steam-megadrive-002

Conforme o prometido, ontem a SEGA começou a vender jogos clássicos do Mega Drive no Steam, a badalada loja digital de jogos da Valve. A primeira leva inclui 11 jogos: Golden AxeAltered BeastComix ZoneEcco the DolphinGain GroundShinobi IIIVectormanSonic 3D BlastCrack Down, Shadow DancerSpace Harrier II. Cada jogo é vendido a US$ 2,99 (exceto por Sonic 3D Blast, vendido a US$ 4,99), e o seu velhinho camarada comprou um deles para ver como a coisa funciona.

Para quem não sabe como o Steam funciona, uma breve explicação: trata-se de uma loja online. Você escolhe um jogo, compra via cartão de crédito ou Paypal e então pode baixar o jogo para o seu computador. Tudo se dá por meio digital, sem caixas ou mídia física. Para jogar, é preciso instalar o cliente do Steam (disponível para Windows e Mac, mas dá para rodar razoavelmente no Linux com uma gambiarra), que faz a autenticação online quando você vai jogar o jogo que baixou.

E os jogos trazem alguma novidade? Há save states? Modo multiplayer online? Continue lendo para descobrir.

Test-drive: Golden Axe

Comprei Golden Axe por ser um jogo que aceita dois jogadores simultâneos, o que me permitiria tirar a dúvida quanto a um possível modo multiplayer online.

steam-megadrive-003

O processo de compra não tem mistério, podendo ser realizado pelo site do Steam ou através do cliente instalado no computador. O download de Golden Axe tem por volta de 100 MB (inclui o emulador, mas ainda assim é um download bem grande), e também há um manual em PDF disponível no site. Não, não é o manual “vintage”, das antigas: é um manual novo feito especialmente para o Steam, que explica como funcionam os controles e dá algumas dicas sobre o jogo. O manual é breve, com páginas em vários idiomas — mas nada de português.

Depois de baixado o jogo, você pode partir para a ação. Um simpático ícone é posicionado no desktop, e basta clicar nele para ir diretamente ao SEGA MEGA DRIVE CLASSICS:

steam-megadrive-004

A apresentação do pacote é bem cuidada. A tela inicial mostra o jogo se movendo em uma telinha (foto acima), dando um efeito muito interessante.

Os curiosos de plantão devem estar querendo saber para que serve o item “Options”, certo? Pois bem, vamos dar uma espiada nas opções disponíveis.

steam-megadrive-005Em “Display”, você escolhe se quer rodar o jogo em uma janela ou em modo de tela cheia. Window Size permite aumentar o tamanho da janela, de um mínimo de 320×240 a um máximo de 1280×960. Logo abaixo, é possível também escolher a resolução. A caixa de seleção “correct aspect-ratio” mantém a proporção de tela original, o que significa maior fidelidade em troca de barras horizontais acima e abaixo da imagem.

Quem já jogou um jogo de Mega Drive em emuladores sabe que aumentar a resolução implica em estourar pixels (os gráficos ficam meio quadriculados). Os emuladores costumam oferecer filtros gráficos para suavizar o problema, e felizmente a SEGA fez o mesmo aqui.

Há três opções de filtro (além do modo padrão): “Linear” traz resultados bastante satisfatórios sem alterar muito os gráficos. “Enhanced” engrossa o traço dos gráficos e é um pouco mais polêmico: há quem ame e quem odeie. Por fim, “TV” faz a imagem ficar parecida com o que você via na velha televisão de CRT. Você perde em nitidez mas ganha em nostalgia. Outro caso de ame ou odeie, mas o filtro é, no mínimo, interessante. Eu diria que a SEGA acertou na oferta de filtros e modos de resolução, oferecendo boas opções para todos os gostos.

As opções de controle incluem o teclado e joysticks. Eu tenho um joystick USB aqui, e ele funcionou sem complicações. É possível configurar as teclas e botões conforme a sua preferência.

Nostalgias à parte, save states são uma necessidade para o retrogamer de hoje. É difícil encarar uma longa e difícil partida de certos jogos sem ter que parar para ir trabalhar ou dar atenção à esposa… felizmente, temos save states neste pacote. São 5 slots disponíveis para você salvar o jogo a qualquer momento que quiser, retomando a jogatina mais tarde.

Mas e o jogo em si, como se comporta? Gráficos, música, jogabilidade… tudo permanece igualzinho à versão de Mega Drive. Isso pode ser bom ou ruim, dependendo do que você esperava. Pelo preço (três dólares), era mesmo de se esperar que os jogos não trouxessem grandes alterações. O modo de dois jogadores simultâneos está presente, mas não é possível jogar com outro jogador online, só são permitidas partidas locais. Vale lembrar que alguns emuladores permitem que dois jogadores joguem via internet.

steam-megadrive-006steam-megadrive-007steam-megadrive-008steam-megadrive-009

As imagens acima mostram a mesma tela do jogo sem filtro e com os filtros “linear”, “TV” e “enhanced”, respectivamente. Clique para exibi-las em tamanho maior.

Vale a pena?

Isso depende. Se você usa emuladores, tem um monte de ROMs no seu computador e não dá a mínima para o fato delas serem ilegais, certamente este pacotão da SEGA não vai parecer muito interessante. Mas se você quer legalizar sua coleção ou não curte/manja de emuladores, eu diria que é uma opção interessante. Os filtros gráficos são bem legais, a apresentação é ótima e eu diria que a SEGA fez um bom trabalho. É uma pena não ser possível disputar partidas online, pois seria um extra bem legal.

Para a turma avessa a ROMs ilegais, o maior concorrente do Steam seria o Virtual Console do Wii. Colocando os dois serviços lado a lado, o Steam leva vantagem pelo preço (os jogos custam menos da metade do que custam no Wii), nos filtros gráficos e na possibilidade de salvar e retomar o jogo a qualquer momento (o Virtual Console oferece o recurso, mas quando o jogador carrega o save para continuar de onde parou, o save é apagado automaticamente). Por outro lado, quem procura uma experiência mais próxima à original, jogando na tela da TV e sem a possibilidade de ficar usando saves para “trapacear” vai preferir jogar no Virtual Console. Vai do gosto de cada um.

Vale destacar também que os proprietários de PS3 e XBOX360 contam com a ótima coletânea Sonic’s Ultimate Genesis Colletion. O preço e a boa seleção de jogos fazem dessa coletânea uma alternativa bastante vantajosa.

E você, o que pensa disso tudo? Pretende legalizar sua coleção, ou não vê problema em continuar usando ROMs? Gostou do lançamento destes jogos no Steam? Achou o preço alto? Queria mais extras? Dê sua opinião aí nos comentários.

Jogos de Mega Drive no Steam: o Gagá testou!
Tagged on:         

56 thoughts on “Jogos de Mega Drive no Steam: o Gagá testou!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *