banner-psg1

Mais uma edição do diário de bordo de Phantasy Star Generation:1! Desta vez, visitamos uma vila escondida, conseguimos uma chave e trazemos boas notícias sobre a tradução do jogo para o português!

Odin acaba de entrar no grupo. Ele indica o caminho para que o grupo encontre a bússola, e de posse dela podemos atravessar a floresta da confusão, chegando à vila de Eppi. É ali pertinho, a sudeste da caverna em que encontramos Odin. Aliás, a caverna foi uma dureza, porque o Myau começa muito fraco, sem armas ou armaduras! Todo mundo avança de nível bem rápido, mas a princípio é bom deixar o Myau defendendo e usar muito a magia FOGO da Alis, que só consome 1 MP e é bastante útil nesse começo de jogo.

Eppi é mais um local bem caracterizado no jogo, estou gostando bastante da parte gráfica:

ps1-07psg1-20100221-114021

Trata-se de uma pequena vila escondida e humilde, e os novos gráficos conseguem passar bem essa ideia.Vamos aos itens vendidos em Eppi?

Vamos aos itens?

2a Mão

ペロリーメイト Perolimate Monomate 50
ルオギニン Ruoginin Dimate 150
アンテイドート Antidote Antídoto 30
アンテイパラライズ Anti Paralyse Antiparalisia 40
エスケープクロース Escaper Manto 25
アトラス Atlas Mapa 150

Equipamentos

チタニウムソード Titanium Sword Espada de Titânio 1800
ヒートガン Heat Gun Pistola Quente 1540
フレーム Frame Armadura básica 860
バリア Barrier Barreira 1010
ボロンシールド Bronze Shield Escudo de Bronze 1860

A “Pistola Quente” eu mantive em homenagem à tradução original da Tectoy 🙂 Sugestões sobre a tradução dos itens? Poste aí nos comentários.

ps1-08psg1-20100221-115218

O ancião da vila é o sabe-tudo local. No jogo original ele não tem nome, mas aqui chama-se Hashin e é amigo de Odin e do governador de Motávia. Ele conta ao grupo onde está a chave que abre a porta da passagem subterrânea que leva ao governador, mas diz que é bom levar um doce para que ele nos receba. Que pilantra esse governador! Mas tudo bem, porque Hashin nos indica a caverna de Naula, ao norte, dizendo que há uma antiga loja que vende ótimas tortas por lá. Mas antes, ele avisa, temos que conversar com Amelie em Parolit. Vou ver isso amanhã, porque agora vou buscar a chave de Hashin (é, chamam de “chave de Hashin” no remake).

A chave está naquele labirinto dentro da cidade de Camineet. Moleza de achar, mas note que os itens deste labirinto estão invertidos em relação ao jogo original: para pegar a chave, vire à esquerda e abra a porta.

Agora, vamos às boas novas sobre a tradução do jogo. Um dos problemas mais chatos que tínhamos até agora era a largura das letras. Resumindo a coisa toda, éramos forçados a usar fontes largas para a tradução, e cabia muito pouco texto em cada linha. Isso porque os caracteres japoneses são largos, e não tínhamos como diminuir a largura dos caracteres ocidentais. Só que o Ignitz, romhacker que vai pegar TODAS depois que essa tradução for lançada e que já virou herói entre os “phanáticos”, me mandou imagens como esta no fim de semana:

psg1-letras_mais_finas

Sim, molecada, ele resolveu o problema das fontes! Agora cabem muito mais caracteres por linha!

A foto também ilustra bem o motivo d’eu estar revisando a tradução toda. O Jorge já traduziu o texto quase todo, só que eu estou “arredondando” a coisa para ficar mais “digerível”. Na foto acima, podemos notar que os japoneses adoram entupir o texto de pontos de exclamação!!!!!!! Mas quanta empolgação!!!! Parece que toda frase tem umas três ou quatro exclamações no final!!!! 🙂 Fora que eles usam muitas frases pequenas, que quebram o ritmo em português. Tipo, “Aguente firme!!! Nero!!!”, fica bem melhor em português em uma frase só: “Aguente firme, Nero!” Parece besteira? Isso porque vocês não viram a ENORME quantidade de frases picotadas nesse estilo. Fica um saco ler o texto desse jeito.

Semana que vem tem mais!

Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 22/02/2010

28 thoughts on “Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 22/02/2010

  • 22/02/2010 at 11:34 am
    Permalink

    Por mais que eu ache engraçado a Pistola Quente (será que ela já vem com um tubo de cola grátis :P) e que a tradução deveria seguir os nomes da Tectoy, neste caso eu acho que deveria ser mesmo Pistola de Calor ou, se for pra manter a coisa original, Pistola Q.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2010 at 12:47 pm
    Permalink

    Poxa… Eppi ficou muito foda!!! Realmente está um caco!!!

    E ver os textos traduzidos me dá uma alegria!!!!

    Ignitz, pode deixar, eu vou pagar gêmeas tailândesas massagistas especialmente pra te dar um trato depois do projeto ficar pronto! hehe… vc merece! Ah… e nada de Tailandesas pros casados! euheuheue

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2010 at 1:18 pm
    Permalink

    Apesar de alguns fãs mais puritstas discordarem a tradução deve seguir as regras daqui. Usar muitos sinais de exclamação é bom pra dar ênfase em alguns pontos, mas se usarmos o tempo todo fica meio ridículo.

    É mais ou menos como nas legendas de animes feitas por fãs, que seguem exatamente como se escreve por lá e fica um porre pra ler.

    Quanto ao remake eles conseguiram manter o clima do jogo original (que eu nem preciso dizer que é ótimo), mas com um visual bem melhor, ou seja, como todo bom remake deveria ser!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2010 at 2:33 pm
    Permalink

    Falando em tradução…

    Quando traduzi o Seasons of Sakura do Inglês para o Português, meu problema eram as vírgulas… Você, Gagá, que é tradutor, podia me explicar por que o inglês usa tanta vírgula?

    Aí eu não sei se o problema era que o jogo era uma tradução do japonês para o inglês… Sei que o certo seria pegar o original em japonês, como vocês estão fazendo… Mas sou um zero à esquerda neste idioma.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2010 at 3:58 pm
    Permalink

    Estou tendo esse memso tipo de problema nas minhas traduções pra fazer o Diário de Campanha de Chrono Trigger.

    Para se fazer traduções a pessoa deve conhecer muito bem o idioma original, mas deve conhecer ainda mais o português!

    Outro problema é que como o jogo foi lançado originalmente em japonês, existem alguns erros da própria Square.

    Um exemplo é quando Chrono entra no quarto do Chanceller no ano de 600 e a camareira diz que ele é um homem muito decente porque vai à Catedral todos os dias. Neste caso deveria-se usar a palavra “because”, mas usaram “why” que é usada para perguntas.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/02/2010 at 4:36 pm
    Permalink

    Oráculo :

    Para se fazer traduções a pessoa deve conhecer muito bem o idioma original, mas deve conhecer ainda mais o português!

    Exatamente. E é por isso que temos tantas traduções fracas de jogos para o português no cenário romhacker brasileiro.

    @GLStoque
    Quem sabe a gente não lança uma versão “purpurinada” do jogo no ano que vem? 🙂

    E olha que eu nem citei a famosa “pistola de agulhas” do jogo original… raios, como é que pode um cara macho-man como o Odin pensar em costura na hora das batalhas? 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 23/02/2010 at 10:35 am
    Permalink

    Esse remake ficou maravilhoso mesmo… To gostando muito das screens e to ficando cada vez mais com vontade de jogá-lo em português… =D

    Ah, eu concordo com o maxi2099, a Pistola Quente da Tectoy realmente é estranha… Pistola de Calor ficou bem bacana…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 24/02/2010 at 9:20 am
    Permalink

    Nossa!!! Nem acredito! Iremos jogar PS G1 em portguês!!!! (hehehe)
    Parabéns a todos da equipe que estão participando deste incrivel projeto.

    Um grande abraço! E muita força com o projeto!!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/02/2010 at 4:26 am
    Permalink

    Nunca joguei um Phantasy Star até hoje e me envergonho um pouco disso, já que ele é o clássico do Master e Mega, daí consegui esses dias o Phantasy Star Zero, parece ser muito bom, estou pensando seriamente em jogá-lo já que vejo tantas matérias sobre eles e que devem ser jogos memoráveis.
    Problema é ter tempo porque o que tem de jogo bom não tá no mapa, até desisti dos meus favoritos que é o FFTA2 e FFIV

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/02/2010 at 7:56 am
    Permalink

    @Juliano
    Só para esclarecer, Juliano, os jogos mais novos da série Phantasy Star (Phantasy Star Online, Phantasy Star Zero etc) têm muito pouco a ver com os jogos da série original. São ótimos jogos, mas são totalmente diferentes. Aqui a gente costuma se referir aos jogos originais como “série clássica”, que vai do Phantasy Star 1 ao 4, e de certa forma este remake faz parte da série clássica também.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 27/02/2010 at 10:39 pm
    Permalink

    Parabens Orakio! Finalmente uma screen que mostra que a tradução é realmente algo concreto, meu Deus nem acredito que um mero tópico do Orkut tomou essa proporção, como dizia John Lennon: Power to the People!

    Ignitz é o cara, já dá pra criar uma catedral em Dezoris (já que o povo de lá é religioso) pra venera-lo 😀

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 02/03/2010 at 8:06 am
    Permalink

    Acompanharei de perto esse projeto!! Parabens!
    Orákio, tem total razão sobre essas particularidades da lingua, Hoje memso trabalho tb em um projeto fanssubber(SURPRESINHA!!) e tenho feito varias revisões.. o fogo é que os erros e arredondamentos não cessam, rs tipo vc traduz hj e talz.. dai vc dorme e no outro dia vai ler, e ve q poderia ficar melhor,, e ponto que tb vcs nao comentaram mas é crucial é manter a personalidade de cada PERSONAGEM na tradução, pq dependendo isso pode ser alterado e fica um desastre tb. Muita gente reclama do trabalho de dubalgem brasileiro por exmplo, mas como ja devem saber é um dos melhores do mundo justamente devida a atençao a esses “detalhes..” o arredondamento..A personalidade de cada personagem e no caso de dublagem ainda tem a INTERPRETAÇÃO DOS ATORORES, realmnte nao é um trablaho facil.. mas é gostoso. 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/03/2010 at 9:13 pm
    Permalink

    Hahahaha! Essa história de pistola “quente” é maior furada… Eu sei que o GLStoque vai ficar chateado, mas Pistola de Calor é bem mais condizente com a utilização da arma.

    E parabéns para o Ignitz! Isso deve dar trabalho para caramba… Parabéns!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/04/2011 at 1:32 am
    Permalink

    Cheguei bem tarde pra comentar, mas espero que o Sr. tenha consertado aquele erro tosco na sequência de abertura, onde os guardas gritam a Nero “Don’t snuff up on Lassic’s affairs again” (algo como “Nunca mais espione Lassic”) e o tradutor de fim-de-semana da Tec Toy verte como “Não volte a ESPECULAR em torno do ROMANCE de Lassic”! Tem cabimento isso?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 26/07/2011 at 7:48 pm
    Permalink

    eu fui inventar de pegar a p!@!@# do bumerange pro myau e me perdi todo, mas consegui o item. dureza foi voltar o caminho de volta. putz! será que todo phantasy star não tem mapa? e eu achando Shin Megami Tensei dificil :/

    agora vou na outra Dungeon comprar o bendito bolo!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *