(continuação da minha saga para zerar Tales of Phantasia. Clique em “Tales of Phantasia” no menu do blog para ler os episódios anteriores)

E lá vamos nós para nossa seção de hoje de Tales. O fim está próximo…

O grupo chega à pequena cidade de Ary em busca de informações sobre o paradeiro de Dhaos. Os locais informam que as trevas eternas caíram sobre a cidade há três anos, mais ou menos o mesmo tempo da aparição de Dhaos. Há gente de Alvanista na cidade tentando descobrir o que aconteceu. Um soldado diz que Dhaos provavelmente está em algum lugar da ilha, e dá a Cless o “Dedis Emblem”. Que raios é isso? Não é engraçado como nossos RPGs os personagens acham que qualquer coisa pode ser útil? “Leve este cabide verde, você pode precisar”, e depois aparece um monstro que gosta de cabides verdes?

Momento "que tal nós dois numa banheira de espuma..."

A turma passa a noite na hospedaria. Mint pede para conversar a sós com Cless lá fora. Enquanto isso, Klarth invoca Origin e pergunta se ele pode mostrar uma imagem do passado. Origin diz que sim, mas que só pode fazer isso uma vez. Klarth pede aos outros que saiam porque são momentos particulares, e o grupo sai. Origin mostra Miranda, dizendo às crianças que Klarth é forte e deve voltar logo.

Arche e Chester saem para dar uma namorada. Cless vai conversar com Mint. O amor está no ar… Mint lembra de quando Cless fugiu da prisão, lá no início do jogo. Ela conta que, quando eles passaram a noite na casa de Tornix ela pegou o brinco que Cless usou para quebrar a parede. É um brinco de unicórnio, e ela só tinha visto um igual com sua mãe. Mint agradece a Cless por ele não ter contado a ela que sua mãe estava morta, pois ela não teria agüentado. Aí rola um chororô. Depois Arche tenta agarrar Chester, mas pelo visto ele não gosta muito da fruta.

No dia seguinte um soldado de Alvanista vem correndo falar com Cless: um castelo voador enorme foi avistado no céu! Nossa, Lassic veio visitar o mundo de Tales! 🙂

Amanhã, pelo visto, chego no castelo de Dhaos. Aguardem…

Tales of Phantasia: diário de bordo, 24/10/2008
Tagged on:                     

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *