Banner_ psiii_apendices

Olá crianças!

Bom, espero que tenham se divertido com as minhas peripécias lingüísticas até então. Mas, por enquanto, chega de misturar literatura com diários de bordo. Até porque senti um pouco de falta de minhas piadinhas sem graça e de uma conversa um pouco mais informal e descontraída.

Porém, contudo, todavia, entretanto, o assunto “Phantasy Star III” não é esgotável. Por essa razão, este é o primeiro de três “apêndices” (aparentemente inútil, mas que faz uma marca enorme se retirado) que planejei para tratar o jogo de uma visão mais “de cima”. Ou seja, mais como jogador e menos como os personagens do jogo.

No caso de não terem jogado os jogos da série, é bem capaz que estejam se perguntando coisas profundas como “O que aconteceria se Rhys se casasse com Lena?”, ou ainda, “O que aconteceria se Ayn se casasse com Sari?”, ou quem sabe “Por que raios o Senil não para de falar nisso?”. Seria um trabalho homérico fazer um diário de bordo como este para cada geração perdida no caminho que fiz. Particularmente, recomendaria que encarassem o jogo e vissem por si mesmos o final que vocês escolheriam conforme as esposas escolhidas por vocês.

Para não tornar este primeiro apêndice extremamente longo e desgastante, tomei a liberdade de dividi-lo em três partes. Trataremos aqui da possibilidade em que Ayn teria se casado com Sari e não Thea. As outras duas tratarão dos outros dois finais possíveis e da segunda geração que também desconhecem (por enquanto hehe).

psiii_190b
Estaria ela esperando a resposta de Ayn?

Se porventura Ayn tivesse preferido manter somente uma amizade com Thea, cuidando dela de outra maneira (honrando o compromisso com Lyle), ele teria se casado com Sari e governado com ela sobre as terras de Landen como Rhys poderia ter feito se não tivesse optado por desposar Maia. O filho deles seria Crys que, por alguma razão misteriosa, me lembra C&A de Pégaso. E, para variar, logo tem que lidar com problemas. Um mensageiro de Azura chega em Landen e avisa que Siren retornou e planeja lançar Alisa III contra um sol. Sobra então para o novo personagem principal, com a ajuda inicial de Wren e Mieu, parar Siren e mudar a rota da nave para longe de seu destino letal.

O restante segue muito parecido com as desventuras de Sean; despertam Laya em seu templo inferior, escutam a mensagem final de sua irmã; encontram um Lune deprimido em Dahlia e sua filha se oferece para lutar em seu lugar etc. Mesmo o Siren está no mesmo lugar e com as mesmas falas. Dark Force, porém, muda sua fala final fazendo um comentário sobre o sol e não sobre Azura. Após a destruição de Lashute que temos o final, que é essencialmente outro. Nele, Mieu fala que estão se aproximando de um um sol imenso e que é melhor os pilotos de Aerone correrem e mudarem o curso. Bem perto do perigo, eles salvam Alisa III e mandam uma mensagem para Wren enquanto a nave se aproxima de um planeta verde. Próximo a ele podemos ver duas coisas que se parecem com Luas, mas que também poderiam ser planetas mais distantes, quem sabe?

psiii_192

“Olá, aqui é Aerone. Obrigado pela sua ajuda. Fomos capazes de retornar ao nosso curso original. Sem vocês Dark Force teria prevalecido. Estamos indo em direção à estrela mais brilhante adiante. Nos dirigimos para um de seus planetas, o terceiro. Ele parece perfeito para nós. Finalmente, nossa jornada está quase terminada!”.

psiii_192a

Este é o final de Crys. Fiquem atentos que em breve falarei nestes mesmos termos das outras gerações. Até lá!

Diário de Bordo: Phantasy Star III – Gerações Perdidas (01)
Tags:                     

9 ideias sobre “Diário de Bordo: Phantasy Star III – Gerações Perdidas (01)

  • 10/12/2009 em 10:17 am
    Permalink

    >o assunto “Phantasy Star III” não é esgotável.
    R: Com certeza! E ai de quem disser que é…

    >“O que aconteceria se Rhys se casasse com Lena?”, ou ainda, “O que aconteceria se Ayn se casasse com Sari?”,
    R: Essas perguntas são as bases do Replay de Phantasy Star III, aquilo que faz o jogador voltar e optar por outro rumo e saber o que teria acontecido se mudássemos tal coisa, com certeza fazemos essas mesma pergunta com freqüência em nossas vidas, desde as escolhas mais importantes até a mais tolas.

    >um diário de bordo como este para cada geração perdida no caminho que fiz.
    R: Pois é né!

    >”(…)Estamos indo em direção à estrela mais brilhante adiante. Nos dirigimos para um de seus planetas, o terceiro. Ele parece perfeito para nós. Finalmente, nossa jornada está quase terminada!”.
    R: Mas Hey!!!!!!!!!!!!!! Eu preciso fazer esse três finais novamente…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/12/2009 em 10:38 am
    Permalink

    @J.F. Souza
    Sim. E que replay! Se vale a pena jogar o jogo todo de novo para ver outras gerações e outros finais? Com toda certeza! hehehe É boa parte da graça do jogo.

    Quanto a não faze rum diário de cada uma dessa gerações, não queria ficar pentelhando o povo por mais um ano e meio mais ou menos. hehehe Mas tenho planos de fazer algo semelhante com as gerações que faltam sim.

    Não lembrava disso? hehehe Com exceção do final do Sean, os outros são bem parecidos, com uma diferença pequena entre eles.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/12/2009 em 10:53 am
    Permalink

    MALDITO SEJA ESSE CAPTCHA CODE!!!!!!!!!!!!!!!!

    Agora eu vou ter que escrever a porra do comentário de novo pra eu deixar de ser Babaca!
    🙂

    Quer dizer que existe um final em que Alisa III chega na Terra e outro em que ela e mais outra nave dono parte em direção ao nosso sistema solar…? Eu não me lembro disso na versão traduzida pela Tec Toy… Se bem que faz tempo que eu não jogo Phantasy Star III.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/12/2009 em 10:58 am
    Permalink

    @J.F. Souza
    hehehehehehe

    Então, no final do Sean, a Alisa III e a Neo Palm continuam vagando pelo espaço (não fala se eles alcançam ou não algum sistema solar). No do Crys, eles chegam em um terceiro planeta de um sistema solar (qual seria? hehe). Os outros dois são muito parecidos com este na minha opinião, com sutis diferenças; mas é sempre um terceiro planeta no qual pretendem “estacionar”. hehehe

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/12/2009 em 6:25 pm
    Permalink

    Eai pessoal. Atravez da revista que comprei a pouco tempo ( Old!Gamer ), “to pra ver melhor”, comecei a jogar o PhantasyStar1 do Master System, estou com uns 60% concluido, na revista ( pag 20 ) mostra que existem 2 revistas, uma sobre orientação em que caminho tomar, e outra pra fã club de nome “SPEC”, que diz o paredeiro de Alis e Noah. Cara, onde eu consigo uma proesa dessas, é sobre isso que vocês estão falando? To boiando.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/12/2009 em 6:43 pm
    Permalink

    @yuri
    Pode arrumar algumas das SPECs aqui:

    http://www.gazetadealgol.com.br/diversos/livros/start

    Mas não tem muito a ver com isso não. Em um deles, a história fala que Alis e Lutz (Noah) estavam em uma nave sabotada por alguns fiéis a Lassic e que, por isso, foram parar em outro universo. Não se sabe o que viram lá, exceto que, quando voltaram, Noah desenvolveu as técnicas (que são uma forma de magia) que é mais fácil de adquirir e desenvolver que a magia propriamente dita.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *