Diário de bordo Phantasy Star Generation:1, 31/05/2010

banner-psg1

E voltamos com mais uma edição do nosso diário de bordo de Phantasy Star Generation:1 de Playstation 2, remake do primeiro Phantasy Star lançado para o Master System. E como não teve diário na semana passada, hoje é dose dupla: matamos DUAS criaturas lendárias de uma vez só! E o Odin ainda aproveita para tapar mais um buraco no roteiro do jogo original.

Semana passada Noah derrotou Tajim e a turma ficou sabendo que vai ter que derrotar uns dragões mitológicos… Tajim disse para a gente dar um pulo em Bortevo e pedir ao chefe da vila a chave da Torre de Abion, onde mora o dragão Red Dragon, protetor da espada de lacônia. Cara, para uma cidade que parece um ferro-velho, Abion é importante pra dedéu, a gente vai pra lá toda hora buscar alguma informação ou item essencial para o jogo!

Esta é a casa do sujeito que sabe sobre a chave:

psg1-20100530-105316

Tenho ótimas notícias: a chave serve tanto para a Torre de Abion quanto para a Torre da Medusa. O cara explica que a Medusa está trancada na torre, mas Odin diz que não é bem assim, porque ele encontrou a Medusa naquela famosa caverninha ao sul de Camineet. No jogo original eu sempre me perguntei por que o Odin estava petrificado naquela caverna, já que a Medusa morava mesmo na torre ao sul de Gothic. Aqui o Odin diz que deve haver uma passagem ligando a torre à caverna, de modo que a Medusa transita livremente entre elas. Agora eu entendi!

Mas ATENÇÃO que tem pegadinha: o homem em Bortevo não tem a chave, ele só te diz que a chave está escondida numa árvore seca ali em Bortevo mesmo. E você achava estranho aquele lance de esconder chave embaixo do tapete, hein? Quer saber qual é a árvore? É esta:

psg1-20100530-110256

Eu decidi peitar a Medusa primeiro, mas ela me pareceu mais difícil que o dragão, então talvez você prefira alterar a ordem.

A torre da Medusa fica logo ao sul de Gothic, é só sair da cidade e entrar na primeira passagem entre as montanhas. Você vai seguir um pequeno caminho estreito e logo chegará à torre. Ela é grande e tem armadilhas, mas se você usar o mapa da Gazeta de Algol não deve ter problemas.

Bom, enfrentar a Medusa já é outro papo. Ao contrário do que ocorria no jogo original, o escudo de espelho só protege Odin da petrificação. Se algum outro personagem for petrificado, use um Sol Atomizer ou a magia de Cura/Antídoto da Alis (キュアラ). Acho que o Myau também tem essa magia, mas não estou lembrando agora de cabeça.

psg1-20100530-113638

Medusa vem toda sexy no remake de Phantasy Star

Vencida a Medusa, você conquista o famoso machado de lacônia para Odin. E agora vamos logo pegar essa espada de lacônia, sim? Use a flauta para sair do labirinto, restaure a energia no hospital em Gothic, embarque no hovercraft e siga rio acima, virando na primeira curva à esquerda. Vá seguindo que você logo chega à torre de Abion — e não me pergunte o porquê do nome, ela fica bem longe de Abion.

Mais uma vez, recorra ao mapa da Gazeta de Algol para chegar ao Red Dragon. O bicho é forte mas não é dois. Na verdade, ele nem causa tanto dano assim, só é um pouco resistente. Caia matando e aproveite as ótimas habilidade de cura do Myau (especialmente ラヒール, que cura todos os personagens), poupando a magia de Noah o máximo possível para o ataque. A parede de Myau (ワーラ) também ajuda bastante, aumentando a defesa do grupo.

psg1-20100531-111342

Matou o bicho? Comemore, a espada de lacônia é sua! Equipe-a na Alis e seja feliz!

Semana que vem nós voltamos!

About Orakio Rob, "O Gagá"

Dono do império corporativo Gagá Games, o velho Gagá adora falar sobre si mesmo em terceira pessoa. E sim, é ele mesmo que está escrevendo este texto.