Olá retroamigos do Gagá Games!

Como eu tinha prometido falar dos jogos do Atari Jaguar neste post, depois de mais de um ano tomei coragem para “encarar” essa missão. E falo que a tarefa não foi fácil não: além dos emuladores não funcionarem direito, os jogos em sua maioria são ruins de doer. Tirando um ou outro título que dá pra jogar, o restante é como pagar uma penitência! Portanto, não vou focar a fundo nos jogos, e sim passar uma visão geral destes, ainda mais sabendo que muitos gamers brasileiros jamais tiveram contato com os jogos da plataforma.

Durante sua breve vida, o Atari Jaguar e seu add-on, o Jaguar CD, acumularam 69 títulos lançados oficialmente. Por isso vou tratar aqui como um único sistema, assinalando quando o título abordardo for em CD. Veja aqui a lista de títulos. Vou seguir a ordem dessa lista. 

AIR CARS

A primeira coisa que salta aos olhos (na verdade, agride aos olhos) é a feiúria desse game. Lançado em 1995 pela ICD, sendo uma criação da Midnite Software (não, eu não escrevi “midnight” errado não), parece um jogo que foi feito por alguém que não sabia o que estava fazendo. Os polígonos são muito mal feitos, não há texturas e o jogo em nada se parece com um título de um sistema de 64 bits. Parece muito mais um jogo de Atari 7800 mal convertido. Veja as fotos acima. Se ligou no radar do jogo?

s missões são poucas e espaçadas, e nesse meio tempo você fica pra lá e pra cá e nada acontece. Aparece um inimigo aqui e outro ali, mas bastam dois tiros e você já era. Apesar do que o nome do jogo sugere, parece mais que você está pilotando um tanque do que uma aeronave, de tão lento que é o seu veículo. Não há músicas, só uns efeitos sonoros bizarros e repetitivos.

Um ponto positivo? Pela “simplicidade” deste game, ele roda a constantes 20 FPS, o que pro Jaguar é algo assombroso.

ALIEN VS PREDATOR

Se você quer um motivo pra comprar um Atari Jaguar, aqui está ele.

Alien VS Predator é o jogão medalha de ouro, obrigatório para esse sistema. Assim como os jogos de PC, AVP de Jaguar permite que você escolha com quem vai jogar: colonial marine, alien ou predator.  No estilo first person shooter, é um jogo que vai te fazer suar frio. Os inimigos são impiedosos, os mapas grandes com muitos locais a serem explorados e muitas missões a serem cumpridas. A história está muito bem amarrada e você se surpreenderá com as revelações sobre a Wayland-Yutami. Os efeitos sonoros e as músicas são perfeitas para o clima do jogo, e vão gelar a sua espinha. Os controles respondem bem, fazendo deste game o top do Jaguar.

ATARI KARTS

A Atari tentou fazer sua versão de Mario Kart, mas o que esse jogo tem de bonitinho tem de ordinário.

A primeira coisa que se nota ao jogar é a dificuldade de ultrapassar os adversários. Você acelera, acelera, mas seu kart nunca chega no oponente que está à frente. Aí você faz uma analogia ao Mario Kart e decide atacar seu opnonente. Mas cadê o ataque? Não tem.

Os powers-ups são ridículos e praticamente sem função. Um deles consiste em “embaralhar” o controle do advesrário. Mas isso só jogando de dois, com a tela dividida. Contra o computador não rola, pois ele deve ter um “firewall” maroto. Há outro que aumenta a velocidade instantaneamente, mas parece que quando você pega, compartilha com o computador, pois ele acelera também. Cabuloso! Erre a curva e note como parece haver uma gosma na lateral da pista que segura seu carro. O controle é todo “lag-ado” e as músicas e efeitos sonoros são toscos. Já disse que o jogo é, sim, bonitinho?

ATTACK OF THE MUTANT PENGUINS

Um jogo de estratégia um tanto quanto confuso. A história é a seguinte: alienígenas disfarçados de pinguins invadem a terra e pretendem destruí-la. Sua missão? Impedi-los.

Como sempre, seu maior inimigo será o controle, que não responde bem. Os gráficos são legais, há uns tutoriais “in game” que introduz o jogador aos novos recursos apresentados durante a jogatina e até um recurso que permite bisbilhotar as fases antes de jogar, para que você veja onde estão os baús com bônus, armas, pontes e o tal do Doomscale, a arma de destruição em massa dos alienígenas. Aliás esse é o único objetivo do jogo: evitar que a todo custo que os pinguins mutantes alcancem esta arma.

Não há música durante as fases, somente uns efeitos sonoros pobres quando ocorre alguma coisa. Vale destacar a bonita tela de game over.

Até a próxima!

Cruzada Jaguar: Começa a penitência!
Tagged on:

37 thoughts on “Cruzada Jaguar: Começa a penitência!

  • 04/07/2011 at 8:58 am
    Permalink

    Fala Piga, tudo bem?
    Aqui éo o Old Gamer do retrobits que tinha feito umas matérias sobre sega MD e tentava vender os manuais (ainda não consegui acredita???).
    Você é um dos mais corajosos aqui nesse momento pq o VideoGame citado acima é desculpe a minha sinceridade PAVOROSO!

    Tem pouquissimos jogos expressivos (Alien vs Predator entre outros que conto na mão esquerda), e infelizmente na época caro demais sendo um item especial de colecionador.

    Já tive um e o joguei duas vezes mas infelizmente meu irmão com fontes com maiores voltagens pifou o treco e fiquei sem um na coleção que agora portei para pc’s e emuladores (Tenho o Magic Engine sem trava e é maravilhosos seus jogos já estou com 22 Isos de jogos clássicos como Kaze Kiri e Akumajou Dracula X Chi No Rondo e estou maravilhado . . ., fora o roms set completo que levou mais de 4 anos para conseguir).
    Não é de todo ruim mas foi uma tentativa fracassada da Atari que enterrou de vez sua unica chance.

    Recado rapido se alguem tiver interesse em vender por um valor camarada um Pc engine estou disposto a comprar mas desde que seja um preço justo e em bom estado, não precisa ser na caixa pq não tenho onde guardar em casa. Aproveitando também para dizer se lguem tiver interesse em manuais de jogos antigos tenho muitos que estou querendo negociar eles. São dos sistemas: Nintendo 64, Mega Drive, Master System, Supernintendo e Nintendinho.
    Qualuqer coisa se o Gaga permitir eu gostaria de ajuda nesses casos e agradeço o espaço.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 10:04 am
    Permalink

    Pela única experiência que tive com o Jaguar já notei que seria um baita fracasso.

    Tenho mãos pequenas e isso já foi um ponto contra, pois a ergonomia do joystick é simplesmente péssima. Como o joystick é o contato físico entre o jogador e o console, ele nunca poderia ter ergonomia ruim.

    É como se fosse no carro… Já imaginaram ter um carro onde a fechadura da porta, o volante e a alavanca de câmbio fossem ruins de se pegar?

    Sem falar na maioria dos jogos com gráficos inferiores ou, no máximo equivalentes aos do SNES. Uma vergonha para um videogame que se propunha a ter “64 bits”… E a jogabilidade truncada nem se fala.

    Se aparecer um Jaguar na frente… Chuta que é macumba!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 1:35 pm
    Permalink

    Parabéns pela iniciativa, ta certo que o Jaguar é muito criticado mas acho muito interessante conhecer mais sobre esse video game e seus jogos.
    Bons textos falando sobre Mega Drive, Master System, Nes e Snes são fáceis de encontrar na net mas de video games como o Jaguar, Vectrex, Atari 5200, além de outros, são difíceis de encontrar.
    Por favor siga em frente e não desista, todos aqueles que apreciam se aprofundar na história dos video games apreciarão sua iniciativa.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 2:04 pm
    Permalink

    Muito legal você fazer uma Cruzada dos jogos do Jaguar, afinal pouca gente teve contato com o console mesmo. Vai ser interessante conhecer melhor os jogos dele… Apesar das bizarrices!

    Adoro essas Cruzadas que vocês fazem aqui.
    Boa sorte pra você nessa dura tarefa!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 2:27 pm
    Permalink

    Acho que a Cruzada Jaguar vai acrescentar como parte histórica dos games, mas duvido que muita gente se arrisque a passar muito tempo “divertindo-se” com ele. Boa sorte e paciência aos heróis que enfrentrarão a missão, vão precisar.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 2:32 pm
    Permalink

    ALIEN VS PREDATOR NO JAGUAR????!!!!!!

    VOU BAIXAR AGORA ESSE JAGUAR AGORA MERMO!!! eu adoro qualquer game da série Alien e do Predador também^_^ eu sempre ouvia falar desse console,mas jogo pra ele, neh! e vou do lado dos predadores ou dos aliens. mariners são losers…

    apesar de ser gamadão na Ripley!(Nerd apaixonado pela personagem ficticio Mode ON)kkkkkk!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 2:36 pm
    Permalink

    Piga; você merece uma medalha de “HONRA AO MÉRITO”. Nunca, eu disse NUNCA enfrentaria um calvário desses, mesmo sendo retrogamer. Tá, ponto positivo para o Alien Vs. Predador que foi um dos poucos ou quiçá, o único jogo realmente entusiasmante deste console. Resumindo: você é meu herói.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 3:30 pm
    Permalink

    Excelente inciativa Piga (e boa sorte na empreitada!). O Jaguar assim como outros consoles do anos 90, foi uma experiência e tanto de mercado – Coisa que não se vê nestes dias.

    Alardeado como o primeiro console 64 bits do mercado, inicou vendendo bem no mercado americano, mas com o passar do tempo, sem atrair softhouses para produzir jogos de qualidade, o console começou a encalhar e atari faliu. Tendo a marca e as propriedade intelectuais passando de mão em mão durante so anos, como a Hasbro e a infogames (se não me falha a memória).

    Embora tenha essa fama de jogos ruins e console bugado (é isso aí, se alguém acredita que o primeiro console com bugs de console direto da fabrica é o Zeebo saiba que o Jaguar conquistou este título) tem uma legião de fãs.

    Particularmente na europa (Reino Unido e Alemanha) e o EUA tem uma cena homebrew do Jaguar muito forte, lançando jogos e programas para o sistema com alguma regularidade.

    Fato curioso foi que após o fracasso comercial do Jaguar e a falencia da Atari, a Hasbro declarou que esta plataforma era aberta. Isto é, tirando as questões óbvias da marca (ela ainda era dona na época), qualquer um poderia desenvolver para jaguar cartuchos ou cds e vender.

    Quanto a emulação do sistema, sempre houve tentativas aqui e acolá mas de resultados pífios e logo abandonados. Contudo, recentemente o autor do programa jagulator atualizou seu código e apesar de estar em estágios betas o programa parece promissor. O emulador Jagulator pode ser conseguido aqui: http://www.jagulator.com/

    Não deixo de pensar que o Jaguar tinha um potencial enorme a ser aproveitado, mas que infelizmente restou inexplorado.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 3:43 pm
    Permalink

    @Ulisses Old Gamer 78
    Fala Ulisses, blz? Tá sumidão cara! Pena que o Retrobits acabou, mas estou por aqui. O pce é massa. O Jaguar é por aí que você falou. Abraços!

    @Man On The Edge
    Com certeza. A Atari só fez besteira. E isso vem desde o Atari 2600. Ela é a culpada do carsh dos videogames, hehehehe

    @Jorge Chernicharo

    @Man On The Edge

    @ighor h

    @Coelho

    @P.A.

    Bom pode parecer que estou pagando promessa mais não é. Estou dissecando o Jaguar porque ele foi um sistema obscuro para nós. Existe muito sites gringos que só fala dele (e bem), que mais parece algo feito por entusiastas. Além de fazer algo na nossa lingua nativa, estou tentando ser o mais imparcial possível. É bom, eu elogio. Nao é, eu deço o malho!

    @Iceman
    Isso mesmo. Só me aventurei a jogar para poder escrever aqui pro blog. Não há motivo em jogar alguma coisa do Jaguar com tanta coisa boa por aí. A não ser que a pessoa seja masoquista como eu! 🙂

    @Daniel “Talude” Paes Cuter
    Realmente os melhores títulos do Atari 2600 foram feitos pela Activision.

    @leandro(leon belmont) alves
    Baixe sim. Use o emulador Jagulator, saiu uma nova versão recentemente e ele roda praticamente perfeito.

    @Alan Skywalker
    Obrigado pelos elogios!!!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 3:48 pm
    Permalink

    @mdk137
    Na verdade estou usando dois emuladores para fazer a Cruzada Jaguar: O Project Tempest e o Jagulator. Ambos tem suas deficiências mas rodam praticamente tudo. Também me valho de minhas memórias, uma vez que eu já fui um infeliz proprietário de um Jaguar/Jaguar CD.

    Abraços!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 04/07/2011 at 6:37 pm
    Permalink

    @piga

    Eu ainda mantenho o meu guardado. Triste fim de um console: Parado, quieto e pegando poeira. Sem niguém para dar utilidade…

    Se lançarem alguma coisa boa (acredite tem muito programa/jogo homebrew pro sistema) eu volto a ligar o console novamente. Caso alguém tenha curiosidade de saber alguma coisa sobre esta faceta do Jaguar os foruns do AtariAge são um bom ponto de partida: http://www.atariage.com/forums/

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 12:31 am
    Permalink

    Olha, eu não sei o que é pior, jogar as bombas do Jaguar ou emular as bombas do Jaguar, he he he. Mas bacana a iniciativa, eu mesmo nunca vi nenhum jogo dele e só de ver que tem alguns (mesmo que raros) jogos de qualidade acho que já vale a cruzada né?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 9:03 am
    Permalink

    @Eric Fraga
    Se é o qual estou pensando, só lá pro final da cruzada mesmo!

    @leandro(leon belmont) alves
    @Lobim
    Os emuladores não são difíceis de configurar. Estou usando dois emuladores: O Project Tempest 0.95 e o Jagulator 2.0.2. Quando um jogo não funciona em um, tento no outro. Uso em cima do Windows Vista (atualizado) num Pentium D (dual core) de 3.0ghz, com 2GB de ram e uma placa de video ATI Radeon X1550 com 512Mb de ram. Uso um controle chamado FightPad da Capcom/Madcatz wireless pra PS3, que funciona que é uma beleza no Windows.

    @Tchulanguero
    Foi pensando em pessoas como você que tomei coragem para fazer esta cruazada. Vale a pena a título de curiosidade e também a título de conhecimento desse sistema e desses títulos.

    @Leandro Moraes
    É verdade!!!

    @mdk137
    Eu me desfiz do meu Jaguar tem uns 5, 6 anos. Aliás, em 2000 em comecei a me desfazer da minha coleção. Por um motivo: Minha coleção tinha virado uma compulsão. Só comprava, comprava, fazia a manutenção e jogar que é bom nada! Para evitar a degradação das minhas relíquias, resolvi passar adiante. Tinha até um tópico falando sobre isso no finado forum do Retrobits. Talvez eu faça um post falando sobre o ato de colecionar, isso na minha visão, claro.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 9:26 am
    Permalink

    Piga valeu por lembrar de mim, queria saber onde anda o pessoal do Retrobits.
    Se possível gostaria de ver essa galera jogando como antigamente eu jogava com meus parceiros que infelizmente não são mais parceiros por motivos que prefiro abolir.
    O Samuel quebrou minhas pernas porque estava postando sobre sistema SEGA e infelizmente não guardei as matérias, perdendo tudo e ele nem avisou o pessoal por mail. Mas não o culpo por isso mas que deveria ter me avisado deveria assim como todos os outros que participavam de seu blog.
    Continuando sobre o Jaguar, eu já fiz essa cruzada e jogos que recomendo são Rayman (claro né), Raiden, Tempest 2000 (onde a música não sai da cabeça rsrsrsrs), O alien vs Predator que vc citou e só.
    Esses não são nenhuma maravilha mas são bons jogos que dá pra ficar horas na tela jogando.
    Outra coisa, se souber de alguem com um preço justo vendendo um PC Engine ou que queira doar (isso é difícil viu rsrsrsrs) me avise ok, e obrigado pela força.
    Vida Longa Aos Games Antigos Pq para mim o novos não estão com nada.

    É isso.

    Ulisses Old Gamer 78

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 9:42 am
    Permalink

    @Ulisses Old Gamer 78
    Eu tambem não guardei as minhas matérias. Quando o Retrobits migrou pro Ning, eu migrei minhas matérias do fórum pro blog. E aproveitando os recursos que o Ning oferece, aproveitei pra fazer meu album de fotos lá. Porém o Samuel resolveu encerrar o Ning, por motivos que eu desconheço. Ele poderia ter deixado o Ning parado, mas como o Ning é uma plataforma paga, ele provavavelmente não quis ficar com essa despesa pra meia dúzia de gato pingado acessar. E infelizmente na internet é assim. Um dia tá alí, no outro dia não está mais.

    Falow!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 1:02 pm
    Permalink

    @piga
    A compulsão infelizmente é uma “doença profissional” do colecionador. Ao menos comigo consegui dominar a danada, simplesmente desviando a atenção para alguma outra coisa.

    No momento pesquiso muito sobre homebrew em consoles antigos e me sinto (parcialmente) satisfeito. Descobri muita coisa interessante e fiz algumas experiências – algumas até com resultados muito interessantes.

    De qualquer forma uma matéria sobre o tema da compulsão seria uma ótima pedida.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 4:02 pm
    Permalink

    @helisonbsb
    Nem político faria melhor!! 🙂

    @mdk137
    Vou ver se mais pra frente eu consigo escrever algo. Como o texto original do outro autor se perdeu com a desativação do forum que estava, lembro pouca coisa, pois era m tópico bem antigo. A minha maior lembrança desse texto foi a discução, desavenças, flamewar e outras coisas desagradáveis que ele gerou.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 05/07/2011 at 7:35 pm
    Permalink

    Boa sorte nessa cruzada Piga! Esse é um console “obscuro” para nós brasileiros… e isso foi sorte eu creio. Num fez falta nenhuma para nós aqui.
    Eu tentei emular ele um tempo atrás, porém muitos jogos não pegavam. Vou dar uma olhada nesta versão mais atual.
    PS: O antigo forum Retrobits era um bom lugar para se ler algo relacionado a games antigos. Pena ter acabado…

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 10/07/2011 at 1:07 pm
    Permalink

    Até hoje eu me pergunto, como os caras poderam ter criado algo pra ser um fracasso. Jaguar é osso mesmo ! A Atari tinha tudo, inclusive nome, porém aos poucos vou se perdendo.
    Na minha opnião, a Atari viveu sua época “Dourada” tendo como dono e criador, Nolan Bushnell !

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *