(continuação da minha saga para zerar Tales of Phantasia. Clique em “Tales of Phantasia” no menu do blog para ler os episódios anteriores)

Muitas emoções hoje, em Tales of Phantasia!

É aqui, Undine, manda bala!

A turma dá um pulinho em Venezzia, onde um navio nos leva até o local em que a cidade de Thor deve estar. Klarth invoca Undine, que envolve o grupo em uma bolha de ar e nos leva até o fundo do oceano, onde encontramos a cidade submersa de Thor!

O curioso é que a cidade, embora deserta, é repleta de alta tecnologia. Rodamos um pouco pelo lugar, pegamos um item aqui, outro ali, Arche consegue a magia God Breath e… tá-dá! O super computador OZ!

Oz bate um papo com o grupo, restaura a turma toda e ainda se oferece para nos dar uma carona 100 anos no futuro, até o mausoléu ao sul de Totus. E o Oz leva a gente diretinho, e bem antes de inventarem o GPS!!!

Uau! Que baita computador! Será que roda uns emuladores de Playstation 3?

A turma volta (avança?) para o momento crucial em que Dhaos vai dar cabo de Tornix. A briga com Dhaos é boa, mas tem um truque. Se o Dhaos atacar pode matar o grupo todo. Os ataques de Cless mal fazem cócegas em Dhaos, o lance são as magias de Klarth e Arche. Ou seja: Mint solta um Haste para o Cless atacar mais rápido. Assim, o Cless fica atacando o Dhaos direto, que se defende (ou seja, não ataca). Enquanto isso as magias dão cabo dele. Perfeito.

Quando Dhaos é derrotado começa um baita terremoto, e cai um tremendo pedaço do teto em cima do Dhaos, APARENTEMENTE transformado o cara em pizza. O grupo foge da caverna, mas foi por pouco.

Oi, sou o Harrison. Vocês são John, Paul e Ringo?

Reunidos na cidade, os heróis começam com as despedidas, pois Klarth e Arche vão voltar à sua era. No meio da choradeira começa uma chuva de meteoros bizarra. Segundos depois, um homem surge: é Harrison, vindo de Alvanista, 50 anos no futuro. Harrison, Morrison… referências a grupos de rock dos anos 60/70?

Harrison avisa que Dhaos não morreu e está aprontando no futuro, e mandou a chuva de meteoros para tentar deter Cless, temendo que Alvanista fosse buscá-los. Bom, nós sobrevivemos, e vamos com Harrisson para o futuro. Desta vez, Chester, o toupeira de Totus (lembram dele?), nos acompanha. Se ele lutar tão bem quanto cava…

E assim o grupo viaja para a Totus do futuro. E amanhã tem mais!

Tales of Phantasia: diário de bordo, 02/10/2008
Tagged on:                     

2 thoughts on “Tales of Phantasia: diário de bordo, 02/10/2008

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *