Tô editando uma revista com a rapaziada! Sim, porque eu sempre arranjo novas maneiras de encher a paciência de vocês ^_^ 

>> *trilha sonora para embalar o post* <<

Perdoem a fase jabá do Gagá Games, sei que é o segundo post seguido sobre a WarpZone, mas macacos me mordam, os caras foram loucos o suficiente para me botar de diretor editorial de uma revista digital!

Tenho certeza de que os 23.662.512 visitantes diários do Gagá Games já sabem que a WarpZone faz aqueles livrinhos retrô bacanas e coisa e tal. A novidade é que para você, que é retrô MESMO e continua entupindo a janela de casa com adesivos horríveis da Pier e da Company desde os anos 80… bom, agora nós temos uma REVISTA para você! Digital, para sua praticidade; de graça, porque nós somos legais pra caramba.

A Revista WarpZone Digital tem o objetivo de resgatar aquele climão das revistas antigas. Nela, vocês vão encontrar páginas com todas aquelas cores berrantes e imagens inclinadas que as saudosas Supergame e Ação Games viviam usando, e que os anos já provaram que nunca mais deveriam ser usadas. WHO CARES?!?! IT’S RETRO, BABY!

Mais anos 90 que isso, só ressuscitando o Kurt Cobain (estamos trabalhando nisso)

A revista tem aquele gostinho de “cheguei-da-escola-ja-vou-almoçar-mãe-deixa-só-eu-ler-este-review”. No geral, ela traz matérias ágeis e interessantes, porque a gente sabe que a leitura no celular/tablet/computador está sempre competindo com aqueles amigos chatos que ficam te perguntando “cê tá aí?” no Messenger. Tem até review de uma página só, e estamos falando de formato A5 com um monte de fotos no meio. É para ler relaxado e voltar aos velhos tempos. Fala a verdade, quando foi a última vez que você baixou uma revista digital e realmente leu? Eu assinava a Game Informer, baixava aquele negócio e só lia as matérias curtinhas, as grandes sempre ficavam para “mais tarde”…

Mas se você curte matérias mais longas, tem para você também: tome o Especial Bubsy, com oito páginas tratando de todos os jogos do mascote da Accolade e ainda uma entrevista exclusiva com Michael Berlyn, o criador do bichinho! Vale muito a pena conferir, mesmo se você não for fã do jogo, porque a entrevista tem vários lances curiosos e impagáveis.

“Infelizmente, fui eu que exigi que Bubsy 3 fosse um jogo 3D. Eu não sabia nada sobre 3D na época e, infelizmente, o jogo deixa isso bem claro.” — 0_0

Confesso que achava Bubsy chato pra caramba e torci o nariz para a notícia sobre o novo jogo do personagem, mas diante dessa entrevista maneiríssima… ok, vou fazer uma jogatina de Bubsy para ver se o jogo é mesmo tão ruim quanto eu lembro. Aqui no Gagá Games a gente curte esse lance de segundas chances. Aguardem.

Reviews, entrevista e ainda tem mais! Rolam causos e crônicas retrô na revista, como aquela história hiláaaaaaria da mãe do moleque que queria alugar Alex Kidd e… peraí, não vou estragar a surpresa, mas só essa já vale o download. E tem texto sobre colecionismo, backlog, seção de computador (MSX e PC!) e até uma bunda pixelada no review de Strip Fighter — pronto, os downloads da primeira edição subitamente pipocaram para 43.211! Quanta ousadia! Até a Supergame amarelou, censurando aquele review do Divine Sealing na edição 32, estão lembrados? Mas é claro que estão! ^_^

Mas quem escreve esse negócio todo, Gagá? É você? Não, gente, é o povo! Temos um monte de colaboradores maneiríssimos trabalhando acorrentados diante do computador, 24 horas por dia, sete dias por semana, com um estoque inesgotável de Rosquinhas Mabel sobre a mesa. Vocês devem reconhecer alguns dos nomes ao folhear a revista, mas não tem só celebridade não. Na Warp Digital, tem blogueiro, tem gente de revistas antigas, tem ex-balconista de locadora… tem de tudo, porque a revista é para todos.

Ok, eu menti, tem texto do Gagá sim: olhem aí o meu review do Batman de Game Boy! Revista de games retrô tem que ter jogo de super-herói no meio, né?

Justamente por ser uma revista feita a muitas mãos, estou evitando citar nomes da equipe. Não seria justo destacar x ou y aqui; todo mundo que participou merece o mesmíssimo destaque. As matérias todas levam os nomes de seus respectivos autores, então fiquem ligados, porque vocês podem “esbarrar” com eles aí pela internet e mandar aquele “adorei o seu trabalho”. Quem não gosta de ter seu esforço reconhecido?

Espero que todos gostem e postem suas críticas e sugestões aqui nos comentários. Eu estou sempre interessado nas opiniões da turma, e como sou o diretor editorial (na boa, esses caras só podem estar loucos), tenho algum “poder” para mexer nas coisas. E quem quiser participar, seja escrevendo matérias, trabalhando na diagramação ou até servindo um café para nossa equipe a cada duas horas, mande um e-mail para contato@warpzone.me, responderemos assim que possível.

Obrigadíssimo a toda a turma que colaborou na primeira edição e vida longa à WarpZone Digital!

>> BAIXE A WARPZONE DIGITAL <<

Revista WarpZone Digital: “Ói nóis aqui tra veis!”

12 thoughts on “Revista WarpZone Digital: “Ói nóis aqui tra veis!”

  • 10/10/2017 at 10:51 pm
    Permalink

    Não sei onde encontraram uma supergame com a imagem censurada do Divine Sealing, porque a que eu tinha, não estava censurada. Lembro disso perfeitamente porque a recortei e colei atrás de um antigo minigame e o medo de ser repreendido fez essa recordação colar na minha memória. Cheguei a ver, no youtube, uma revista dessa supergame censurada. Provavelmente mexeram na segunda “leva.” Na minha revista os mamilos estavam liberados, graças a tudo de mais sagrado.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 12/10/2017 at 7:42 pm
    Permalink

    Valeu pelo apoio, pessoal! E o trabalho continua, a edição dois chega mês que vem!

    Diego:
    Gagá, quando puder, e se interessar, faz uma matéria sobre o Game of Bombs, remake online multiplayer de Bomberman:

    https://www.gameofbombs.com

    Caramba, que ideia maneira ^_^

    Leandro:
    Lembro disso perfeitamente porque a recortei e colei atrás de um antigo minigame

    Looooool! Cara, por que raios eu não tive um amigo como você no colégio?

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 12/10/2017 at 10:20 pm
    Permalink

    ¨Temos um monte de colaboradores maneiríssimos trabalhando acorrentados diante do computador, 24 horas por dia, sete dias por semana, com um estoque inesgotável de Rosquinhas Mabel sobre a mesa. ¨Me lembrou um tal ¨chefe¨ da Supergame!!!! bons tempos!!!! Saudades das fotos da Marjorie e suas pernas!!!! As revistas de antigamente tinha um ótimo visual e boas matérias em si. De fato, hoje em dia tudo está ai na internet em termos de informação…mas falta carisma! Gostava de folhear revistas e em ir em locadoras alugar filmes e jogos…é, ir ao ambiente dos vhs, DVDS e cartuchos antigamente era bom demais. Ficava horas olhando capas e pensando qual valia a pena locar. É quase o mesmo em relação a revistas e informação…tinha sempre aquele lance de esperar a próxima edição, para ver qual lançamento e dúvidas tirar nas revistas de antigamente. irei ver, ler e entreter com a WarpZone Digital! valeu!

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

  • 13/12/2017 at 9:30 pm
    Permalink

    Parabéns, Gagá, por editar a revista. Parabéns WarpZone, por trazer o consagrado Orakio Rob para sua turma. Vi a WarpZone nascer e se transformar numa gigante, repleta de celebridades gamísticas de elevadíssimo nível.

      [Citar este comentário]  [Responder a este comentário]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *