Antes que alguém diga alguma coisa, fui eu que bolei esse banner na primeira enquete do blog. O Breder é um larápio e afanou a ideia para as enquetes semanais malandrinhas dele :p

Muita gente anda dizendo que as revistas impressas de games estão morrendo, e o recente fim da EDGE e da NGAMER brasileiras deu medo mesmo. Enquanto isso, a todo momento surgem novas revistas online, algumas feitas por fãs (como a Game Sênior, a Revista Arkade e a Nintendo Blast) e outras profissionais (como a EGMi).

O Gagá quer saber: você lê revistas digitais de games? Sim, essas feitas especificamente em PDF ou para visualização online. Está satisfeito com o formato delas? Se não lê, por que não lê? Responda aí! Vamos encaminhar os resultados para a turma que se esforça pra diabo para fazer essas publicações, para ajudá-los a melhorar cada vez mais seu trabalho.

Você lê revistas digitais de games, feitas para leitura na tela?

  • Leio e gosto do formato das publicações digitais (39%, 63 Votes)
  • Leio, mas o formato das revistas digitais tem que mudar/melhorar (26%, 42 Votes)
  • Não leio porque não gosto de ler na tela (24%, 39 Votes)
  • Não leio por outro motivo (especifique nos comentários) (12%, 19 Votes)

Total Voters: 163

Carregando ... Carregando ...
Gagá is watching you: você lê revistas digitais de games?
Tags:         

70 ideias sobre “Gagá is watching you: você lê revistas digitais de games?

  • 22/11/2010 em 1:54 pm
    Permalink

    Não leio por outro motivo (especifique nos comentários)

    O formato em que são disponibilizadas (PDF, simulando uma revista impressa)não favorece a leitura na tela de um computador, sem contar o tamanho dos arquivos que não oferece um rápido acesso às informações (portabilidade em computadores de faculdade, lan-houses, trabalho, locais com internet lenta, etc.). Prefiro a informação segmentada de um blog…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 1:58 pm
    Permalink

    Não leio por outro motivo
    Não vejo a necessidade. Quando eu quero me informar sobre um assunto ou um jogo, eu pesquiso na internet e pronto. Não consigo pegar uma revista em PDF e ler simplesmente pelo gosto de ler. Isso eu faço com revistas de verdade, pego de qualquer jeito e me jogo na cama lendo e depois jogo em qualquer lugar.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 1:59 pm
    Permalink

    Marquei que “não leio porque não gosto de ler na tela” porque esse é um dos grandes motivos que me afastam das revistas digitais. Abro aqui algumas exceções – já que gosto de “folhear” a Game Sênior – mas é difícil de ler no computador num formato de revista. Além de ter que ajustar a fonte, algumas páginas possuem cores diferentes que podem dar dor na vista.

    Mas acho que um dos maiores problemas dessas revistas são algumas matérias excessivamente longas. Sei que o objetivo e não deixar passar nada em branco na pauta, mas… Fica super cansativo para uma publicação digital. Informação direta sem rodeios e frivolidades, num texto sucinto, é que seria ideal para me atrair para essa mídia!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:00 pm
    Permalink

    Leio com muito frequência ou assim que são lançadas as publicações mais conhecidas como as acima citadas. A Nintendo Blast e Arkade mais como uma forma de atualização sobre os lançamentos atuais e a Game Sênior, esta do início ao fim, pela minha clara preferência aos retrojogos e em busca de bem-humoradas matérias!
    Gosto muito do formato das publicações que temos atualmente, até mesmo pelo fato delas terem se desenvolvido bastante. O PDF é um formato praticamente universal, podendo ser lido não apenas em PCs mas numa infinidade de outros dispositivos. Citando um “tuíte” que fiz para o Mano Beto, lembro que infelizmente em nosso país os preços dos referidos dispositivos(PDAs, E-readers e outros) não é tão acessível, o que poderia ajudar ainda mais a divulgação desse tipo de publicação e também como bem citado pelo Mano via Twitter, a questão da largura de banda que não é lá “essas maravilhas”. Quanto a ler na tela não vejo problema algum, mas devo admitir que nem todas as pessoas simpatizam com este formato de visualização.
    Outros fatores que acho que serão tratados por outros comentaristas como a questão da periodicidade também não me desagrada, pois em média indicando novamente a Game Sênior, que oferece um grande volume de informações de forma que me atenho a leitura durante um bom intervalo de tempo. Um abraço do Pao Pao Cafe Games a todos!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:07 pm
    Permalink

    @Samuel Leite
    Eu utilizo o aplicativo Foxit reader para ler arquivos PDF, inclusive em tela cheia! O Adobe reader que é o leitor de mais usado também fornece esse tipo de visualização. Quanto a questão da portabilidade, é possível levar os arquivos em qualquer pen drive, inclusive o aplicativo que o executa. O Foxit por exemplo dispõe de uma versão portátil que pode ser executada direto do pen drive, resolvendo assim esse problema. Espero ter ajudado e até mais!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:18 pm
    Permalink

    Robson Vieira :
    @Adinan
    A Wikipédia disponibiliza exatamente esse tipo de serviço Adinan. Realmente seria uma boa e eu com certeza adoraria ajudar na divulgação!

    Só para melhorar meu comentário anterior: a Wikipédia fornece o serviço de impressão ou feitura de livros apenas de seus próprios artigos e não de qualquer documento, como eu posso ter deixado transparecer devido ao duplo sentido.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:23 pm
    Permalink

    @Adinan

    Seria uma boa mesmo Adinan. Realmente ler na tela as vezes é complicado. O problema da sua sugestão seria o custo. Para ficar mais barato, teríamos que ter um pedido muito grande! Para você ter uma idéia uma edição com papel couchê e tudo mais, como uma revista impressa mesmo sai em torno de R$ 56,00 a 100,00 por exemplar! Contundo, eu adorei a idéia do gaga quanto a pesquisa para colhermos informações para melhorar ainda mais o trabalho da Game Sênior.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • Pingback:Tweets that mention Gagá Games » Gagá is watching you: você lê revistas digitais de games? -- Topsy.com

  • 22/11/2010 em 2:26 pm
    Permalink

    @Robson Vieira

    Realmente temos esses problemas já citados no twitter aqui no Brasil. Na segunda edição tentamos implementar o video na revista, e o resultado não foi positivo por conta do tamanho do arquivo para download. Mas eu achei a idéia da enquete do Gaga excelente e pode ter certeza que iremos quebrar a cabeça para melhorar ainda mais a Game Sênior. Afinal, para tudo se dá um jeito e precisamos dos feedbacks.

    Obrigado meu chapa!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:38 pm
    Permalink

    Eu gosto de ler, mas ainda prefiro impressa. Isso tende a mudar, com o cada vez maior profissionalismo, como das últimas edições da Game Sênior. Não falo isso apenas por contribuir como revisor, mas como uma constatação mesmo.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:44 pm
    Permalink

    Bom, votei na primeira opção, mas tenho ressalvas à fazer…

    Não gosto de ler na tela do computador ! É desconfortável para a vista e para o corpo. O problema é que gosto muuuito de ler ! Leio tudo o que vocês puderem imaginar e como amante de games, eu leio sobre o assunto muito mais do que sobre outros assuntos.

    Eu acho a iniciativa de e-books e revistas digitais excelente, porque temos a questão da preservação ambiental, o lixo, enfim…

    Depois que casei, me desfiz da minha coleção de revistas de games que eu colecionava desde os 5 anos de idade. O motivo é que eu moro num espaço pequeno, as revistas eram muito velhas, estavam mal-conservadas, faltando páginas e etc. Decidi por jogar fora e catar versões em PDF por aí (Já consegui algumas !). Infelizmente matamos florestas, produzimos uma montanha de papel, usamos e depois descartamos como lixo mesmo (Vide eleições e seus malditos panfletos).

    Aí vieram esforços em produzir um “papel digital” e surgiram o e-readers da vida mas… Como brasileiro ainda paga pelas burradas do seu passado glorioso de colônia, senhores de engenho, barões do café, ditadura, maracutaias e marajás, ficamos meio que de fora dessa revolução digital que pode salvar o planeta e facilitar as nossas vidas.

    Tava vendo à pouco o preço do Kindle na Amazon.com, tava por volta dos US$ 139,00, pô legal ! Vamos ver no Brasil… R$ 899,00, R$ 1459,00… oO

    Enfim, para finalizar, eu apoio os formatos digitais, porque são mais baratos, dinâmicos, chegam em todos os lugares com facilidade, desde que haja uma boa conexão (Ou seja, não precisamos depender de distribuidoras), a notícia chega, senão na hora, com poucas horas de diferença, não polue, não mata árvores, não produz lixo, resíduos o que for.

    É uma porcaria ler na tela do PC, mas em breve, como muitas revoluções tecnológicas como os mp3 players, vai estar acessível à grande massa.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 2:59 pm
    Permalink

    Eu leio revistas digitais e gosto do formato delas. Gosto também da evolução que elas vem tendo… O formato que eu mais gosto é em PDF, porque daí eu posso baixá-la e guardá-la, assim como faço com as dezenas de revistas de games impressas que eu tenho e que continuo comprando… 😀

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 3:08 pm
    Permalink

    “não leio porque não gosto de ler na tela”

    Eu até leio um pouco sim, mas não consigo ler matérias muito longas porque cansa. Quando eu tiver algum gadget próprio para isso, começarei a ler mais.

    Eu acho que criar uma revista digital apenas imitando uma revista física é como morar num planeta sem gravidade e se comportar como se a mesma existisse: deve-se buscar novas possibilidades (interação, por exemplo).

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 3:11 pm
    Permalink

    Eu acho que as revistas digitais seriam mais legais de ler num iPad ou similares. Quem sabe com vídeos nas suas “paginas”, tbm seria legal ver imaagens no estilo dos “jonais de Harry Potter” seria muito mais legal. Mas com certeza é muito melhor ler as notícias nas revistas digitais do que num blog/site, pois nas revistas digitais há preocupação com diagramação, as notícias são mais elaboradas. Com certeza esse é o futuro das “revistas de papel” pois muitos órgãos internacionais já falam contra a mídia impressa devido a sua grande utilização por papel.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 3:16 pm
    Permalink

    Não lei pela propia tela, inclusive tive que fazer um esfoço sobre humano para poder ler a materia de Phantasy Star que o Gaga colocou aqui, ler em blogs acaba sendo mais confortavel na tela que o formato revista.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 3:38 pm
    Permalink

    Leio e gosto muito, mas não acho o formato legal, não que deva mudar de alguma forma, não sei se vai existir algo muito melhor do que se tem hoje, é que eu não gosto de ler na tela. No caso da Game Sênior por exemplo eu baixo e imprimo.

    Quanto as revistas de games no Brasil estarem diminuindo, já ouve uma época parecida quando SGP, Ação Games e Gamers hoje todas extintas, andavam mal das pernas também, e no entando o mercado conseguiu seguir em frente. Essas quedas nas vendas das revistas são meio cíclicas aqui no Brasil, como o poder aquisitivo do brasileiro não é muito alto é normal ter algumas quedas no inicio de algumas gerações.

    No inicio da sexta geração, quando os consoles ainda eram caros, os jogadores meio que se afastaram dos games, quando o PS2 se popularizou o suficiente para se tornar mais acessível as revistas voltaram a ter boas vendas.

    Apesar de já não estarmos tão no inicio desta geração, é mais ou menos o que está acontecendo agora, 360 e PS3 ainda estão bem salgados para o bolso do brasileiro, mas se conseguirem se popularizar como o PS2 o fez (e nesse caso um fator determinante, infelizmente, é a pirataria) teremos um bom período para as revistas impressas.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 3:52 pm
    Permalink

    Sempre dou uma olhada nas revistas digitais, que estejam publicadas também em sistemas como o Issue, pois no trabalho não dá pra baixar .pdf
    As publicações são boas, mas precisam melhorar nesse quesito. Outro ponto também é dar uma variada no conteúdo e fugir um pouco dos clássicos Sonic, Mario, Megaman, Castlevania.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 4:06 pm
    Permalink

    “Não leio porque não gosto de ler na tela”.

    Mas essa minha opinião é para revistas, das quais se deve ter uma concentração e atenção especial, além de bastante tempo disponível.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 4:44 pm
    Permalink

    Leio, mas acho que é um formato que foi criado para ser lido em equipamentos como “IPads” ou similares. Ou seja, pra ser lido como uma revista mesmo, esparramado na cama ou no sofá. Ler textos longos na tela do PC é cansativo, IMHO. Por isso que leio a Game Sênior, por exemplo, aos poucos.

    Mas mesmo com recursos como o Zoom do PDF, uma sugestão seria aumentar o espaço entrelinhas dos textos. As vezes, fica até meio confuso de ler com tanto texto “agarrado”.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 4:50 pm
    Permalink

    Adoro ler revistas físicas e digitais relacionadas à videogame, assino tudo que é possível no formato revista digital por sinal. Como meu PC é conectado à TV de 42″ na sala, deito no sofá e é até mais confortável do que com a revista nas mãos (mouse logitech laser de alta qualidade requerido para manipular o ponteiro deslizando pela superfície irregular de um sofá) 🙂

    O que é imbatível é o “layout de revista”, que as digitais seguem. Ou seja, não importa se está no monitor ou no papel, o que curto mesmo é o formato – e este formato consagrado dos periódicos é maravilhoso.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 5:01 pm
    Permalink

    Última opção.

    Sou um fanático por mídia física. Gosto de manusear as coisas. Mas fazem anos que não ponho as mãos em uma revista de games ,aliás, de qualquer outro tipo também, excetuando revistas em quadrinhos, as quais compro mensalmente um ou dois títulos.
    Quanto as revistas online não as leio pois as considero desnecessárias, tendo em vista que praticamente toda e qualquer informação a respeito de games se encontra facilmente na web.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 5:21 pm
    Permalink

    Eu não leio na tela do pc porque não tenho tempo, lia revistas no busão ou em outros locais, quando for seguro e prático ter um reader colorido e de boa qualidade (o que vai demorar ……) aí sim esse formato da revista digital vai fazer tanto sentido que dificilmente veremos revistas impressas de novo.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 5:22 pm
    Permalink

    Claro que mídia física é bem melhor, você tem aquilo e guarda com carinho.. mais fácil para a leitura. Mas, penso também que estamos em 2010. internet, tudo ao nosso alcance. É bem bom ter uma boa revista gratuita e bem feita para lermos.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 5:32 pm
    Permalink

    @00Agent
    Eu gostei do comentário do 00Agent sobre o lance de não ser legal ler matérias grandes em revistas digitais. Mais alguém concorda?

    Outra: vocês acham que as revistas digitais devem usar o formatão A4, semelhante ao das revistas impressas, ou que elas devem ter um formato que caiba na tela do computador sem ter que mexer no zoom, aproveitando a largura da tela?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 5:50 pm
    Permalink

    @Orakio Rob, “O Gagá”
    Eu prefiro a formato A4, pois quando há o desejo de imprimir a revista este é o formato ideal. Do contrário teríamos que fazer o contrário ajustar o tamanho para impressão. Outra questão interessante é que (posso estar enganado, fique claro) mas deve ser notado que não há um modo “custom full screen” devido às diferenças de resolução dos monitores. Mas não sou como dizem os fuzileiros ex-colegas de profissão “um humilde conhecedor da p00#@ toda” e pode haver soluções que não conheço para a questão do zoom. No mais, muito produtivo todo esse debate. Show de bola!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 5:51 pm
    Permalink

    @Orakio Rob, “O Gagá”
    Putz, por um lado até concordo com o ponto de vista do 00Agent sobre não ser legal matérias grandes, por ficar massante e cansativa (ler na tela é foda…) mas por outro lado, se é pra ter a matéria, não é legal limitar, pois deixaria a mesma pobre. Se a revista vai apresentar uma matéria, sendo digital ou física, tem que ser matéria boa, com conteudo.
    Quanto a segunda pergunta, com certeza tem que ter um formato que caiba na tela, mais adaptada e gostoso de navegar pra ler.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • Pingback:Tweets that mention Gagá Games » Gagá is watching you: você lê revistas digitais de games? -- Topsy.com

  • 22/11/2010 em 6:38 pm
    Permalink

    @Orakio Rob, “O Gagá”
    Bom, eu achava melhor ajustar o formato das revistas digitais para as telas de PC atuais, aí sim ficaria tudo certinho, no brilho certo, no tamanho certo sem precisarmos alterar brilho no monitor ou zoom no leitor do arquivo.

    Mas aí vem o pessoal reclamando que não daria para imprimir no formato A4, e que ficaria ruim em telas 3:4, monitores CRT… Mas olhem só :
    A industria vive forçando a gente à se adaptar aos padrões impostos por eles. Foi assim com os DVDs, cabos RCA e está sendo assim com o formato widescreen e os sinais digitais de TV aberta. O problema é que no Brasil, fica difícil da gente acompanhar os padrões que são impostos pela industria, na sua esmagadora maioria, gringa. Então o que a gente vê por aí é gente se endividando em crediário na compra de TV de 32″, 42″ com conversores e o caramba à quatro para não ficar de fora. Até porque em menos de 5 anos o sinal analógico vai deixar de ser transmitido e o formato de tela vai ser o wide.

    Mudanças aconteçem e não adianta a gente ficar se lamuriando porque na “nossa” opinião, não vai ficar legal. Eu mesmo não achava widescreen legal, hoje em dia me amarro, adaptaram bem as coisas, mostraram que é bacana. LCD então ? Preferia CRT por causa do tempo de resposta, mas hoje em dia tá quase que imperceptível o atraso nos LCDs.

    E outra, que como já citei na postagem anterior, tem a questão ambiental ! Há uma pressão de órgãos e políticos para a preservação do planeta e seus recursos. As industrias são pressionadas para se adequarem às regras de preservação, porque o que temos hoje já demonstra sinais de desgaste e daqui à 50 anos vai estar ainda pior se continuar do jeito que está. E a tecnologia está aí para ajudar nesse objetivo. Aposto que quando Gutenberg inventou a imprenssão por tipos móveis, o pessoal virou a cara, porque achava melhor os livros escritos à mão um-por-um… Não dá né ? Temos que evoluir e não estagnar no tempo.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 7:20 pm
    Permalink

    leio, gosto, e leria mais se tivesse mais tempo. por hora, só a game senior. li um pouco da arkade e da press start, mas estou longe de novidades, então a gs se adequou mais a minhas necessidades.

    não tinha pensado na mudança de formato acima. uso uma tela 16/10, e o formato a4 apesar de fiel à idéia de revista, é um pé no saco.
    caberia uma enquete a respeito pelas revistas interessadas. pela lógica daria certo, mas na prática, vai saber…

    off: depois de tantas enquetes com o breder fazendo cara de cap. nascimento no banner, essa com o gagá ficou até meio estranha…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 7:51 pm
    Permalink

    De fato só leio mesmo quando tem alguma matéria que me interessa muito, mas ainda não me adaptei a ler revistas na tela do PC, prefiro a velha mídia de papel mesmo.
    Quanto ao fato de as revistas “tradicionais” estarem morrendo, é realmente um tanto complexo, pois ao mesmo tempo em que temos a EDGE e a NGamer deixando de serem publicadas, temos a EGW com mais de 100 edições em bancas, ainda se dando ao luxo de aumentar o preço da revista em R$ 3,00 alguns meses atrás. Temos tb a Nintendo World e a Dicas e Truques para Playstation, a primeira com 12 anos de vida, a segunda com quase isso. E é esse fato

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 8:37 pm
    Permalink

    Votei em ‘Leio, mas o formato das revistas digitais tem que mudar/melhorar’

    Gosto bastante das revistas digitais, mas, gostaria que elas se adaptassem melhor ao fato de serem revistas digitais. Digo isso porque, em sua maioria, as revistas parecem ser pensadas, escritas e diagramadas como se fossem revistas de papel, que por um acaso, são distribuidas em PDF.

    Um exemplo do que estou falando é a Full Circle Magazine (http://fullcirclemagazine.org). É uma revista digital sobre Ubuntu Linux. Ela é pensada como uma revista digital, e por isso, é extremamente agradavel de se ler no computador (e provavelmente também será nos tablets e afins). A orientação horizontal, a diagramação, as cores, o tamanho da fonte, o uso de recursos disponíveis apenas no meio digital(links do índice para os artigos, por exemplo)… Isso tudo, na minha opinião, faz dela um exemplo a ser seguido. Mesmo que não curtam o assunto, baixem um exemplar e deem uma conferida.

    PS: Eu não conhecia a EGMi. Apesar de ser um pouco exagerada e não estar disponível para download, ela também pode ser considerada um exemplo da minha visão de revista digital.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 8:59 pm
    Permalink

    Desde que a internet começou no Brasil que eu parei de ler revista e jornais impressos. Achei besteira ter de pagar por informações que posso ter de graça. Geralmente leio uma coisa ou outra quando vou na casa do sogrão, já que ele é o maior consumidor de jornal que eu conheço!!! 🙂

    Porém ler na tela do PC cansa. Respondendo a enquete, optei por outros motivos. E o motivo é esse. Eu acho que as revistas digitais chegaram tardes, pois como não havia elas, já acostumei a procurar na net pelas informações que procuro em sites, blogs e foruns. Ler por ler como fazia antigamente com uma revista impressa, não faço mais. Não tenho mais saco. Falow!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 22/11/2010 em 9:01 pm
    Permalink

    outros motivos…

    Na minha opnião uma publicação digital em formato de revista só faz sentido em duas hipóteses:

    1) Para impressão, mas como já citado acima temos a questão econômica e ambiental;
    2) Para leitura em algum dispositivo eletrônico com esta finalidade e ganhando com isso a portabilidade do conteúdo.

    Ae to vendo a galera discutir formas de melhorar a leitura, incluindo a troca do tamanho A4 (que é praticamente padrão para impressão) para um formato do tamanho da tela. A minha conclusão com isso é que, em termos de praticidade este formato é apenas uma forma de manter um velho hábito, mesmo que não seja mais necessário.

    Não estou criticando quem faz ou quem lê, apenas estou dizendo que não é para mim, pois não me é prático, a própria reclamação com relação ao tamanho diz isso, afinal se é pra fazer utilizando toda a largura da tela que seja feito um site / blog. Pra quem manja de webdesign mesmo é possível criar um layout que remeta exatamente a uma revista, mas ainda sendo um site, além de poder praticamente eliminar questões como largura de tela e etc. Outro fato é que muitos dispositivos eletrônicos que serviriam para ler a revista em formato PDF tem a internet em sua essência, peguemos um iPad de exemplo, da mesma forma que você consegue ler um PDF deitado na cama, poderia ler um site qualquer, com vídeos, sons e etc.

    Agora as revistas digitais tem algo que eu vejo nos sites de jogos voltados para notícias, que é o “capricho” com que são feitas, tanto de layout quando de conteúdo. Estes sites em sua maioria trazem notícias Ctrl + C / Ctrl + V sem agregar nada de importante ou que não seja visto em algum fórum da vida.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *