Diário de bordo: Langrisser, 09/04/2009

A Mina não é santa nem aqui nem em Seneferia!

Capítulo 16 — Nas escuridão

O dragão ferido fugiu para o vale de Allenst. Garett e seu exército vão atrás dele para mais um ataque fatal.

Para vencer: derrotar o dragão
Para perder: morte de Garett

langrisser_710Esta batalha é muito boa para ganhar níveis. Há bastante inimigo para matar, e mais uma vez eu vim sem tropas. É, meus comandantes são marrentos e não precisam de ninguém!

Desta vez a ação se passa num vale nada simpático. Lá para dentro está nosso dragão gigante, esperando para ser morto. Depois de matar muitas criaturas, chego até o local de descanso do dragão sem grandes dificuldades. Nas proximidades eu encontro um homem morto, provavelmente um guerreiro que ousou desafiar o dragão. A espada dele começa a brilhar, como se a alma do guerreiro estivesse com ela. Trata-se da Dragon Slayer. Legal, uma arma especial para matar o dragão. Mas agora, com meus guerreiros poderosos no combate, nem precisei dela.

Ao fim da batalha, um dos soldados avisa a Garett que encontrou uma tabuleta de pedra. E a tabuleta conta uma historinha…

langrisser-tabuletaO cavaleiro mágico, Ganelon, libertou o poder do demônio e cobriu o mundo de trevas… O rei da luz, Galafron de Elthlead, lutou contra ele, e com a espada Warsong confinou as trevas em Seneferia.

Diante disso, Garett decide ir a Seneferia, a terra proibida, onde o verdadeiro inimigo aguarda por ele. Quem será? Estou curioso.

Nesta batalha, Thorne e Bayard viraram cavaleiros mágicos (magic knights) e Mina virou… santa (saint)! Não brinca! Ela podia ser santa no início do jogo, mas a essa altura do campeonato o Garett já deve ter passado a menina de trás para a frente! :-)

About Orakio Rob, "O Gagá"

Dono do império corporativo Gagá Games, o velho Gagá adora falar sobre si mesmo em terceira pessoa. E sim, é ele mesmo que está escrevendo este texto.