Há algum tempo eu tenho tentado bolar algo novo pro Gagá, algo mais relacionado a detonados, que é meu forte no Shugames. Como o Diário de Bordo abrange mais a experiência pessoal e o storyline dos jogos, faltava algo que falasse mais diretamente sobre ONDE ir e COMO chegar lá em alguns jogos mais difíceis. Não que Kenseiden seja um jogo descabelante, mas ele tem suas dificuldades como todo bom jogo.

Kenseiden sempre foi um jogo que dividiu algumas opiniões. Enquanto muita gente gosta do game, outros tantos acabaram odiando o mesmo por um simples motivo: enroscar em alguma fase escolhida erroneamente durante o jogo. Kenseiden é, antes de qualquer coisa, um daqueles jogos que requer planejamento, seja para atacar os inimigos, seja para escolher o caminho correto. No game controlamos Hayato, herói que viaja por várias províncias e vilarejos do Japão feudal em busca dos pergaminhos e da Espada do Rei Dragão, todos artefatos de sua família que foram usurpados pelos Warlocks que dominaram a região.

No jogo temos um mapinha singelo, e nele, existem bifurcações, se o jogador escolher o caminho “errado“, vai acabar parando em alguma fase com algum boss quase impossível de ser vencido. Isso porque o herói do jogo acumula habilidades únicas, como saltar mais alto, um ataque mais poderoso entre tantas outras. Tudo isso vai ser passado no Guia que preparei de forma bastante simples, apenas apontando qual fase seguir e alguns macetes para vencer inimigos e chefes. Portanto, mãos à obra!

O game começa mostrando o mapinha com a primeira fase. Esse início é bem simples, basta seguir matando os inimigos e juntando pontos. Alguns deles podem deixar uma espécie de cantil, que recupera a energia do herói. No final da fase, um inimigo com correntes é o sub-chefe, apenas passe atacando-o sem parar.

Na segunda fase do mapa, as coisas já começam a complicar um pouco. A fase se passa num vilarejo abandonado, típico japonês, com várias casas e templos para entrar. Aperte pra cima para poder entrar nas portinhas. Uma dica valiosa é apertar pra cima também no topo das cabeças das estátuas do buda, pois Hayato será teletransportado para uma sala contendo um cantil para repor as energias.

Nessa fase também se esconde uma ótima espada, bem fácil de se pegar. O inimigo mais chato aqui é o cavaleiro que solta bolas de fogo, é preciso umas três espadadas para matá-lo. O chefe é mais simples: uma bola cercada de fogo azul que fica fazendo zigue-zague na tela. Acerte-a toda vez que vier pra cima, aproveite para passar por ela e acerte-a novamente. Uns 8 acertos dão conta do chefe. Ao vencê-lo, ganha-se a habilidade de saltar mais alto.

Agora aparece a primeira escolha no mapa: com o botão 1, seleciona-se a fase e com o 2, confirma. Vá primeiro para a fase mais ao alto, que é a caverna.

Na caverna, evite à todo custo pisar nos crânios no chão ou cair na lava. Os inimigos aqui são simples de matar, apesar de quicarem no chão. Quando pintar a primeira bifurcação, siga pela porta de baixo e colete o item no final, retornando em seguida. Esse item revive Hayato quando este perder toda a energia. Perto do final, vários daqueles bichinhos saltitantes vão aparecer, tome cuidado pra não morrer aqui.

Ao terminar a caverna, surgem novamente várias opções no mapa. Siga agora para aquela fase mais abaixo, a montanha.

Na montanha, suba três lances de escadas direto pra pegar uma preciosa vida no topo. Desça ao “segundo andar” e siga pela direita. Cuidado extremo na parte das bolas de pedra, principalmente na ponte, pois elas costumam empurrar o personagem pros buracos. Salte sempre usando pulo mais alto para desviar das danadas. Subindo nas próximas escadas, o chefe estará lhe esperando.

Muitos foram os jogadores que desistiam nessa hora. Esse boss foi responsável por deixar muita gente com raiva à ponto de desistir do jogo, pois, numa primeira olhada, ele parece ser impossível de ser acertado. Não existe nenhum padrão visível (inimigo piscar quando é acertado, por exemplo), muito menos um ponto fraco ao alcance. O negócio e que esse chefe tem um diferencial muito bizarro: ele só pode ser acertado quanda PERNA DIREITA estiver para trás. De qualquer outra forma, seus ataques não vão acertá-lo. Sabendo disso, a luta fica ridiculamente fácil.

A habilidade ganha aqui é o poder da espada aumentado, podendo agora atacar segurando para cima, formando uma espécie de arco de cima à baixo.

A próxima fase é mais ao sul, quase no meio do oceano. Ali fica o primeiro treinamento do jogo, indispensável para aumentar a barra de energia. As fases de treinamento consistem em atravessar um bom caminho destruindo ou desviando das flechas que vem em sua direção enquanto tenta se manter vivo. Um mísero acerto e adeus tentativa. Algumas são difíceis, mas nessa primeira, a coisa serve mais pra conhecer como funciona.

Terminado o treino, será preciso passar rapidamente pela fase da montanha e seguir pra caverna novamente.

Dali por diante seguiremos na segunda parte do Guia. Até lá!

Guia do Gagá: Kenseiden [parte 1]
Tagged on:     

27 thoughts on “Guia do Gagá: Kenseiden [parte 1]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *