Imaginem uma dungeon onde várias placas tentam pregar peças com dicas falsas, um labirinto enorme cheio de indas e vindas e até mesmo um clone de Nigel andando pelo cenário tentando te confundir (que com certeza deve ser o inimigo disfarçado)…. Essa é a Torre de Mir, a dungeon que enfrentei. Não vou relatar o passo a passo da torre (até porque isso é um Diário e não detonado), mas fiquem sabendo que dá um belo trabalho e uma enorme dor de cabeça.

Algumas partes requerem alguma habilidade nos saltos, juntando isso ao fato da perspectiva de lado do jogo, temos um inferno de repetição de cenários por causa de quedas indesejáveis. Quando encontrar o clone de Nigel, é preciso usar o item GARLIC (alho) para que ele vá embora e te deixe passar. No segundo encontro, ele revela uma passagem NO MEIO DA PAREDE, caminho único para avançar na dungeon. Como eu disse, até agora foi a dungeon mais sacana que enfrentei no jogo.

Após pegar a chave em uma série de salas com teleporte (ela fica na sala com a grade), basta subir as escadas e perseguir o clone de Nigel mais uma vez.

a passagem escondida na parede e o clone de Nigel

Após enfrentá-lo, é hora de encarar Mir. Ele tenta conversar na boa, mas Friday não cai na lábia do vilão e berra que Nigel veio até ali para destruí-lo…. Não é uma luta difícil, pelo menos não tão quanto a própria torre. Basta tentar cercar o danado e acertar uns 4 ou 5 ataques para ele desistir.

Agora acontece uma reviravolta na história: Mir não é o vilão. Após Nigel cobrar a jóia e que ele fique longe do povo de Mercator, Mir diz que ele não tem culpa de nada e que é DUKE o responsável por extorquir todo mundo de lá. Mir é irmão de Duke e, desde pequenos, Duke sonha em conquistar o continente e está se esforçando para tal ato. Isso talvez explique aquela cena estranha do músico perguntar pela princesa e ser escurraçado pra fora do castelo em seguida…

Mir diz que a jóia está no andar de baixo e que vai nos teleportar para fora da torre assim que a pegarmos. Peguei a Purple Jewel e saí correndo na direção de Mercator. Cheguei lá e já me receberam dizendo que o Duke queria conversar comigo. Cheguei correndo e um dos subordinados me levou até a sala do Duke. Após alguma conversa (e até um clima de intimidação), Duke resolveu chamar alguns amigos para compartilhar a emoção de ter conseguido a Purple Jewel. E adivinhem quem aparece…. ela mesma, a Kayla e seus comparsas.

Kayla começa um papo de estar feliz por dividir os tesouros do Rei Nole com Duke, mas eis que este armou uma armadilha e mandou o trio pros porões do castelo. Duke esbraveja:

– Dividir os tesouros? Jamais! Soldados, peguem a jóia do senhor Nigel!

Duke é mesmo um fanfarrão!

E me joga no mesmo poço onde Kayla e os outros caíram… Após destruir alguns inimigos, encontrei o trio cercado por um bloco de espinhos, pedindo ajuda. Como não tenho nada a ver com isso (e nem que eu queira, não tem como ajudá-los), segui meu caminho até conseguir subir mais um andar. No meio do caminho encontrei alguns outros prisioneiros de Duke, uma mulher e um homem que se dizia o bibliotecário do reino de Maple, presos injustamente. Subi mais alguns andares e, após destruir vários cavaleiros, achei Zak junto da princesa Lara.

Ao contrário do que imaginei, Zak não veio para resgatar Lara, mas sim para raptá-la. Nigel tentou persuadir o cara penoso, mas não teve jeito. Ao descer até a entrada do castelo, uma moradora pediu socorro, pois vários soldados invadiram o castelo e Arthur está lá dentro lutando sozinho. Fui até a sala de treinamento e conversei com Arthur. Ele me disse que Duke fugiu atrás das jóias do Rei Nole e que usou um navio que estava ancorado. Antes de partir, porém, ele destruiu o farol para que ninguém pudesse segui-lo. Arthur pede para que eu pegue a chave no andar de cima e siga para uma porta na lateral do castelo, à direita.

Zak fugindo com a princesa Lara e Arthur desesperado

Por sinal, a porta é a mesma de onde vi ele sair no capítulo passado. A porta, segundo Arthur, me leva à um dispositivo que revela a passagem para Green Maze. Lá encontrarei a Sun Stone, que poderá me ajudar a encontrar Duke através do farol em Ryuma. Acionei o botão lá dentro e um buraco do outro lado do riacho se abriu. Segui por lá e achei o rumo para Green Maze.

ahh Green Maze….

Semana que vem eu conto o que encontrei por lá!

Diário de Bordo: Landstalker, parte 8
Tags:             

7 ideias sobre “Diário de Bordo: Landstalker, parte 8

  • 07/11/2011 em 5:58 pm
    Permalink

    Nossa amigo Cosmão, que isso o.O ?? Rpg’s de Super Nintendo você não conhece bem ? Na minha opnião, no Super Nintendo é onde está os melhores RPG’s que se pode encontrar num 16bits !
    O diário está ótimo ! Qualquer dia encarro esse game !

    Cosmão :
    @Daniel Maciel
    Não conheço não, aliás, de RPGs de SNES eu conheço bem pouco, preciso jogar mais!
    @PH
    Achei foda o jeito que a história se desenrola, não tem demora no avanço.
    @leandro(leon belmont)alves
    Hehehehe, estou no aguardo!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 07/11/2011 em 6:58 pm
    Permalink

    here go again Cosmão.

    achei essa torre de Myr, tava indo tudo bem até achar o maldito clone do Nigel…o cara não me deixava passar, até sacar a parada do alho(essa é nova,não sabia que Garlic em inglês era alho. jurando que era o nome de um dos anões do senhor dos aneis…) e ele foi embora,na parte dos teletransporte, fui chutando mesmo até achar o caminho certo. seguindo o meu clone achei o Myr…

    pense num chefe cão de matar….e com duas ekeekes sobrando…..FFFUUUUUUUUUUUUU!!!

    foi bem dificil vence-lo mesmo com save states. depois de vence-lo, o Duke me deu uma baita surpresa. o bom que aquela loura que me persegue também se danou. uhauahauhauahuahauahauh!

    depois de passar do labirinto e chegar na parte de Zak e a princesa…

    a princesa é….uma comédia. assim que cheguei no local, no meio da conversa com o Zak, ela me solta essa pérola:

    Você veio me salvar certo? nossa, isso sempre foi o meu sonho. ser salva por um princípe. agora me salve desse lagarto feio e me salve.

    o Nigel Principe??????

    UAHUAHUHAHAUHAUHAUAHHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHAHUAHAUHAUAHUAHUAHAHUAHUAHAUHAUHAUHAUAHUAHHAUHAUAHUAHAUHAUHAUAHAUHAUHAUAHUAHAUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUAH!!!!!

    e ainda tem mais. quando vou atrás do do Zak para tirar satisfação, ele me ameaça se eu me aproximar ele vai mata-la. como o Nigel fica impotente ele a sequestra voando, e a princesa novamente solta outra pérola:

    Nossa! estou voando! vê? ESTOU VOANDO!! diga! você é licenciado pela AFA?

    BWA,HA,HA,HA,BWA,HA,HA,HA,HA,HA,HA,HA,HA,HA,HA,H,AHA,HA,HA,HA,HA,AH,HA,HA,HA,HA,HA,AHA,HA,HA,HA,HA,AHA,HA,HA,AHA,HAA,AHA,HA,AHA,AH,HAAAAAAA!!!

    não, para Lara! cê é comédia! tem que fazer stand up nas terras do Landstalker. uahauhauhauahauhauhauahuahuhaahhuau!

    ou ela tem um otimo senso de humor ou ela é a princesa mais tapada da história dos games. e olha que Zelda e Peach foram sequestrada várias vezes e não eram tão sábias para prevenirem seus sequestros.

    depois cai e uma mulher me pediu para salvar o preguiçoso do Arthur. e salvei o cara e parei na frente dessa nova dungeon ae.

    ansioso pelo próximo diario Cosmão. mas as “piadas” da princesa Lara são de matar. uhauahuahuahhauha!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *