bnn-lufia

Pegou o bonde andando? Clique aqui para ler todas as edições do Diário de Bordo de Lufia II!

A coisa pegou em Portravia! Agora que a galera tava prontinha pra ir atrás de Daos, o porto ficou cheio de monstros e não tem como sair navegando por ali. Mas um rastro de esperança surge! E é ele, o cara mais convecido do jogo, DEKAR, que voltou pra nos ajudar e me fez até rimar!!

A turma custa a acreditar, mas foi só ele soltar uma de suas pérolas que logo todo mundo reconheceu: era o Dekar mesmo. Dekar tomou conta dos monstros e nos ajudou a partir, desejando boa sorte contra Daos e seus lacaios. E lá vamos nós fechar esse jogo!!

No meio do caminho, os desgraçados ainda atiraram na nossa caravela, que por pouco não caiu antes de alcançar a nave sobre a ilha. Estando todos vivos, é hora de encarar a nave de Daos e ver do que é feito esse malandro!

mas que mira foi essa minha gente, quase um sniper

Mas que mira foi essa minha gente, quase um sniper!

Dentro da nave, achei de cara quatro itens Miracle no meio dos corredores. No corredor central, já me aparece Gades, que é derrotado com simples ataques físicos, tamanho o MEU PODER com a Dual Blade! Amon também cruzou meu caminho e virou fumaça. Nesse trajeto já achei mais quatro Miracles.

equipando a Dual Blade, matando os dois bundões e coletando Miracles por todo canto, essa dungeon final é um passei no parque...

Equipando a Dual Blade, matando os dois bundões e coletando Miracles por todo canto, essa dungeon final é um passeio no parque…

No terceiro corredor, surge a tal Erin. E a moça deu trabalho, minha gente! Ela tem um ataque que quase mata todo mundo instantâneamente, e outro deixa todo mundo praticamente aleijado. Finalmente achei utilidade pra tanto Miracle que andei encontrando.

afiando a Dual Blade nas coxas da Erin

Afiando a Dual Blade nas coxas da Erin

Demorou, mas destruí Erin, e que venha logo o dono do lugar PORQUE HOJE EU TÔ QUE TÔ!!!

CHEFE FINAL: DAOS

Daos não é perigoso, de forma alguma. Ele pode usar várias magias, várias técnicas de defesa e repelir magias, mas eu confesso: só usei ataques normais e fui curando a galera. Sério, cheguei no level 60 nele e o destruí MUITO facilmente. Nem precisei usar as técnicas especiais dos itens que peguei nas torres nem nada disso. Ninguém morreu em batalha, não usei NENHUM item Miracle, ou seja: esse Daos era um bostão, um chefe que só sabia falar mesmo, um boca grande.

esse é o tal do Daos, só tem tamanho

Esse é o tal do Daos, só tem tamanho

Num último esforço, após ser derrotado, Daos convoca os outros Sinistrals para uma última tentativa. Maxim e seus amigos conseguem repelir o ataque, mas Selan acaba sendo ferida gravemente quando é arremessada para longe. O local começa a ruir e Selan desmaia. Maxim pede a Guy e Artea que se teleportem dali o mais rápido possível, mas que ele iria ficar junto de Selan. Artea resiste à idéia, mas acaba cedendo. Maxim lamenta que ele e Selan talvez não possam ver a nova era de paz que vai se iniciar no planeta…

lufiaf3

Quando tudo parece terminado (e perdido), surge Daos novamente, dizendo que vai arremessar o que sobrou da ilha em Parcelyte como um último ataque. Que cara INSISTENTE! Nisso surge Iris, que Maxim reconhece como sendo Erin e tudo fica muito embolado.

Erin explica que a luta final foi como um julgamento para todos. Arek (acredito ser o superior de todos os Sinistrals) achava que a Dual Blade só iria se manifestar dentro de mil anos, mas ela começou a dar sinais muito antes. Então Erin foi enviada para guiar Maxim a conseguir a espada, mesmo que isso não faça o menor sentido. Maxim pelo visto não entendeu p#$%@ nenhuma e tratou de pedir ajuda à Erin para impedir Daos de jogar a ilha em Parcelyte. Erin se recusa, mas Maxim diz que, se não fosse por ela, ele não teria se metido nisso, muito menos enfrentado E derrotado os Sinistrals.

Eu já estava quase chamando Erin de Eris e Iris de Irin, quando Erin então diz que existem três jóias que mantém a ilha. Destruindo-as, Daos mais nada poderá fazer. Mas, para isso, seria necessário usar o que restou das forças de Maxim…

Então é me dado o controle sobre Maxim novamente. O labirinto pras três pedras é bem simples, bastou seguir os caminhos óbvios que logo as três estariam destruídas. Após tudo, Maxim se diz extremamente cansado, desejando finalmente descansar ao lado de sua amada, Selan.

lufiaf4

Maxim conseguiu desviar a ilha. Salvou Parcelyte. Salvou seu filho Jeros. E ainda destruiu os Sinistrals com a ajuda de sua esposa e de seus amigos. Maxim pra presidente!

No final, Maxim e Selan se transformam em duas estrelas e saem voando da ilha, passando por diversos locais e mostrando que o pessoal anda animado pra um reencontro, uma festa para reunir todos os amigos feitos durante a jornada. Nisso aparecem Artea, Guy, Dekar, Lexis e Tia, todos aguardando a volta de Maxim e Selan para comemorar a salvação do mundo, coisa que o jogo não mostra.

Interessante que, bem no finalzinho, aparece a frase: To be continued on Lufia I, o que me deixou com MUITA vontade de jogar Lufia I pra ver no que vai dar isso tudo. Será que Selan e Maxim sobrevivem? Será que voltam para seu filho, Jeros? Puxa vida, já não fazem RPGs bacanas assim como antigamente.

lufiaf5
Bom, e assim termina o quase eterno Diário de Bordo de Lufia II Rise of the Sinistrals. Eu espero que todos que acompanharam tenham gostado, peço desculpas pela demora nas postagens, por algum erro de interpretação da história ou tradução de alguma coisa errada. Não sou mestre em inglês como o Gagá, mas dá pra se virar hehe.

E essas são as minhas estatísticas no jogo, a terceira página de estatísticas mostra meu desempenho na Cave of Ancients, a tal caverna secreta de 99 andares. Como eu não participei dela, ficou tudo zerado

E essas são as minhas estatísticas no jogo. A terceira página de estatísticas mostra meu desempenho na Cave of Ancients, a tal caverna secreta de 99 andares. Como eu não participei dela, ficou tudo zerado.

Outro Diário de Bordo? Já estou pensando nisso, quem sabe muito em breve eu revele algo…

Diário de Bordo: Lufia II Rise of the Sinistrals, PARTE FINAL!
Tags:                         

9 ideias sobre “Diário de Bordo: Lufia II Rise of the Sinistrals, PARTE FINAL!

  • Pingback:Tweets that mention Gagá Games » Diário de Bordo: Lufia II Rise of the Sinistrals, PARTE FINAL! -- Topsy.com

  • 01/11/2010 em 1:16 pm
    Permalink

    Joguei Lufia 1 em 2001, vendo isso dá até vontade de jogar este jogo. Cheguei a jogar, mas em certo ponto(não faço idéia onde foi) fiquei preso, talvez um dia recomece a jogar Lufia 2, e, enfim, eu jogue até o final.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 03/11/2010 em 2:25 pm
    Permalink

    Grande Cosmão!

    Parabéns cara! Adorei seu diário; esse jogo é sensacional. Lembro que quando joguei, achei bem legal essas estatísticas ao final. Não vai encarar a caverna de 99 andares não? huahauhauhauha Eu consegui terminá-la uma vez, mas sem muito sucesso (peguei somente dois itens raros lá). É um desafio bem interessante; e demorado. hehehe

    Como você, fiquei bem curioso em experimentar Lufia 1. Mas… Não curti ele muito não. hehe Sei lá porque também. Quem sabe um dia eu tente de novo.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/11/2010 em 12:12 pm
    Permalink

    Eu fechei Lufia 2 e também me interessei em jogar Lufia 1 (zerei também). Mas só joguei o Lufia 1 para ver como terminava a história do 2, porque a jogabilidade é TERRÍVEL (lentidão ao caminhar no mapa e em dungeons e rapidez ao passear em cidades), gráficos fracos (observe a tela de batalha e as magias), alguns sons bem bizarros, labirintos mal-feitos e alguns cursos da história acontecem pra lá de esquisitos. Só pra se ter uma idéia, ao encontrar o Guy (bem velhinho, diga-se de passagem) a emoção é tão grande que ele morre. É isso mesmo. O Artea aparece envelhecido, cego de um olho e também não entra em ação. O jogo é cheio de esquisitices, principalmente nas batalhas com os Sinistrals, na busca da Dual Blade e na perseguição à Doom Island. Mas convenhamos também que o Lufia 1 foi lançado em 1993 e apenas 3 anos depois é que saiu o Lufia 2, onde a Taito realmente fez um bom trabalho.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 19/12/2012 em 11:32 am
    Permalink

    Grande jogo terminei ele no lv55 pelo emulador no celular. Mais fiquei triste ao depois q terminado o jogo a rom travou e nao puder jogar o new+. Baixei o lufia de gba tb mais esse ainda nao embalei. Otimo diario cosmao!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *