banner-psg1

Finalmente Luveno começa a construir a espaçonave do nosso grupo. Enquanto isso, Alis faz uma longa viagem até a caverna ao sul de Scion para conseguir o bumerangue do Myau e dá de cara na porta! E ainda tem uma foto de um esqueleto-vivo para você assustar sua afilhada e horrorizar sua sogra! Aventuras e trapalhadas na nova edição do nosso diário de bordo!

Bom, vocês devem se lembrar que na edição passada nós tiramos o dr. Luveno da cadeia, certo? Eu esqueci de mencionar, mas depois que o encontramos, os robotcops que guardam a prisão começam a atacar a gente no labirinto. É um detalhezinho, mas não deixa de ser interessante. E não deixe de pegar as quatro mil mesetas na última porta do corredor em que está Luveno. Há um grupo de esqueletos lá dentro: mate-os e vire para a direita para achar o baú.

psg1-20100321-082945

RPG sem um bom esqueleto-vivo não é RPG!

Nesse ponto eu achei que seria legal voltar a Palma e pegar o bumerangue de Myau, que no jogo original é guardado por um esqueleto na caverna ao sul de Scion. Andei pra caramba, e quando cheguei lá dei de cara na porta! Preciso ter uma chave especial para o labirinto. Raios, nem imagino onde esteja essa chave.

De volta a Gothic, fui até o laboratório de Luveno. Eu não coloquei uma foto do laboratório dele visto por fora na edição anterior, mas honestamente, não tem como errar 🙂 Luveno vai pedir a você que traga o assistente dele. O homem se chama Nazo, e está numa porta na única curva da passagem subterrânea que liga Gothic ao espaçoporto. Fale com o sujeito e ele vai se mostrar animadíssimo para retomar os trabalhos.

Adivinha onde fica o laboratório do Luveno?

Adivinha onde fica o laboratório do Luveno?

Volte para falar com Luveno, e ele vai cobrar uma insignificante taxa de 5000 mesetas (no original eram só 1200…), mas você deve ter essa grana, principalmente se tiver pego as quatro mil mesetas na prisão Triada. Pague. Entre e saia algumas vezes do laboratório de Luveno até que a fala dele mude, indicando que está tudo pronto. Quero dizer, QUASE: você vai precisar do robô Hapsby, feito de lacônia (o metal mais duro do mundo) pelo próprio dr. Luveno. Só Hapsby pode pilotar a espaçonave.

Luveno diz que os robotcops jogaram Hapsby no ferro-velho de Bortevo, uma vila decadente a noroeste. Saia de Gothic e rume para o sul sem entrar nas passagens na montanha, contornando o litoral. Continue seguindo pelo litoral para oeste e depois para o norte, até chegar a um lago de lava. Atravesse andando mesmo. Você vai perder energia enquanto anda, mas nada muito dramático. Do outro lado do lago temos uma caverna, mas não entre nela ainda: logo a oeste está a vila de Bortevo.

psg1-20100321-094140

Este é o lago de lava que nos separa de Bortevo. E eu só coloquei esta foto aqui porque estou adorando os gráficos do jogo.

Bortevo é um desastre, um verdadeiro lixão. Hapsby está no meio da sucata, mas o lixo é tanto que não há condições de salvar o bichinho. Você vai precisar buscar um líquido chamado polymeteral, que dissolve qualquer coisa, exceto lacônia. Sacaram a ideia? Vamos dissolver o lixo e só vai sobrar o Hapsby mesmo. Mas para saber disso tudo, você vai ter que conversar com duas pessoas: uma é Legs (レッグス), que vai dizer que Gerling talvez saiba de algo. Gerling (ガーリング) mora numa casinha ao lado da loja de itens de segunda mão. O sabe-tudo local vai contar que o polymeteral pode ser encontrado na vila de Albion (vai ser uma baita caminhada), e vai ter dar a chave para a caverna que fica logo ao lado de Bortevo.

Ah, tem um vendedor ambulante vendendo equipamentos no meio da rua, fale com ele e responda sim duas vezes para comprar seus itens. São eles:

ナイフ, Knife, Faca, 2670mesetas
アイアンアーマー, Iron Armor, Armadura de ferro, 1630 mesetas
プラズマバリア, Plasma Barrier, Barreira de plasma, 2200 mesetas
アイアンシールド, Iron Shield, Escudo de ferro, 2460 mesetas

Rapaz, a faca é mais cara do que a espada da Alis!

psg1-20100321-083713

Um dos robotcops que guardam a prisão Triada abre fogo contra o grupo. Bacana, hein?

O vendedor de itens de segunda mão vende o seguinte:

ペロリーメイト, Perolimate, Monomate, 50 mesetas
ルオギニン, Ruoginin, Dimate, 150 mesetas
トリメイト, Trimate, 300 mesetas
アンテイドート, Antidote, Antídoto, 30 mesetas
アンテイパラライズ, Anti Paralyze, Antiparalisia, 40 mesetas
アトラス, Atlas, Mapa, 150 mesetas
サーチライト, Flash, Lanterna, 80 mesetas

É interessante ver como no remake as peças vão se encaixando com mais naturalidade do que no jogo original, onde você por vezes podia ficar um pouco perdido. A turma que criou os diálogos do remake sabia o que estava fazendo, e batendo papo com as pessoas você dificilmente vai ficar sem saber para onde ir.

Semana que vem, vamos andar até Albion para conseguir logo esse polymeteral. Se cuida, Lassic!

Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 21/03/2010

16 ideias sobre “Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 21/03/2010

  • 22/03/2010 em 12:08 pm
    Permalink

    1st!

    Muito bom esse diário de bordo. Legal é que quase não tem spoiler, já que a história principal é toda embasada, obviamente, no primeiro Phantasy Star. Então quem já zerou o de master, como eu e muitos daqui imagino, acaba se atendo aos detalhes da versão nova. E, do jeito que você narra, Gagá, nada que comprometa a experiência a meu ver.

    Parabéns rapaz! Quase chegando na metade do jogo hein!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/03/2010 em 3:22 pm
    Permalink

    Muito legal mesmo esse diário de bordo. Já estou acompanhando faz uns 2 ou 3 capítulos… Ainda estou jogando o Phantasy Star 1 do Master System versão do GBA, a coletânea. Estou jogando usando o DS… rs Mas então, Orákio, alguma chance de sair uma versão traduzida por fãs? Como foi o caso do Shining Force 3 cenários 2 e 3?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/03/2010 em 12:41 am
    Permalink

    Falando em chaves, peguei o texto abaixo de um FAQ gringo.. ‘barutebo’ aparentemente é a chave da caverna perto de Bortevo. Tajima servirá para enfrentar o mestre de Noah/Lutz, então, vai nos servir adiante.. mas o que será uma “Palma Key”?

    ——————-

    Q4: How do I obtain the “Barutebo key”?
    A4: Talk to the person in the northeast most house after Luveno mentions
    Habsby.

    Q5: How do I obtain “Tajima’s Key”?
    A5: After obtaining the Mirror Shield, talk to the motavian in the southwest
    corner of Sopia. He will mention the key. Then, use the consult feature (L1
    button) and after a long conversation, Lutz will say thanks and you will
    automatically get the key.

    Q6: How do I obtain the “Palma Key”?
    A6: After defeating Tajima, using consult, Miau will mention “Garingu” in
    Barutebo. Go to the northeast house and talk to “Garingu”. He will mention
    that the key is in a tree within the town. Search the tree to the left of the
    southern entrance to Barutebo.
    **NOTE: Thanks to ill-intent for the information on where the Palma Key is
    located in Barutebo. 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/04/2010 em 9:09 am
    Permalink

    Estou jogando de novo pois aquela 1a. jogatina perdi .. o memory key deu zebra.

    Quando levei Luveno para o laboratório, trouxe o assistente e paguei os 5000, demorou HORRORES para a fala mudar e ele citar o robô Habsby (o que me deixou preocupado). Entretanto, da 1a. vez que joguei foi rápido – foram 3 entradas no laboratório e resolvido, como no jogo original.

    Desconfio que você precisa estar com os personagens em um LEVEL mínimo para que ele cite o Habsby e o jogo continue.. eu estava com os personagens MUITO fracos quando o resgatei pela 2a. vez, e evoluí uns 3 níveis antes que sua fala mudasse..

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/07/2011 em 4:21 pm
    Permalink

    @Henrique Poyatos
    Não acho que seja a questão do level. Eu salvei o Luveno com os personagens no level 25, e depois de levá-lo pro laboratório, fiquei matando robotocops até o level 29, e sempre recebendo a mesma resposta. Foi quando eu resolvi conversar de novo com todos na cidade – incluindo seu assistente – até que ele mudou a fala e finalmente citou o Hapsby pra eu continuar o jogo. Ou isso, ou deve ter algo a ver com entrar e sair da cidade, não só do laboratório.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *