Morremos, mas tamos aí!

Há mais ou menos dois anos, eu disse a vocês que o Gagá Games estava morto. E de fato, o velho Gagá Games, enquanto megamáquina de posts vendida a corporações malignas, com uma diabólica agenda secreta de enriquecimento de seu editor (ou seja, eu), morreu mesmo. Afinal, com o Gagá Games eu fiz meu primeiro milhão, comprei um iate, escalei o Everest, experimentei churros em todos os países da Europa e apresentei a paçoca aos chineses. Sim, meus amigos, o mal venceu o bem. Satisfeito com o estrago que causei, dei por cumprida minha missão e sepultei o blog.

Mas como todo bom fã do Stephen King sabe, às vezes eles voltam, e o cadáver do Gagá Games teve uns espasmos nesse meio tempo. Um post aqui, outro post ali… sendo assim, decidi oficializar o status de blog-zumbi do Gagá Games com um novo banner:

gagabanner

Vocês, que já conhecem o meu imenso talento artístico, talvez estejam fazendo a cretinagem de supor que não fui eu o autor desse novo banner. Vão para o inferno, todos vocês.

Ok, ok, eu conto quem fez o banner!

Eu tive a ideia inicial dos zumbis, com o Gagá vomitando gosma que nem os zumbis do primeiro Phantasy Star. Empregando toda a minha habilidade, criei o conceito abaixo:

banner_gagagames_conceito

Legal, agora só faltava desenhar a cabeça do Gagá no zumbi da frente e botá-lo para vomitar gosma azul. O problema: da última vez que tentei desenhar um quadrado, quase ceguei minha esposa e três crianças inocentes com o lápis. E agora?

Recorri ao histórico Samuel, fundador do seminal RETROBITS. O Samuel trabalha em uma agência de publicidade e conhece um monte de gente talentosa (o sujeito que desenhou o Gagá é amigo dele, inclusive). Eu falei sobre a minha ideia para o banner, e o Samuel indicou um companheiro de escritório, o polivitamínico Marcelo Bastos.

Vejam só que beleza o trabalho do Marcelo:

marcelobastos-Character-4

E o cara não é one-hit wonder não, ele também desenha admiravelmente bem em outros estilos. Vejam só que beleza:

marcelobastos-11

Fazendo propaganda gratuita SIM, porque ele merece. Confiram mais aqui.

Quando vi essas obras fantásticas, pensei logo: é muita areia para o meu caminhãozinho. Mas ao entrar em contato com o Marcelo eu percebi que ele não só era muito talentoso, como também muito bacana. Batemos um papo, ele insistiu em fazer o serviço em troca de duas garrafas de suco Curumatã e um spray de mel com própolis para garganta, mas com alguma insistência de minha parte ele aceitou uma grana como pagamento. Tenham em mente que minha memória é ruim, e talvez eu esteja confundindo algumas informações.

Sob a promessa de fama e fortuna, o Marcelo começou a trabalhar, e o resultado foi este belo desenho:

Gaga-games

Holy shit, ficou fantástico!!! 0_0

Meu projeto original era meramente o de colar os zumbis dele sobre o fundo original do Phantasy Star, mas o trabalho dele ficou tão bom, mas tão bom, que decidi usar tudo.

Ou quase tudo. Eu tinha que avacalhar com a perfeição de alguma forma. O estilo do texto à direita dos zumbis estava de extremo bom gosto, mas eu queria enfiar alguma tosqueira ali. O Marcelo se ofereceu para fazer umas variações, mas achei que seria divertido eu mesmo brincar com isso.

Fiz alguns testes por conta própria, buscando inspiração em filmes de terror antigos. O melhor que consegui foi esta versão, que por pouco não foi a final:

gagabanner

Até que gostei bastante dessa versão, mas… sei lá, o texto tava retinho demais, “computador” demais, não combinava com o desenho “quente” do Marcelo.

Recorri então ao infalível Eric Fraga (repararam que todo mundo que é legal ganha um adjetivo antes de ser citado aqui no Gagá Games?). Ele já mandou logo um “uau, a fonte que o cara usou no desenho original já está ótima”, mas diante de minha lendária teimosia, começou a discutir uma alternativa. E a alternativa era o… pô, é até difícial escolher um adjetivo à altura desse camarada. Enfim, Andrey is God. ’nuff said.

O Andrey (que como todos vocês já devem saber, é o artista oficial do Cosmic Effect) apresentou algumas ideias extraordinárias, como a que vocês veem abaixo.

gagabanner-andei_is_too_cool_for_gaga

Tava awesome. Tava power. Tava Touchstone Pictures. Mas não tava Gagá Games. Estava no altíssimo nível de qualidade do Cosmic Effect, mas o que acontece é que se o Cosmic Effect é “2001: Uma Odisseia no Espaço“, o Gagá Games é “Galáxia do Terror“. Já viram esse filme? Aquele em que a moça que tem pavor de insetos é atacada por um verme gigante?

Felizmente o Andrey é um sujeito muito versátil, e mandou um novo texto que não só tinha aquela cara de filme de terror Z como ainda lembrava sutilmente Dragon Quest:

fonte_gaga_games

Pronto, fechou o novo banner do Gagá Games!

Agradeço imensamente ao Samuel e ao Eric pela indicação dos artistas e ao Marcelo e ao Andrey pelo excelente trabalho. Valeu mesmo, senhores!

E agora, o que muda por aqui?

Supostamente nada. O blog continua sendo zumbi, levantando uma vez a cada seis meses para devorar uns cérebros e retornando em seguida para mais um cochilo de duração indeterminada.

Se bem que eu tô com um projetinho… não, peraí, este post já está grande pra caramba. Depois eu conto.

About Orakio Rob, "O Gagá"

Dono do império corporativo Gagá Games, o velho Gagá adora falar sobre si mesmo em terceira pessoa. E sim, é ele mesmo que está escrevendo este texto.