bann-mario

Olá amigos! Vamos continuar com o nosso diário de bordo!

Depois de dar uma fuçada na cidade, descobri que os cogumelos não estavam drogados, mas sim aterrorizados: parece que um pirata chamado Johnny (Depp?) armou a maior confusão, saqueando a vila e espalhando o terror. Isso não seria problema do Super Mario, não fosse o fato insidioso do pirata ter uma estrela. Rumo para o mar, com medo do BUG do navio, mas quem sabe não dou sorte e não acontece comigo?

Aqui tem MUITO monstro para enfrentar, mas tenho bala na agulha e saio quebrando a galera! Curiosamente, aparece um monstro boa pinta que me vende itens no meio da masmorra. O capitalismo não é mesmo fantástico? Logo eu enfrento o primeiro grande desafio de Super Mario RPG: Puzzlers. É preciso descobrir a senha para entrar na porta do chefão, mas para isso temos que passar por 6 provas. Mais bizarro que isso é que encontro um OUTRO Mario! Mas que Mario? Aquele que te pegou no armário, He he he he! Piada velha nunca se desgasta! 🙂

eueueDANCING WITH MYSELF OH OH OH (MARIO VERSION)

O Gagá deve se  lembrar que em Mória, de Tales Of Phantasia, tinha um bichinho pequeno, fofinho, IMPLACÁVEL, INDESTRUTÍVEL e QUE MATAVA COM UM TOQUE. Pois bem, aqui nós temos esqueletos que simplesmente NÃO Morrem! O lance é fugir deles. Quem já fugiu em Tales sabe que não é rápido… tenso ver seu grupo morrer enquanto a lesminha avança.

Esse outro Mario não fala comigo, mas imita meus movimentos, exceto pelo pulo. Com isso, PASSOPORCIMADELE (como a menina pastora diz) e vou cumprir os agradáveis puzzlers. Alguns são faceis, estilo The Incridible Machine (o quê? Nunca jogou esse jogo? Não tema, farei um artigo sobre este clássico), outros exigem paciência de Jó (MALDITO LABIRINTO 3D!) e alguns necessitam de dedos rápidos e velocidade (persiga a moedinha e cate as moedinhas que ela deixa cair — demorou muito, sai da sala e volta! Fiz esse umas 30 vezes). Enfim, após muito ERRAR e quebrar a cabeça (e decidido a postar esse diário apenas quando conseguisse a outra estrela), enfim descobri a senha para entrar. Quem não quiser ler PARE agora, ou vai jogar um enigma no lixo. A senha é pérola.

Nessa hora eu enfrento um Kraken maluco. A princesa e Mallow são meus companheiros — o ataque em área do Mallow e a cura em área da princesa (apesar dos dois serem péssimos em bater solo) são muito úteis. Lanço o ataque do chokito do Mallow e a vitória é tranquila. Mas tolo eu, não sabia do chefe mais poderoso, que viria depois… Johnny? Ele é forte, mas não tanto quanto…

A CAIXA MEDONHA!

supermariorpg-girando
Enquanto isso, na cidade... esses cogumelos têm que parar com o canibalismo! Putz! Já tão vendo tudo girando...

Bolo? Fichinha… Koopa? Fru fru… a caixa foi o inimigo mais imensamente poderoso que enfrentei em Super Mario RPG! A Danada é absurdamente defensiva (os ataques causam MUITO POUCO DANO) e ela summona minigoombas que são mais roubados que cueca de político. Que batalha terrível, levei quase um dia para vencer! Esse vai para a lista dos vilões poderosos mais inusitados de todos os gêneros. Dica: o segredo está no super pulo. É a única coisa que causa dano de verdade na caixa!

Daqui a gente enrola mais um pouco e finalmente enfrenta o Jonhy, e seus piratas assemelhados com o Wally e o Tu-tu-tu-tu-tu-tu-tubarão. O próprio piratão parece uma versão vitaminada de Sharky, do desenho Eek, the Cat. A peia é braba, e rola um momento legal: ele me convida para o mano a mano, um contra um! Pena que eu tinha gasto TODOS meus itens de cura contra a caixa medonha, mas bah, o que vale é a história! Após vencer o Sharky, após a hipertrofia, eu me deparo com o maior vilão do universo, um vilão que faz o Atma Weapon correr para mamãe e pedir leite no peitinho…

O BUG!

Miercoles! Na hora que eu pego a estrela, o jogo TRAVA! Felizmente eu transferi o save para um outro emulador e consegui passar… se você entrar nessa fria, faça o seguinte: salve o jogo NO JOGO, ou seja, sem ser no save state. Isso vai gerar um arquivo nomedojogo.srm na pasta do emulador. Esse é o save “de verdade”, e não o save state. É só copiar para a pasta de saves de um outro emulador, disparar o jogo e mandar carregar normalmente dentro do jogo, como se fosse um save comum do cartucho.

Depois eu volto, abraço a todos!

Diário de Bordo: Super Mario RPG (14)
Tags:                             

22 ideias sobre “Diário de Bordo: Super Mario RPG (14)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *