As várias faces de Double Dragon II

Para os japoneses, Nova York é um lugar muito louco.

Para os japoneses, Nova York é um lugar muito louco.

Quando eu era moleque, lembro de passar horas na casa de um amigo jogando Double Dragon II no NES dele. Bateu uma curiosidade aqui em dar uma espiada na versão do PC Engine, então fui xeretar em outros sistemas também. Acabei descobrindo algumas coisas que eu não sabia sobre o jogo. Vou falar sobre as versões fora da ordem cronológica, só para sair da mesmice :-)

Comecei disparando a versão para o CD do PC Engine. Três coisas são marcantes nesta versão: primeiro, temos um monte de filminhos típicos do console espalhados entre as fases, e obviamente também na abertura, que mostra altas pancadarias em uma Nova York decadente. Em segundo lugar, como de costume no console da NEC, a trila sonora é bem rock n’ roll. E em terceiro lugar, os personagens são grandões! Eu nunca tinha jogado a versão de arcade, e fiquei imaginando que as duas versões seriam parecidas. Veremos.

Depois de jogar algumas fases, incluindo a clássica dentro do helicóptero com a porta que abre e suga a gente para fora, bateu uma nostalgia e fui jogar um pouco a versão do NES. O jogo em si (que saiu antes da versão do PC Engine) não é muito diferente, exceto pelo tamanho dos bonecos e as restrições técnicas do NES (um flickerzinho levemente irritante pinta com alguma frequência, mas a versão do PC Engine também dá umas piscadinhas de vez em quando). Além disso, algumas fases foram expandidas na versão do PC Engine.

Aí fui jogar a versão do arcade, e bateu a surpresa. O jogo é radicalmente diferente. Os personagens são menores, os estágios totalmente diferentes… é outro jogo. Quando o jogo foi portado para o NES ele foi totalmente refeito, e a versão do PC Engine foi uma versão melhorada do jogo original do NES. Curiosidades do mundo retro gamer.

doubledragon2pce_fase11 doubledragon2nes-fase1

Fotos: a versão para CD do PC Engine e a versão do NES, lado a lado.

Já a versão do Mega Drive segue a versão dos arcades. A principal diferença é que o jogo é lento de doer, um verdadeiro desastre. Pelo que andei lendo por aí, a malhação por parte da crítica foi inevitável.

E o que esses jogos têm em comum? Bom, em todos eles a Maria, que eu nunca consegui entender direito se é namorada do cara de azul ou do cara de vermelho (ou… dos dois?) é assassinada logo no início do jogo. Isso é retratado de maneiras diferentes em cada versão. No arcade e no Mega Drive, a Maria está andando na rua com aquela roupa de mulher respeitável quando a gangue do mal chega e atira nela a sangue-frio! Aliás… porque raios a Maria aparece tão comportada na versão do PC Engine e se veste como uma tremenda vagaba na versão do NES?

doubledragon2pce_maria_comportada doubledragon2nes-maria_decotada

Fotos: à esquerda, Maria no PC Engine, acessando o site da liga de moças cristãs. À direita, a mesma Maria no NES. WTF?

Maria levando chumbo no Mega Drive

Maria levando chumbo no Mega Drive

No NES a violência não é tão crua, mas o clima é bem mais… assustador. Um sujeito com a maior cara de tarado doidão olha para a Maria com um jeito de psicopata. No PC Engine, a dona Maria está em seu apartamento enquanto seus garotões heróicos e puritanos distribuem umas pancadas pela rua. Nisso uns caras invadem o apartamento e ZAZ! Corte na cena, e a seguir ela está morrendo nos braços dos irmãos bordoada. E eu continuo sem entender quem pegava quem.

O fato é que, tirando a versão do Mega Drive, que além de naturalmente lenta fica ainda pior quando há muitos inimigos na tela ou quando o personagem pula (eu sei que parece loucura, mas experimente), todas as versões são bastante divertidas. Como temos basicamente duas versões diferentes do jogo espalhadas entre os sistemas, a diversão é dobrada, especialmente se você tiver um amigo retro gamer para jogar junto com você.

E pelo visto os fãs do jogo continuam dispostos a manter o legado da série viva. Olhem só esta fantástica versão em 3D com a qual eu esbarrei no YouTube:

O sujeito subiu o vídeo no mês passado, e parece que o jogo inteiro ainda não está pronto. Vamos esperar. O jogo está sendo desenvolvido para Windows, e o site oficial de seu criador é este aqui. Parece no mínimo curioso.

UPDATE 2011: eu sei, o vídeo tá bichado. E o site do cara saiu do ar. Como um fangame brasileiro de Double Dragon já foi “tesourado” pelos detentores dos direitos autorais, acredito que o mesmo tenha acontecido aqui.

OUTRO UPDATE: como disse o nosso amigo mcs aí nos comentários, “se mudar a resolução do vídeo para 240p (opção disponível no youtube mesmo) dá pra assistir tranquilo.” Thanks!

About Orakio Rob, "O Gagá"

Dono do império corporativo Gagá Games, o velho Gagá adora falar sobre si mesmo em terceira pessoa. E sim, é ele mesmo que está escrevendo este texto.