permalink

    Vem cá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Essa é a grande surpresa que você prometeu outrora!?!?!?!?!?!
    PQP!!!!!!!!!!!!!!!!
    Eu nunca iria imaginar que era algo num nível tão grande assim. E pensar que eu acabei contribuindo com uma pequena parte… Hehehehehehe
    Valeu! Isso sim é revista para se comprar, mostrar pros netos e guardar pro resto da vida, e com certeza você, dos fans que eu conheço da série, é o maior especialista no assunto.
    Eu não conseguiria imaginar uma matéria dessas escritas por mãos melhores do que as suas. Meus sinceros parabéns e agradecimentos pelo presentão à comunidade Retro Phantasy Star.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 12:56 pm
    Permalink

    Nossa, nem sabia que existia esta revista. Confesso que estou curioso e a comprarei. Estará disponível numa banca próxima da minha casa em Curitiba?

    Nunca joguei Phantasy Star, mas já está na fila. Tenho que terminar o Mario & Luigi Superstar Saga antes.

    Gagá, fiz um review do Zelda Minish Cap, tá certo que não é tão coroa assim, mas já tem alguns pés de galinha. Poderia mandar o review prá vc dar uma olhada?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 1:31 pm
    Permalink

    Quando vi que a capa da próxima OLD!Gamer seria com o clássico Phantasy Star já abri aqui um sorriso de orelha a orelha. Ao ver que serão 22 páginas dedicadas a este game que marcou minha infância e adolescência, já estava soltando foguetes de alegria! E depois ao ver que o autor é o nosso camarada Orakio… aí tive que segurar aqui a emoção… é muito bacana mesmo ver o reconhecimento de uma editora para com este cara que realmente AMA Phantasy Star e sabe tudo sobre a série!

    Acompanho o trabalho do Roberto bem antes de ser um colaborador aqui no Gagá Games, desde os tempos remotos do início da Gazeta de Algol, e é verdadeiramente uma satisfação imensa, ver uma matéria de capa de sua autoria, em uma revista da qualidade da OLD!Gamer! Parabéns Orakio!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 3:01 pm
    Permalink

    Eu já adorei a OLD!Gamer #1, agora então… =D
    Phantasy Star foi, como da maioria acredito, meu primeiro RPG… E o primeiro game que eu sozinho com meus 11 ou 12 anos fiz meu primeiro detonado… =D
    Muitas lembranças boas!
    Parabéns Orakio por nos brindar com essas 22 páginas que já to doido pra ler!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 3:15 pm
    Permalink

    Valeu a força, rapaziada! Prometo que vão gostar muito do conteúdo!

    @Eric
    Quem sabe numa edição futura…

    @Nuke
    Garanto que vai ser dinheiro muito bem gasto!

    @J.F. Souza
    Valeu, Yoz, e obrigado pelos sprites!

    @Sandro
    Só no Rio e em São Paulo, mas dá para comprar online pelo site da Editora Europa a partir de segunda-feira. E parece que a número um agora tem um desconto maroto, dá uma conferida.

    Ah, o Minish Cap é muito recente mesmo… eu comecei falando em GameBoy Advance aqui no blog, mas depois mudei de ideia… quem sabe daqui a uns cinco anos? 🙂

    @André “Caduco” Breder
    Valeu pelas palavras, André! Fiquei muito feliz quando me convidaram para fazer a matéria. Eu amo Phantasy Star perdidamente, e foi um prazer enorme preparar esse material. Garanto que vai ser a melhor reportagem sobre Phantasy Star que você vai ler na vida! E quem sabe se um dia não te chamam para uma big reportagem sobre Castlevania?

    @Julio
    Aposto cinquenta pratas que depois de ler a reportagem você vai querer ir jogar correndo. Depois você conta aí.

    @Alberwood
    Meu primeiro RPG foi Zelda de NES, mas Phantasy Star I foi uma epifania na minha vida. Depois dele, tudo mudou, pirei com esse negócio de videogame.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 3:17 pm
    Permalink

    Tudo muito legal.

    Mas a questão da distribuição permanece, infelizmente.

    Na compra online, se fizerem algum desconto na pré-venda ou diminuirem o valor do frete, será uma aquisição certa.

    Enquanto isso, nem a primeira eu comprei ainda.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 3:39 pm
    Permalink

    Caralho manowwww…. Parabéns mesmo! \o/

    Apesar de não ser muito fã de RPG’s, irei ler a matéria inteira! Muito foda!

    E concordo com o Gamer, infelizmente, a questão da distribuição parece ser o calcanhar de Aquiles da revista. Pena ficar só no Rio e SP! Eu sou de SP, mas sinto pelos outros…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 4:48 pm
    Permalink

    Orakio Rob, “O Gagá” :

    @André “Caduco” Breder
    E quem sabe se um dia não te chamam para uma big reportagem sobre Castlevania?

    Seria uma honra para mim poder participar da revista, mas por ora meu dou por satisfeito em poder ser um colaborador do Gagá Games. 🙂

    Gamer :

    Tudo muito legal.

    Mas a questão da distribuição permanece, infelizmente.

    Na compra online, se fizerem algum desconto na pré-venda ou diminuirem o valor do frete, será uma aquisição certa.

    Enquanto isso, nem a primeira eu comprei ainda.

    Como eu sou do interior, onde muitas revistas quando chegam, já chegam atrasadas, e como eu também já estou habituado em comprar pela net mesmo o que eu não encontro por aqui na roça onde vivo (como CDs, DVDs, Livros,etc), eu não vejo problema algum em ter que comprar a OLD!Gamer pelo site da editora.

    Mas claro, concordo que seria bem melhor se a revista tivesse uma distribuição nacional… o lance é apoiar a revista, comprando as edições mesmo que via net, para que a editora veja que ela dá lucro e passe a distribuí-la de forma nacional. O público retrogamer tem que mostrar que exite em número suficiente para que uma revista dos moldes da OLD!Gamer possa existir no mercado, e não ficar só reclamando de braços cruzados.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 4:57 pm
    Permalink

    @André “Caduco” Breder
    É, turma, certamente a revista não é distribuída porque a editora está sentindo o terreno, já que a Old! é totalmente pioneira com esse público. Ninguém deve saber ao certo o que esperar das vendas, e já é um milagre que a revista tenha sido publicada. O negócio é a turma apoiar o máximo que puder para que a distribuição seja ampliada no futuro.

    Sei que nem todos podem comprar pela internet. Sei também que o frete é meio salgado. Entendo quem não compre por um desses motivos. Só acho bobeira o sujeito não comprar porque ache falta de respeito a editora não lançar na cidade dele… pode apostar que a editora não acha nem um pouco divertido ver gente fula da vida porque a revista não pinta nas bancas locais. Se pudessem fazer isso sem medo, tenho certeza que publicariam até na Guatemala. Eles só estão sendo cuidadosos, porque do jeito que nosso país funciona, fazer as coisas não empolgação sem tomar as devidas precauções pode custar a vida de uma empresa.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • Pingback: Gagá Games » Old!Gamer #2: começou a pré-venda

  • 23/10/2009 at 7:08 pm
    Permalink

    Parabéns mesmo!
    Assim qu comecei a ler a matéria e vi que era de PS, fiquei pensando, será que aceitaram alguma sugestão do Okario? Ele gosta muito de PS e não esconde isso de ninguém…
    E que surpresa saber que foi você que escreveu a matéria! Estou ansioso para ler na minha cópia da Old!Gamer.

    Abs

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/10/2009 at 11:51 pm
    Permalink

    @Orakio Rob, “O Gagá”
    Não compro porque é um preço caro para uma revista, seja ela “pioneira” ou não. Ponto final.

    O frete é meio caro? Culpem dos correios.
    Então que a Editora Europa utilize outro serviço para poder atender melhor seus clientes.
    Como é que o Submarino está fazendo fretes de R$ 2 e R$ 3 para livros, cds, dvds?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/10/2009 at 6:51 am
    Permalink

    Gamer :

    @Orakio Rob, “O Gagá”
    Não compro porque é um preço caro para uma revista, seja ela “pioneira” ou não. Ponto final.

    O lance da revista ser “cara” depende da opinião e do nível financeiro de cada um, e também tem a questão do valor daquilo que você está comprando.

    Eu por exemplo, mesmo sendo pobre, acho a revista tão bacana que não acho “caro” ter que desembolsar 17 reais para comprá-la via net. Mas é lógico que ninguém é obrigado a pensar e agir como eu… cada um tem o direito de comprar ou não a revista, de usar seu dinheiro da maneira que achar melhor, ainda mais que dinheiro não cai do céu.

    Mas eu, como um retrogamer asssumido, confesso que pagaria até mais caro por uma revista deste tipo, pois gostei realmente do que foi exposto nela. Se tivesse um inglês melhor, como o Orakio, eu até encomendaria aquela Retro Gamer com a matéria sobre a série Final Fantasy que saiu faz pouco tempo. Quem sabe ainda entro em curso intensivo de inglês…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/10/2009 at 5:02 pm
    Permalink

    Relato do GB!
    O que posso esperar de uma revista que veio (apesar das incertezas iniciais de se conseguir uma editora) pra ficar e registrar os melhores momentos da ERA dos Videogames? Com a estréia sobre MJ / Moonwalker, entrevistas com David Crane e Segata Sanshiro, a Atari do Atari (e ainda estou lendo a revista)!!

    E agora a Edição número 2, vem com este MEGA-PRESENTE (SIM, COM LETRAS MAIÚSCULAS), com um dos jogos mais amados do PLANETA, onde a TECTOY esbravejou na tradução em Português, sendo a pioneira no Mercado Brasileiro em prezar a qualidade da tradução para os amantes dos games, a entrevista com RIEKO KODAMA (A CRIADORA DO JOGO) e mais ainda o que Stephano Arnhold irá dizer, MAPAS e tudo em 22 páginas e ainda assinado pela AUTORIDADE no ASSUNTO, nosso GRÃO-MESTRE REI ORÁKIO, O GAGÁ APOSENTADO!

    E a história do MSX, com o pinguim Pentarou, além dos clássicos da LucasArt (DoTT e MM), sem contar com a entrevista do REI Jordan Mechner, também o autor do clássico KARATEKA (do TK-3000 e outros sistemas) e Prince of Persia !

    PS: O que o GAGÁ FAZ SENTADO NA CADEIRA DE BALANÇO DA LETRA L DO TÍTULO DA REVISTA?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/10/2009 at 5:41 pm
    Permalink

    Tomara que está tenha muito sucesso porque consumidores existe muito, sou um deles. É raro achar uma revista de qualidade de jogos hoje em dia, e a sendo específica da nossa época é nostalgia pura, parabéns.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/10/2009 at 6:25 pm
    Permalink

    Como alguien ya posteó en español lo haré yo también… Hace un mes más o menos terminé Phantasy Star (y el Gaiden también) con un emulador de SMS/GG para el DS. Me gustó muchísimo. Los gráficos que tiene son bastante buenos y pasarse todos esos laberintos o torres es una gozadera. Aunque, en varias ocasiones, tuve que recurrir a una guía que está en RPG Classics. Imagínense, llegué al final de la torre en donde se convierte Myau sin el item necesario para que le salieran alas.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 30/10/2009 at 6:48 pm
    Permalink

    @Ragnatic
    “Imagínense, llegué al final de la torre en donde se convierte Myau sin el item necesario para que le salieran alas.”

    🙂

    É muito, muito difícil chegar ao fim de Phantasy Star I sem um bom guia. Os labirintos são muito complicados, e às vezes a gente fica perdido, sem saber para onde ir. Pelo menos hoje em dia temos a internet, naqueles tempos a gente tinha que se virar sem mapa…

    Que bom que você gostou. Phantasy Star é um jogo muito divertido até hoje. O Phantasy Star II é meu favorito, mas é extremamente difícil (ainda mais difícil do que o primeiro). Se quiser jogar mais algum da série, eu recomendo o Phantasy Star IV. É divertido, os gráficos e músicas são excelentes e a dificuldade bem balanceada. É certamente o jogo mais bem acabado da série.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • Pingback: Gagá Games » Old!Gamer com frete “di grátis” :)

  • 31/10/2009 at 11:34 am
    Permalink

    @Orakio Rob, “O Gagá”

    No sé si estoy haciendo bien mencionando la palabra “emuladores” pero es que es que es la forma más fácil para jugar estos juegos. Y a veces hasta mejor porque a veces hay retraducciones mas fieles al guión japonés, como es el caso de Phantasy Star http://www.smspower.org/translations/phantasystar-en/ y Phantasy Star II http://www.romhacking.net/trans/72/, y traducciones al inglés de juegos como Phantasy Star Adventure o Gaiden.

    Habiendo escrito eso, si jugué hace tiempo Phantasy Star IV (en emulador). No lo terminé pero pienso comenzarlo otra vez. Las escenas tipo manga son vistosas y las animaciones de los enemigos muy logradas. La música me gustó por igual y recuerdo especialmente la de las peleas con el Landmaster.

    En cuestión de Rpgs ahorita estoy jugando The Dark Spire (esa oferta de 5 dólares es irresistible), juego inspirado por Wizardry y por ende, en la parte de exploración de laberintos, parecida a la saga PS.

    Que bien que nos podamos entender en nuestros diferentes pero similares lenguajes. Un saludo y buen blog.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/06/2010 at 7:35 pm
    Permalink

    Parabéns pela revista. Sempre aguardei uma publicação (e de preferência brasileira) que tratasse dos jogos antigos. Hoje com 30 anos, comecei a jogar quando tinha 9. Lembro até hoje o furor das pessoas que queriam muito comprar um Mega Drive no Natal de 1992. Era só a demo do Altered Beast rodar nas lojas da Fotomania (sou do Rio de Janeiro) para as crianças enlouquecerem. E eu inclusive ! Já pedi todas as três edições a Editora Europa. De estar chegando por esses dias. Se aceitarem sujestões para os próximos reviews eu sugiro: Snatcher, Road Avenger, Ecco the Dolphin CD (Mega CD), Uma mega reportagem sobre o SONIC (incluindo o Sonic CD além dos lançamentos para o Genesis), Silver Shark, Super Mario World, Night Trap, Batman (Mega CD), Uma mega reportagem sobre o fenômeno de Quake ou até mesmo algo mais englobado que falasse também sobre a Id Software, Unreal Tournament (o primeiro), Super Pitfall (NES), Uma mega reportagem sobre Mega MAN (NES e SNES) e Jurassic Park (Mega CD). Abraços !

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *