Quem é vivo sempre aparece, não? Agora que estou de férias posso enfim escrever algo para o blog, e resolvi entrar na festa herege que o Gagá iniciou. Bom, não tão herege já que os meus consoles mais atuais são um PS2 e um Nintendo DS, onde joguei uma ou outra coisa mais retrô. Bom, vamos lá!

Okami (PS2/Wii)

Esse sem dúvida é um dos melhores do PS2. Devo ter terminado ele umas seis vezes até agora. Okami entra na infeliz lista de jogos que são sensacionais mas passaram despercebidos quando lançados. Mesmo com baixas vendas, recebeu ótimas critícas de sites e revistas, sendo até considerado jogo do ano de 2006 pelo site IGN. Tudo no jogo é muito bem feito, os gráficos passam a impressão de uma pintura japonesa, a trilha sonora é uma das melhores, a idéia de pintar símbolos para desferir ataques é ótima, sem contar os personagens carismáticos e a história muito bem feita e amarrada.

Henry Hatsworth in the Puzzling Adventure (Nintendo DS)

Um jogo onde controlamos um lorde inglês amante de chá, que enfrenta todo tipo de monstros em busca de uma roupa mágica que lhe permite invocar uma armadura robô? Como não gostar disso? Mesmo sem a história divertida, o jogo ainda seria ótimo. É uma interessante mistura de puzzle a lá “Columns” e plataforma 2d. O puzzle abaixo é usado para ganhar items, poderes ou eliminar de vez inimigos comuns vencidos na parte plataforma. Mais um que não vendeu bem, vai lá entender.

Shin Megami Tensei: Devil Summoner 2: Raidou Kuzunoha vs. King Abaddon (PS2)

Este é um ótimo action-rpg da talentosa ATLUS, responsável por várias séries caprichadas como Persona, Digital Devil Saga e outras. Semelhante a série Megami Tensei do Snes, recrutamos e lutamos ao lado de demônios, anjos e outros seres, mas em tempo real, com menus surgindo na batalha apenas para outras funções, como usar items por exemplo. Os gráficos são bons, a história é realmente muito boa e criativa, e a trilha sonora nem se fala, sensacional. Quem gosta de rpgs bem bolados e com boa história devem conferir tanto este quanto o que foi lançado antes, também para PS2.

Rygar: The Legendary Adventure (PS2)

Sabem aquele pessoal que zomba de certos jogos por serem “cópias” de God of War? Pois saibam que GoW não é tão original, tendo se inspirado muito neste aqui. Lançado em novembro de 2002, mais de dois anos antes de GoW. É um update do original, lançado para arcade e vários consoles domésticos. O jogo é inspirado nas mitologias grega e romana, tendo até locais no Egito. A arma de Rygar é o Diskarmor, um poderoso escudo preso por correntes, podendo ser melhorado com pontos de experiência, acertar inimigos de longe e até ser usado como um gancho para alcançar plataformas mais distantes. O jogo não deve em nada pra God of War, com muitas batalhas contra chefes mais épicas que algumas de GoW1. Uma verdadeira jóia perdida.

Streets of Rage Remake (PC)

Streets of rage. Novas fases, novos modos de jogos, todos personagens e alguns novos para serem selecionados, a mesma ótima jogabilidade e uma trilha sonora remixada que para muitos conseguiu superar a trilha original feita por Yuzo Koshiro. Preciso dizer algo mais? Ah sim, Streets of Rage sempre chutou a bunda de Final Fight. Na minha opinião pelo menos. 🙂

Beyond Good & Evil (PS2/Xbox/Pc/Gamecube)

Por cause deste jogo que Okami é um dos melhores de Ps2, não o melhor. É um dos melhores jogos de todos os tempos, não duvido disso. Um sensacional action-adventure que em pouco tempo vai prender sua atenção, não só pela música, história e personagens, mas também pelo capricho e cuidado que o pessoal da Ubisoft teve em todos detalhes. A jogabilidade é perfeita, bem ao estilo de Ocarina of Time. Não é possível falar tudo de bom, seria necessário um post inteiro para isso, mas confiem em mim. Mais uma pérola perdida, já que poucos o jogaram. Neste caso a maior pérola.

Insecticide (Nintendo DS)

Esse é bem divertido. Um action-adventure criado por Mike Levine e Larry Ahern, que trabalharam muito tempo na LucasArts, na época dos gloriosos adventures. O jogo é metade shooter em plataforma 3d, metade adventure, aqui exigindo inteligência do jogador para resolver enigmas e interrogar suspeitos. Boa parte do script dos segmentos adventure foi feita por Josh Mandel, veterano da Sierra Entertainment que trabalhou em King’s Quest, Police Quest, Leisure Suit Larry e outros. (Fonte: Wikipédia). As partes de tiro são um tanto travadas, e o jogo é bem curto. Mas esses problemas não diminuem nem um pouco a diversão, que é o mais importante.

Metal Slug Anthology (PS2/Wii)

Quem não conhece este clássico? Para comemorar 10 anos da série, a SNK PLAYMORE lançou esta belezinha aqui. Nesta coleção temos quase todos jogos da série, com exceção do Metal Slug 7. Até Metal Slug 6, que é mais difícil de achar que o Gagá rezando, também está incluído. 🙂 Ok, esse é o menos elogiado da série, mas ainda diverte.

God Hand (PS2)

Outro que não fez fama. Feito pelo estúdio Clover (o mesmo de Okami), e dirigido por Shinji Mikami, designer de Resident Evil. O jogo divide opiniões, sendo considerado ou uma porcaria, ou um jogo sensacional. Sou da segunda opinião. 🙂 Claro, existem alguns problemas, mas a ótima jogabilidade, trilha sonora, desafio e principalmente a trama hilária compensam todos eles!

Lista de participantes do meme:

Confiram também os posts dos demais participantes do meme!

Meme: o que você jogou em 2011? – Por Fernando “Ancião-Kid” Cordeiro
Tagged on:

20 thoughts on “Meme: o que você jogou em 2011? – Por Fernando “Ancião-Kid” Cordeiro

  • 28/12/2011 at 9:00 am
    Permalink

    Shin Megami Tensei: Devil Summoner 2: Raidou Kuzunoha vs. King Abaddon!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! HAHAHAHAHAHAHAHA!!!(Risada maligna)

    até que fim alguém falou da série de Rpg da minha vida(VALEU GAGÁ):), mas graças ao maldito Torrent que não funciona mais, não posso jogar ele. pô cara, que inveja. na versão PS2 tenho que me conformar com Persona 3. tipo, é bom but…muito Xuxa pro meu gosto. meu dedão está para cima por você, Ancião. aprovando seu gosto por games. e aonde cê baixou o Street of Rage Remake? eu tento baixar em vários sites e num consigo…

    Hee-Hoo para você cara!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 28/12/2011 at 9:49 am
    Permalink

    Incrível. Eu tenho PS2 a uns 5 anos e desses jogos que o Ancião jogou só conhecia God Hand e Metal Slug Anthology.

    Agora me interessei muito pelos outros, as fotos são belíssimas. E mostra que eu posso passar mais uns 2 anos, no mínimo, sem comprar um PS3.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 28/12/2011 at 2:01 pm
    Permalink

    Desta lista só não joguei os games de DS, os outros jogueis, mas só terminei o Rygar(muito bom), Okami me proporcionou o maior “empacamento” que já tive no PS2! Foram 6 dias andando de uma lado para o outro sem saber o que fazer! Então desisti! Pretendo jogar este game no próximo ano, se empacar novamente solicito sua ajuda!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • Pingback: O que você jogou em 2011? « Pizza Frita

  • 29/12/2011 at 9:42 am
    Permalink

    @Heider Carlos
    Realmente o jogo é muito bom, mas exagera na dificuldade depois de certo tempo. Não zerei ele, mas sou teimoso e cheguei na metade do último mundo.
    A melhor dica que eu tenho: a partir de certas fases, a melhor coisa a fazer é esquecer seus inimigos e sair correndo em frente. Se puder, tente derrubar vários deles em buracos. E abuse do ataque com a espada/bengala agachado, ele tira muita energia.

    @leandro(leon belmont)alves
    Eu tinha certeza que você iria aparecer neste post! :)Também curto muito a série Persona, mas viciei nos jogos do Raidou Kuzunoha. Cara, nem sei usar Torrent pra você ter idéia. Achei esse aqui do post por acaso, num vendedor pirata numa barraquinha perto da padaria.:) Quando for pra Sampa de novo, vou ver se consigo baixar o primeiro. Quanto ao Streets of Rage remake, me manda um e-mail que eu te passo o link, ok? Meu email é MonsterWorldRPG@gmail.com

    @Lucas
    A biblioteca do PS2 é muito grande mesmo, opção é o que não falta. Pode ficar um bom tempo sem o PS3 mesmo! 🙂

    @Guilherme2
    Isso mesmo, Killer7! Outro jogaço, não falei dele para não deixar o post grande demais.

    @F.R
    Sem problemas, cara! Me mande um email em MonsterWorldRPG@gmail.com e eu te ajudo!

    @Lobim
    Muito bom mesmo. Mas os Castlevanias também são sensacionais, e tem um outro jogo feito pelo mesmo grupo do Henry Hatsworth que prendeu mais minha atenção: Monster Tale.

    @Paladino222
    Espero que ele não tenha se incomodado com a piada! Mas o Gagá é gente fina, e sinceramente: eu não sou ateu mas rezo menos que um!

    @Leonardo
    Jogue BG&E sim, duvido que vá se arrepender. 🙂

    @IghorH (64gamers)
    De nada! Foi bem divertido. 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 03/01/2012 at 9:59 am
    Permalink

    Okami é um jogo que me deixa muito curioso, tenho que dar um jeito de jogar isso. Beyond Good & Evil eu joguei um tempo atrás e também achei ótimo, mas não o considero tão sensacional assim, acho que o povo exagera um pouco. Fico pensando se os criadores tivessem feito ele do jeito que tinha imaginado, com mais viagens espaciais, realmente eu joguei o tempo todo com a sensação de que algo estava faltando. Esse Rygar é outro que me interessou também, vi que tem pro Wii então depois que eu comprar o meu vou ver se arrumo ele pra jogar.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/01/2012 at 10:00 pm
    Permalink

    Okami é um dos melhores jogos que ja joguei na vida ponto. Ele carrega muitas idéias de Zelda e ainda sim consegue ser extremamente original. Joguem e nao deixem a longda introdução afastar vocês (iqual acontece com algumas pessoas).

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 11/01/2012 at 9:39 pm
    Permalink

    Okami é um jogo que joguei muito pouco, mas que achei sensacional. Preciso encaixá-lo na minha lista de jogos a terminar algum dia.
    E eu escuto falar bem da franquia Shin Megami Tensei, mas nunca joguei nenhum jogo dela. Persona idem. Vale muito a pena?
    Nunca ouvi falar de Rygar, mas interessou bastante!
    Definitivamente Streets of Rage sempre chutou a bunda de Final Fight (preciso jogar o Remake) e Metal Slug é ótimo.
    Os demais nunca joguei (Beyond Good and Evil também interessou!).
    Muito bacana o post. 🙂

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 02/03/2012 at 4:13 pm
    Permalink

    @GLStoque
    “Atrasado, mas em tempo”
    Mais atrasado, só minha resposta ao seu comentário! =P
    O Henry Hatsworth diverte muito, mas é como falei, difícil pra burro. E o Beyond Good and Evil talvez seja mais fácil de achar pro PS2 ou Wii mesmo… mas vale a pena. Pena que nada sobre uma continuação.
    Valeu!

    @leonardo
    Problema é conseguir destravar o Wii hoje em dia… ou achar os jogos. Desisti e arrumei um X360 mesmo. BGE é ótimo mesmo, pena que fez menos sucesso que o merecido.

    @Rafa Tchulanguero Punk
    Soube que o Rygar de Wii tem várias diferenças, e alguns falaram mal dos controles nesta versão. Mas como não joguei, não posso afirmar.
    Sei lá cara, eu curto muito o BGE mesmo, conheci por acaso, ninguém me indicou nem vi em revista. Claro, se os criadores tivessem feito tudo que queriam, teria sido provavelmente bem melhor. E pode jogar Okami sem medo, muito bom.

    @leo_jiraya
    Verdade, o jogo é muito criativo. Eu não tive tanto esse julgamento pois joguei poucos games da série Zelda. E realmente a introdução afasta algumas pessoas, mas isso nunca me incomodou.

    @Gamer Caduco
    Desculpe a demora na resposta também… Bom, dificilmente a Atlus faz algum jogo ruim. Acho que tanto as séries Shin Megami Tensei quanto Persona valem muito a pena. Mesmo que você termine uma vez e pronto, vale a pena. Os roteiros são muito boms, bem “cabeça” por assim dizer.
    Persona é um pouco mais “adolescente” digamos, e SMT é mais sombrio. Mas todos são bem humorados. Pode baixar o remake de SOR, é sensacional. Valeu!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *