Olá amigos do Gagá Games! Aqui é o retrogamer André Breder trazendo mais uma edição do Recordar é envelhecer! Hoje vou lembrar aquele que é talvez o primeiro game com motocicletas que joguei: estou me referindo ao clássico Excitebike do NES. Um game que une de forma perfeita, simplicidade e diversão! Bem, tenham todos uma boa leitura e até a próxima!

Introdução

Excitebike está no grupo de jogos iniciais do NES (foi lançado em 1984) que se destacaram por sua originalidade e diversão. Nele o jogador iria sentir como é estar numa corrida de motos, em pistas cheias de obstáculos e adversários que batem em você, fazendo-o cair de sua moto. O legal é que você pode jogar “sujo” como eles e também mandar para o chão seus adversários! Simplesmente demais!

São 2 modos de jogo, um em que você jogará sozinho pelas pistas(selection A) e outro em que você terá adversários(selection B). O primeiro serve para o jogador treinar as pistas do jogo. Já no segundo você deve tentar cumprir a prova o mais rápido possível, ficando pelo menos em terceiro lugar para poder se classificar para a próxima pista.

Em ambos os modos você poderá escolher livremente em qual pista quer jogar, sendo que são apenas 5 disponíveis no jogo. Mas o baixo número de pistas foi compensado pela opção de criar suas próprias. No modo “Design” o jogador poderá construir uma pista da maneira que ele quiser, escolhendo os obstáculos que haverão nela, assim como o número de voltas que serão dadas para completá-la. Infelizmente não há como salvá-la. Basta desligar o console que sua pista criada será apagada do jogo. Na versão japonesa de Excitebike havia como os jogadores salvarem suas pistas por meio de um acessório do Famicom, chamado “Data Recorder”.

Sobre o game

Os gráficos são simples, os cenários são repetitivos, mas quem se importaria com isso em um jogo em que o ponto forte é a diversão? E ainda deve se lembrar que Excitebike foi originalmente feito em 1984 (data de seu lançamento para o Famicom), ou seja, se formos compará-lo com os jogos de sua época, ele apresenta gráficos até que “legais”.

Os efeitos sonoros deste jogo são simples e em quantidade bem reduzida. Na maioria do tempo você só ouvira o ronco do motor das motos, que se sobressai sobre os outros efeitos.

E as músicas? Que músicas? A trilha sonora de Excitebike é praticamente inexistente! Durante as provas nas pistas não haverá música alguma. Música mesmo rola no início do jogo (aquele infame tema ridículo de abertura) e quando se vence ou perde uma prova. E mesmo assim essas músicas duram poucos segundos.

A jogabilidade é um pouco difícil, apesar dos comandos serem simples. O botão A serve para acelerar a moto normalmente, enquanto que o botão B, faz com que a moto corra mais rápido, só que por um curto período de tempo, pois caso o jogador insista em correr com o botão B, a temperatura da moto irá ficar muito alta, obrigando-o a ter que encostá-la até que as coisas esfriem.

Uma boa dica para baixar a temperatura do motor da moto é passando por cima de um símbolo similar a uma flecha, que é encontrado nas pistas do jogo. Dessa forma a temperatura da moto irá abaixar automaticamente. A dificuldade maior encontrada na jogabilidade do jogo, é que não é tão fácil controlar sua moto da maneira correta, evitando com que você caia dela e consequentemente perca tempo.

A dificuldade do jogo é crescente. A primeira pista, por exemplo, não oferece muitos obstáculos e desafios. Já a quarta e quinta são bem mais difíceis, com um número maior de obstáculos que dão trabalho ao jogador na sua busca de completar a prova na frente de seus adversários.

Conclusão

Excitebike é um dos jogos mais divertidos lançados para o NES, e encanta por sua simplicidade. A possibilidade de criar pistas deu oportunidade aos jogadores de usar toda a sua criatividade. e aumenta em muito a diversão obtida neste jogo!

Recordar é envelhecer: Excitebike (NES)
Tagged on:             

11 thoughts on “Recordar é envelhecer: Excitebike (NES)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *