Diário de bordo Panzer Dragoon Saga (26/30)

Se você perdeu alguma edição anterior do nosso diário de bordo, vá tirar o atraso da leitura, porque a edição de hoje está pelando! Milhares de criaturas ganham os céus, tem gente gritando, gente morrendo… é emoção que não acaba mais no diário de bordo de Panzer Dragoon Saga!

Depois de falar com Craymen, Edge começa a voar com seu dragão pela torre para impedir a invasão das tropas imperiais. O lugar é enorme, mas não tem tantos inimigos. É um barato passar vários minutos voando em alta velocidade, e especialmente subir pela torre com o dragão. Um barato mesmo, você se sente lá dentro. 

O local tem eventuais naves do Império, que já começou a invasão da torre. Depois de muito zanzar por ali, enfrentei uma baita máquina que lança uns mísseis teleguiados. Foi mais trabalhoso do que difícil. O problema é que, quando o combate termina, recebemos a informação de que aquilo era só uma distração, e que o primeiro piso da torre havia sido dominado. Edge volta voando (literalmente), mas quando chega… vamos ao vídeo?

Eu começo mostrando um pouquinho da navegação pela torre. A coisa aí fica feia de verdade. O imperador está lá, ao vivo e a cores. Craymen foi amarrado. O imperador ordena a Azel que ative a torre, e mesmo contrariada, ela não pode fugir ao seu destino. Só que aí a coisa fica MUITO feia: milhares daquelas criaturas penduradas no laboratório de dragões ganham vida, levantam voo e dizimam as forças imperiais que estão do lado de fora da torre. Um monstro aparece na sala e mata Craymen, o imperador e os soldados. Aí Edge toma uma atitude, mata o bicho e foge dali com Azel. O vídeo é bem legal, vale a pena conferir.

Resumindo: o imperador abriu uma verdadeira caixa de Pandora e morreu logo depois. Agora o bonitão aqui tem que salvar o mundo.

Depois disso… fim do CD 3! O fim está próximo! Não perca a continuação do diário de bordo na semana que vem!

About Orakio Rob, "O Gagá"

Dono do império corporativo Gagá Games, o velho Gagá adora falar sobre si mesmo em terceira pessoa. E sim, é ele mesmo que está escrevendo este texto.